Canais
Políticas do Turismo
publicado em 05 de julho de 2013 -  8h54

Copa deixará legado em obras e serviços para POA

Os legados sociais da Copa foram tema de uma reunião da Comissão Especial de Acompanhamento e Apoio à Copa do Mundo de Futebol de 2014, realizada na manhã desta quinta-feira, 4, na Câmara de Vereadores

Da Sucursal Rio Grande do Sul

 Comissão Especial promoverá evento para ampliar discussão




Na manhã desta quinta-feira (4/7), a Comissão Especial de Acompanhamento e Apoio à Copa do Mundo de Futebol de 2014 em Porto Alegre reuniu vereadores, secretários municipais e representantes de entidades da sociedade civil na Câmara Municipal. Em debate, os legados sociais do torneio da Fifa na Capital. 

A secretária municipal de Planejamento Estratégico e Orçamento, Izabel Matte, apresentou os principais eixos temáticos que concentram o conjunto de atividades ligadas à prefeitura. Entre outras coisas, o Executivo está investindo em sinalização, no mobiliário urbano, na restauração de calçadas públicas e privadas e na revitalização da Praça XV de Novembro e do largo Glênio Peres. “São projetos que já estavam sendo implementados e que priorizamos.”

Izabel também mencionou a qualificação de 2,7 mil servidores públicos (800 em idiomas, 1,6 mil em recepção ao turista e 300 em diferenças culturais) e a capacitação de taxistas. Outros pontos citados foram a ampliação da infraestrutura do Hospital de Pronto Socorro (HPS), o reforço operacional na Guarda Municipal e na Defesa Civil e a criação de um site oficial da cidade para Copa do Mundo, voltado a dar informações aos turistas. “Queremos fazer de Porto Alegre uma das capitais mais visitadas do País no pós-Copa”, afirmou. Para isso, a prefeitura participará de feiras e eventos para promover o município dentro e fora do País.

Empregos

O secretário de Trabalho e Emprego, Pompeo de Mattos, destacou que a perspectiva é de que sejam gerados 70 mil empregos diretos e indiretos, nas mais diferentes áreas, por causa da Copa. “Temos que aproveitar o momento para buscar capacitação”. Sobre os cursos de qualificação, ressaltou as dificuldades em conseguir preencher todas as vagas disponíveis, pois eles não são ministrados nos locais onde moram os interessados, como nas ilhas. “Temos três demandas na vila Tronco que não conseguimos preencher por causa do deslocamento até o Centro. O pessoal quer o curso lá. Estamos tentando achar uma forma para fazer isso”, explicou.

Falou também sobre o projeto de abrir uma central do Sine (Sistema Nacional de Emprego) na Restinga e na zona Norte. “Estamos em fase de acabamento do Sine Móvel, que é um ônibus para chegar às comunidades e interagir com as pessoas. A expectativa é que ele esteja circulando dentro de dois meses, no máximo.”

Casas

Pelo Comitê Popular da Copa 2014, Waldir Bohn Gass comentou que “a Copa vem como um acelerador do processo de especulação imobiliária, especialmente na região da vila Tronco”. Na visão dele, é necessário que a prefeitura trabalhe com uma concepção diferenciada de modelo da cidade. “Avenidas largas para um modelo de desenvolvimento que privilegia o uso do automóvel particular acaba expulsando uma série de vilas que ficam nessas regiões. Áreas, que inclusive eram públicas, acabaram sendo transferidas para a iniciativa privada para contemplar esses projetos de especulação imobiliária”, disse.

“O bônus-moradia, por exemplo, é um passaporte para as pessoas saírem daquela região. Muitas pessoas estão sendo empurradas por esse processo de especulação e a nossa briga é para que o poder público seja nosso parceiro nessa luta”. E concluiu dizendo: “O prefeito ter tirado a obra da vila Tronco da matriz da Copa é uma conquista da comunidade. Temos a convicção de que ela não trará benefícios de mobilidade urbana para quem vai assistir aos jogos no estádio. Vai criar um problema maior no Cristal e é um gasto brutal que a prefeitura terá que pagar com recursos nossos.”

Seminário

Representando os estudantes secundaristas, a vice-presidente Sul da Ubes, Fabíola Loguerchio, cobrou a manutenção das conquistas estudantis. “Não aceitaremos a retirada de nenhum direito conquistado, como a meia-entrada que a prefeitura quer acabar com um projeto na Câmara para os jogos da Copa”, salientou.

Como encaminhamento, o presidente da comissão, vereador João Derly (PCdoB), propôs a realização de um seminário para ampliar o debate sobre o tema. A ideia é de que o evento seja realizado em setembro ou outubro. Também participaram da reunião os vereadores Alceu Brasinha (PTB), Cássio Trogildo (PTB), Mário Fraga (PDT) e Reginaldo Pujol (DEM).


Fonte: Assessoria de Imprensa Câmara de Vereadores

Notícias Relacionadas

24/06/2013
Secretário promove RS em evento de recepção das sedes da Copa do Mundo
O encontro, que contou com a participação de cerca de 60 jornalistas, ocorreu no Estádio Maracanã, após a coletiva de autoridades do Comitê Organizador Local (COL), da Fifa e Ministério do Esporte.
19/06/2013
Vigilância reforça fiscalização de restaurantes para a Copa
Criado pela Agência Nacional de Vigilância em Saúde (Anvisa), o projeto tem por objetivo garantir a qualidade e segurança dos alimentos nas cidades-sede da Copa do Mundo de 2014.
18/06/2013
POA Convention estima público de 25 mil pessoas em eventos na COPA
Dados foram divulgados nesta manhã pela presidente Berenice Lewin.
13/06/2013
Fortunati mostra preparação de POA a um ano da Copa do Mundo
Prefeito explica a jornalistas o estágio de desenvolvimento dos projetos.
12/06/2013
Rio Grande do Sul entra na reta final de preparação para a Copa 2014
Todas as obras necessárias já estão encaminhadas e, em algumas áreas, a preparação do Executivo já entra na reta final.

Veja também:

31/07/2014
Nova fase de promoção do Brasil é tema de evento em Salvador
Com foco nos Jogos Olímpicos de 2016, a Embratur lançará novas campanhas publicitárias exclusivas sobre o Brasil
17/07/2014
Embratur lança edital para captar eventos do segmento MICE
Instituições públicas ou privadas sem fins lucrativos poderão se inscrever para realizar ações que tornem o Brasil sede de encontros de negócios
10/07/2014
Belo Horizonte pode receber primeiro Centro SAVE de Desenvolvimento e Cooperação Internacional da América Latina
A pesquisadora da UNWTO Themis Foudation – United Nations World of Tourism, Tatiana Buzatti Dias Costa, está em Belo Horizonte realizando um estudo de viabilidade para possível instalação de um Centro de Desenvolvimento e Cooperação Internacional no Brasil (leia-se Centro SAVE).
27/06/2014
Sala de Monitoramento ao Turista aponta novos recordes
De acordo com relatório divulgado ontem, 24 de junho, os atrativos turísticos e as Centrais de Informação Turística estão com o número de visitação cada vez mais alto.
Newsletter
Receba as novidades