Canais
Aéreo
publicado em 24 de abril de 2019 - 18h 2

Redução do ICMS sobre o combustível dos aviões já viabiliza mais de 400 novos voos

AZUL, GOL, LATAM e PASSAREDO anteciparam 81% da nova malha aérea prevista para até o fim deste ano.

Da Redação

Companhias da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) completaram hoje (23) o anúncio de 401 novos voos a partir do Estado de São Paulo para diferentes estados do país como parte do compromisso assumido com o governo estadual após a redução da alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o combustível dos aviões de 25% para 12%, medida que deve entrar em vigor no dia 1º de junho.

Com isso, AZUL, GOL, LATAM e PASSAREDO anteciparam 81% da nova malha aérea prevista para até o fim deste ano, com um total de 490 novas frequências para 38 cidades em 21 estados. Além disso, as empresas anunciaram os seis novos destinos dentro do estado de São Paulo: Barretos, Franca, Guarujá, Araraquara, Votuporanga e São Carlos.

“Nós estamos completando hoje o lançamento de 401 novos voos a partir do Estado de São Paulo, antecipando 81% da meta acordada após a redução do ICMS sobre o combustível dos aviões, para mostrar que é possível fazer a aviação crescer a partir de uma decisão que contribui com o desenvolvimento econômico não só de São Paulo, mas de todo o país”, afirmou o presidente da ABEAR, Eduardo Sanovicz.

A PASSAREDO lançou hoje 62 operações semanais a partir do estado de São Paulo, incluindo dois novos destinos: Votuporanga e São Carlos. O anúncio foi realizado durante cerimônia no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo estadual. No dia 18 de abril, a AZUL anunciou 200 novos voos e operações para Guarujá e Araraquara. Em 11 de abril, a LATAM lançou 78 frequências. No dia 28 de março, a GOL divulgou 61 novas operações e duas novas localidades, Barretos e Franca.

“Nós estamos apostando num círculo virtuoso: reduzir o tributo e com isso gerar mais receita pela atividade econômica. Não temos nenhuma dúvida de que isso vai acontecer”, afirmou o vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia. Também estiveram presentes ao evento o secretário estadual de Turismo de São Paulo, Vinicius Lummertz, e o presidente da Passaredo, José Luiz Felicio Filho, entre outras autoridades e representantes do Turismo.

Preferência por voar segue aumentando e é recorde: 7 de cada 10 brasileiros optaram pelo avião ao invés do ônibus em 2018

Como vem acontecendo a partir da liberação das tarifas aéreas domésticas, em 2002, o uso do avião continuou crescendo na preferência dos brasileiros para as viagens longas dentro do país. Voar já é o meio favorito desde 2010. No ano passado, essa preferência atingiu um patamar histórico: 70% dos brasileiros que fizeram viagens interestaduais com distância superior a 75km optaram pela conveniência, agilidade e custo-benefício do transporte aéreo.

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) disponibiliza a consolidação dos dados do transporte rodoviário somente até setembro de 2018. Os números da ANAC para todo ano já estão disponíveis, mas aqui foram recortados também até setembro para fins de comparação. A falta de um trimestre, ainda por compilar, explica a redução dos totais absolutos de passageiros de ambos os modais em relação a 2017.

Quantidades totais anuais de passageiros no transporte interestadual regular (viagens domésticas de longa distância) no Brasil (2000-2018*)

Divisão do total anual de passageiros no transporte interestadual regular (viagens domésticas de longa distância) no Brasil (2000-2018*)

Fonte: Companhias aéreas associadas, Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) . Elaboração ABEAR.
*Dados de 2018 abrangem o período de janeiro a setembro, conforme disponibilidade de estatísticas da ANTT.

Demanda da aviação doméstica tem alta de 3,39% em março

A procura por viagens de avião dentro do Brasil aumentou 3,39% em março na comparação com o mesmo mês do ano passado. A oferta, por sua vez, teve expansão de 2,22% em igual análise. Como a procura evoluindo mais fortemente do que a oferta, o fator de aproveitamento registrou melhoria de 0,92 ponto percentual na comparação anual, resultando em 80,99% de ocupação dos voos. Foram pouco mais de 7,7 milhões de passageiros transportados no período, quantidade 3,44% superior do que o apurada há um ano. O crescimento corresponde a um volume de 257 mil viagens adicionais.

O mercado doméstico brasileiro registra 25 meses consecutivos de crescimento da demanda e do volume de passageiros, com oferta em expansão contínua há 21 meses.

As estatísticas de transporte de passageiros da ABEAR incluem as operações de AVIANCA, AZUL, GOL, LATAM, MAP e PASSAREDO, responsáveis por 99,9% do mercado doméstico nacional.

Acumulado no ano

Ante igual intervalo de 2018, o primeiro trimestre desse ano tem alta de 4,31% da demanda doméstica, para uma oferta em alargamento de 3,41%. O fator de aproveitamento das operações tem melhoria de 0,71 ponto percentual, chegando a 82,60%. Até aqui já foram transportados pouco mais de 24 milhões de passageiros, contingente 4,34% maior do que em 2018 (acréscimo pouco superior a 1 milhão de viagens).

MERCADO INTERNACIONAL

As estatísticas das associadas ABEAR seguem abrangendo atualmente cerca de 30% das operações aéreas internacionais envolvendo o Brasil. A parcela restante é detida por empresas de bandeira estrangeira.

A demanda por transporte aéreo internacional entre as aéreas brasileiras registrou crescimento de 10,68% em março. Já a oferta teve ampliação superior, de 11,68%. O aumento da oferta em nível acima da intensificação da demanda levou a uma perda de 0,73 ponto percentual do fator de aproveitamento em relação ao ano anterior, baixando a 81,41%. No mês, foram transportados aproximadamente 801 mil passageiros nos voos entre o Brasil e o exterior, alta de 2,73% (crescimento de pouco mais de 21 mil viagens).

Na série histórica das aéreas brasileiras no mercado internacional, demanda e volume de passageiros crescem de forma ininterrupta há 30 meses, enquanto a oferta tem expansão continuada há 29 meses.

Acumulado no ano

O agregado deste primeiro trimestre do ano, comparado com igual intervalo de 2018, a demanda internacional das aéreas brasileiras registra crescimento de 10,73%, para uma oferta com ampliação de 13,01%. O fator de aproveitamento resultando é de 81,96%, com baixa de 1,69 ponto percentual. O total de passageiros transportados soma perto de 2,6 milhões, uma alta de 3,94% ou o equivalente a 98 mil viagens adicionais.

TRANSPORTE DE CARGAS

As estatísticas de carga incluem as operações das associadas AVIANCA, AZUL, GOL, LATAM e LATAM CARGO. Os números de MAP e PASSAREDO têm caráter de registro estatístico.

O conjunto destas empresas transportou pouco mais de 32 mil toneladas de carga no mercado doméstico em março (retração de 4,99%) e 20,6 mil toneladas no mercado internacional (baixa de 19,29%).

No acumulado do primeiro trimestre do ano já foram movimentadas 90,2 mil toneladas de carga em rotas domésticas (crescimento de 4,72%) e 62,5 mil toneladas nas rotas internacionais (recuo de 9,64%).

Confira as planilhas completas para download com as estatísticas mensais e os infográficos das séries históricas na área de Dados e Fatos do site da ABEAR. Confira também o glossário com os principais termos utilizados.



Fonte: assessoria

Veja também:

03/12/2019
Lufthansa retoma rota São Paulo-Munique
A mais moderna aeronave da Lufthansa, o A350, irá operar três vezes por semana na rota São Paulo-Munique.
01/11/2019
Voopter está entre os finalistas em prêmio de melhor app de viagem do ano
Em junho, o Voopter foi eleito entre as 20 principais startups de turismo do mundo pela Skift.
21/10/2019
Preço médio de passagens cai até 23% após chegada de companhias aéreas de baixo custo
Levantamento do KAYAK considera rotas operadas pela chilena Sky Airline e pela norueguesa Norwegian Air; novas companhias ainda podem impactar preços no médio prazo.
06/10/2019
Amaszonas anuncia voos de Santa Cruz de la Sierra para dois destinos brasileiros
Rio de Janeiro e Foz do Iguaçu recebem operações da companhia boliviana com conexões convenientes para outras cidades da América do Sul.
Newsletter
Receba as novidades