Canais
Companhia Aérea
publicado em 19 de abril de 2017 - 17h50

Tap comemora 50 anos da rota Recife-Lisboa

A mais antiga a operar na capital pernambucana, anuncia que oferecerá voos diários entre Recife e Lisboa a partir de junho até outubro.

Da Redação

Passado meio século, a TAP continua a atravessar o Atlântico - agora num A330, com capacidade para 263 passageiros - e a contribuir para a aproximação de povos e culturas, numa das rotas preferidas dos europeus em geral.

Este ano, até o final de fevereiro, as reservas de viagens para o Recife, entre abril e outubro, já tinham registrado um aumento de 144% comparado a 2016. Nos três primeiros meses deste ano, a taxa de ocupação sofreu um aumento de 9 pontos percentuais em relação ao ano passado, tendo transportado aproximadamente 32 mil passageiros neste período. A companhia aérea portuguesa prevê ainda o reforço da oferta para o Recife com voos diários durante o próximo verão Europeu - de junho a outubro.

Lembrando que a TAP voa para 10 destinos no Brasil - Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador, Recife, Natal, Fortaleza e Belém, totalizando mais de 70 voos por semana entre Portugal e o Brasil.

Em comemoração aos 50 anos da rota Lisboa-Recife, os passageiros da TAP, membros do programa de fidelidade Victoria, que viajarem no dia 19 de abril entre estas duas cidades, vão receber o dobro das milhas correspondentes a esta viagem.

Importância da Rota TAP Recife-Lisboa para a economia

A operação da TAP, com 10 voos diretos do Brasil para a Europa, incluindo o voo direto do Recife para Lisboa, também tem se mostrado muito importante para alavancar a economia e as relações comerciais entre o Brasil, Portugal e os demais países europeus, sendo que em 2015 e 2016 foram embarcadas, anualmente, pouco mais de 3 milhões de quilos de cargas do Recife com destino a Europa.

Além do expressivo volume de exportação de produtos brasileiros transportados pela TAP Cargo a partir do Recife, sendo a fruta manga um dos principais, o que reforça a importância da Rota Recife-Lisboa é a sua representatividade de 17,1% do total da exportação transportada pela companhia de todo o Brasil para o exterior nos últimos dois anos.

Em relação a 2017, a TAP está bastante otimista, projetando um crescimento de cerca de 15% para as exportações transportadas pela empresa a partir do Recife em relação a 2016, principalmente motivados pelos bons resultados até o final do mês de fevereiro, que registraram mais de 570 mil quilos de cargas transportadas para a Europa, representando um incremento de cerca de 40% em relação ao mesmo período de 2016.

Voo inaugural - 19 de abril de 1967



O voo inaugural Lisboa-Recife teve um grande impacto na relação de proximidade entre Portugal e o Brasil, que, desde 1960, já vinha sendo ampliada com o “Voo da Amizade”, entre Lisboa e o Rio de Janeiro.

Mais de 50 convidados integraram a primeira lista de passageiros daquele voo. A comitiva contou com personalidades dos vários setores da então atualidade portuguesa, como relatou em detalhe a imprensa brasileira na época: “O primeiro a descer do 'Santa Cruz' da TAP foi dom Policarpo da Costa Vaz, bispo da Guarda, que foi seguido pelo engenheiro António Vaz Pinto, diretor presidente da companhia lusitana na época, ministro e senhora Galba Santos, representando o embaixador do Brasil em Portugal, comandante Soares de Melo e senhora Hilda Melo, sr. e sra. Amílcar Pinheiro, dirigente da VARIG, em Lisboa, ministro e senhora Ary Santos, pároco de Belmonte, Manoel Gonçalves o governador de Castelo Branco, Simplício B. Magro, e mais quarenta e uma pessoas, entre elas professores, jornalistas e presidente de Câmaras de províncias portuguesas".

António Vaz Pinto, inclusive, acabou sendo homenageado com o diploma de cidadão de Pernambuco e, no dia 22 de abril do mesmo ano, Portugal e o Brasil assinaram a lei que estabeleceu o Dia da Comunidade Luso-Brasileira.

A operação exclusiva da TAP em aviões a jato trouxe maior versatilidade e capacidade no transporte de passageiros e carga aérea à Companhia. O 'Santa Cruz' atingia uma velocidade de cruzeiro de 900 km/h, tinha uma capacidade máxima de 150 passageiros e ainda três mil e 500 kg de capacidade para carga, correio e excesso de bagagem.

Fonte: assessoria

Veja também:

06/12/2017
Ribeirão Preto ganha novos voos e novos destinos da Azul
A partir de 19 de fevereiro, companhia irá inaugurar voos diretos e regulares da cidade paulista para Goiânia e Confins, além de ampliar operações para o Rio de Janeiro.
06/12/2017
GOL inicia amanhã operações regulares para o aeroporto de Jericoacoara
A companhia será a primeira aérea a realizar voos regulares para o destino, sem escalas, de São Paulo.
02/12/2017
GOL promove pocket show de Luan Santana a bordo
A surpresa incluía o lançamento do novo hit “Check In”.
30/11/2017
GOL inicia vendas de voos para aeroporto da Pampulha
As operações da companhia no aeroporto central de Belo Horizonte começarão em 22 de janeiro de 2018, com rotas diretas para Congonhas.
Newsletter
Receba as novidades