Feiras & Exposições
Paulo Passos
"Não olhe para o ciclo de vida do produto: olhe para o ciclo de vida do mercado"
Philip Kotler
10
outubro
2017

O melhor espaço para sua Feira

escrito por Paulo Passos

Seja em sala de aula ou encontros do trade, volta e meia este assunto vem à tona: qual o melhor espaço para feiras?

Tive a oportunidade de conhecer e trabalhar em alguns muito bons, sejam no Brasil ou no exterior.

Quanto à pergunta, a resposta é simples mas não desejo correr o risco de respondê-la sem algumas explicações.

O fato é que você, leitor, merece meu respeito e carinho; afinal, dedicou tempo para ler meu artigo. Depois, tenho o prazer de ter vários amigos em diversos espaços para eventos no Brasil e no exterior e não gostaria de criar nenhum tipo de problema com eles. Honro estas amizades.

Em aula, ensinamos que devemos estar atentos a detalhes tais como: estacionamento, tamanho, pé direito, infraestrutura, entre outros aspectos. Sim, de fato! Todos estes questionamentos devem ser feitos e são imprescindíveis para análise. Contudo, respondem nossa pergunta?

Para elucidar, proponho uma pequena viagem no tempo...

Em 1957, quando a Alcântara Machado Feiras promoveu a primeira Fenit, qual era o melhor local para realizá-la?

Simples. No Ibirapuera, onde existiam os antigos galpões. (na época, recém inaugurados) O local era central, lindo, glamoroso e não havia outras opções adequadas para atender este e outros eventos que vieram na sequência.

Agora, em 1970, com a inauguração do Anhembi, um local apropriado, moderno e com a infraestrutura adequada, estando na pele do Dr. Caio, onde iriamos realizar nossas feiras?

O único obstáculo, à época, era que parte da imprensa não apoiava um pavilhão na zona norte de São Paulo. Ficava depois da Marginal, diziam. Acreditam? Pois é...

Se voltarmos agora à década de 80, imaginem-se organizando uma feira do artesanato com 12 mil m2. Onde realizá-la? O Anhembi era grande demais e os pavilhões do Ibirapuera já não mais existiam. A solução estava ao lado: Bienal do Ibirapuera. Só o público do parque, com 100 mil pessoas em um final de semana de sol, já era sinal de sucesso em um evento B2C.

Conheceram o Mart Center? O antigo projeto para centro madeireiro localizado na zona norte de São Paulo foi, durante anos, opção viável para realização de feiras B2B e B2C. Apresentava então espaços médios - ideais para projetos inovadores -, amplo estacionamento e um shopping atacadista como âncora que atraía um número expressivo de visitantes.

Com 18 feiras em 1993, era uma das melhores opções custo x beneficio da época.

Neste ponto quero ressaltar que nossa pergunta não foi feita com base em outras tipologias de eventos. Estamos apenas focando em feiras de médio grande porte.

Sem esta ressalva, também estaríamos falando de hotéis e de centros de convenções como o Palácio das Convenções do Anhembi ou do maravilhoso espaço oferecido pelo Centro de Convenções Rebouças, agora ampliado.

Voltando à nossa história, nasce na época uma nova opção de equipamento na cidade de São Paulo: o Expo Center Norte. O fato é que, com sua inauguração, promotores de feiras de médio a grande porte passaram a ter nova opção. Sabem a história de oferta e procura? A disponibilidade de “boas datas”, devido a intensa demanda era precária na época. Dizia-se na época que uma multinacional de feiras comprou uma Brasileira de olho nas datas do Anhembi. Será?

Tendo na época em seu calendário diversas feiras da indústria de base, o Expo Center Norte passou a ser a via natural para quase todos os eventos que estavam no Mart Center e opção viável para promotores que procuravam datas no Anhembi. Hoje, após reformas e melhorias continuas, o pavilhão continua destacando-se na vanguarda das feiras no Brasil.

Sem me atentar muito à cronologia das inaugurações, nos anos subsequentes a oferta de equipamentos na cidade de São Paulo aumentou consideravelmente. Podemos citar: ITM-EXPO que, após navegar entre tipologias, focou em congressos e, com o apoio inestimável do SPC&VB, tornou-se na época um dos líderes em congressos de médio a grande porte.

Frei Caneca? Um centro de convenções e pavilhão de feiras em um shopping? Um case de sucesso com certeza!

Expo Transamérica? Uma bandeira hoteleira criando um novo patamar na oferta de espaços para feiras, mostrando que é possível e viável termos um equipamento deste porte (o primeiro com ar condicionado) e nível na zona sul. Uma Grife em eventos!

Não poderia esquecer de mencionar o Centro de Eventos PRO MAGNO, outra excelente opção que com profissionalismo, ocupou seu espaço no mercado e que nasceu diante da necessidade de uma entidade.

Que tal então o São Paulo Expo? De espaço da Secretaria Estadual da Agricultura, onde eram expostos cavalos, bois, cabras etc. para um centro de feiras e exposições padrão internacional, gerido por uma das principais empresas do mundo do setor. Não faltam elogios do trade para este equipamento.

Bem... chegamos agora ao momento da verdade. Sei que não falei de todos os equipamentos e os que comentei utilizo-os apenas como exemplo.

Há aproximadamente 25 anos, um famoso evento em São Paulo foi realizado no Mart Center, depois seguiu para o pavilhão da Bienal, na sequência, para o ITM-EXPO e, finalmente, para o Center Norte. Qual o melhor destes locais?

Todos! Cada um deles, provavelmente foi o melhor quando analisamos no tempo as características do evento em cada época.

Um dos mais renomados e respeitados profissionais do trade, Armando Campos Mello, Presidente Executivo da UBRAFE, afirma: “Diferentemente de outros destinos que conta com um único equipamento, São Paulo é a capital das Feiras, sua extensa oferta de locais para feiras, nos faz o principal destino do Mercosul.

Maria Clélia, gerente comercial do EXPO CN complementa: nenhum Espaço de Eventos é bom, por si só, se não tiver um Equipe comercial e operacional atenta a todas as necessidades do cliente x evento, da sua comercialização a sua realização e o que dizer então do pós vendas?

Hoje infraestrutura moderna está a disposição de todos, é apenas uma questão de mais ou menos investimento e claro que cada novo espaço, por si só já é melhor porque é novo, mas o que não se compra é uma boa Equipe treinada e motivada para entender para melhor atender, toda a cadeia produtiva deste maravilhoso Mundo dos Eventos!

Não existe fórmula mágica e os questionamentos apresentados no começo deste artigo nos ajudarão a encontrar a resposta.

O fato é que não existe o melhor espaço.

Aliás, existe sim: o melhor espaço, dentro da oferta disponível e de acordo com o tipo de feira.

Cada feira tem a sua característica e o espaço para o qual ela é mais apropriada.

Este sim é o melhor espaço para sua feira!

Arquivos
Buscar nos Blogs
O que deseja procurar?
Escritores
Newsletter
Receba as novidades