Canais
Políticas do Turismo
publicado em 29 de março de 2019 - 21h 9

Prefeitura de SP adia venda do Anhembi de abril para junho

Segundo edital, publicado no Diário Oficial em fevereiro, leilão da SPTuris ocorreria no dia 9 de abril. Data de entrega dos envelopes e leilão foram prorrogados nesta quinta (28).

Da Redação

A Prefeitura de São Paulo adiou, nesta quinta-feira (28), a venda do Complexo Anhembi, na Zona Norte, de abril para junho.

Em edital publicado em fevereiro no Diário Oficial, a entrega dos envelopes dos interessados na privatização da SPTuris deveria ocorrer no dia 2 de abril. O leilão seria no dia 9 do mesmo mês, com lance mínimo de R$ 1 bilhão.

Em comunicado interno, a Secretaria Municipal de Desestatização e Parcerias determinou a prorrogação dos prazos. Agora, o recebimento dos envelopes será no dia 4 de junho e o leilão, 11.

Também nesta quinta (28), a Justiça suspendeu a decisão que impedia qualquer demolição no Complexo do Anhembi.

A liminar não interferia no processo de privatização do Complexo, mas limitava as possibilidades construtivas dos futuros compradores.

O processo que tramitava desde julho de 2018, quando o Ministério Público entrou com uma ação civil pública para que fosse reconhecido o valor histórico, artístico e cultural das edificações, antes da privatização.

Na ocasião, os promotores ganharam decisão favorável. A Prefeitura, porém, recorreu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), que liberou a demolição.

O complexo Anhembi possui 400 mil metros quadrados, divididos entre Sambódromo, Pavilhão de Exposições e Palácio das Convenções. O espaço conta com um estacionamento com capacidade para 6,5 mil vagas.

Legado do ex-prefeito João Doria (PSDB), o projeto de privatização do Anhembi foi aprovado pela Câmara Municipal no dia 5 de dezembro de 2017 e sancionado 15 dias depois. Em maio deste 2018, os vereadores aprovaram o PL que define as regras construtivas do Complexo.

Pela lei, a Prefeitura está liberada para privatizar o espaço de eventos, pavilhões, exposições e sambódromo.

Fonte: assessoria

Veja também:

05/06/2020
Entidades assinam protocolo de biossegurança para a reabertura das agências e operadoras de turismo
Documento protocolado esta semana na Prefeitura de São Paulo é assinado pela ABAV, Abracorp, AirTkt, Braztoa e Clia Brasil.
04/06/2020
Abeoc Brasil lança campanha pela retomada consciente dos eventos
A Associação Brasileira das Empresas de Eventos reuniu hoje em live transmitida ao vivo pelo seu canal no Youtube, sua presidente, Fátima Facuri; o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antonio; a deputada federal Soraya Santos; o presidente-executivo da União Brasileira dos Promotores de Feiras – UBRAFE, Armando de Campos Mello; e o presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação, Alexandre Sampaio. Em pauta, a retomada das atividades e os protocolos sanitários.
04/06/2020
Selo Turismo Responsável foi lançado nesta quinta-feira
O Ministério do Turismo lançou nesta quinta-feira, 04 de junho, o selo Turismo Responsável, um programa que estabelece boas práticas de higienização para cada segmento do setor.
26/05/2020
Bolsonaro sanciona Nova Embratur e veta incentivos fiscais para setor do turismo
Ao todo, cinco pontos do projeto foram vetados, como esses que tratam de incentivos fiscais e outros sobre composição e financiamento da Embratur.
Newsletter
Receba as novidades