Viagem de Negócios
Fabio Steinberg
Um jornalismo crítico e independente do setor
05
dezembro
2017

Por que os franceses lideram a hotelaria?

escrito por Fabio Steinberg

O que está por trás da liderança da Accor? Bastaram quarenta anos para a empresa francesa alterar radicalmente a história da hotelaria brasileira. Tudo começou quando a rede, fundada dez anos antes, abriu a primeira unidade no país.

Todo mundo riu da decisão de instalar o Novotel no Morumbi, bairro residencial de São Paulo. É que na época bons hotéis só se instalavam no centro da cidade. A bizarrice só podia ser coisa de algum francês maluco, de quem desconhecia os costumes brasileiros.

A ideia deu tão certo que foi mais tarde copiada pelos concorrentes. O que na ocasião foi considerada iniciativa excêntrica, hoje passou a ser chamada de visionária.

Houve um momento que ninguém sabia direito o que significava Accor. Havia quem confundisse o nome com Arcor, indústria argentina de balas e bombons.

No entanto, ações ousadas viraram marca registrada da empresa. E foi assim que em quatro décadas depois, a primeira unidade se multiplicou por 250 novos empreendimentos no Brasil.

Mesmo convivendo com sucessivas crises econômicas, a Accor não só se tornou a maior rede hoteleira, como não para de se expandir. Um recente exemplo foi incluir no portfólio mais 21 hotéis com 3.400 quartos do grupo BHG.

Como explicar o sucesso da Accor e a miopia de tantos pesos-pesados da hotelaria mundial? Afinal todos tiveram a mesma oportunidade de atuar no mercado brasileiro. CONTINUA

Fonte: Viagens & Negócios - turismo sem censura

Arquivos
Buscar nos Blogs
O que deseja procurar?
Escritores
Newsletter
Receba as novidades