Canais
Companhias Aéreas
publicado em 27 de maio de 2020 -  9h32

Latam: "A única coisa inviável é achar que não vai ter ajuda governamental", disse o presidente da Latam no Brasil

Após pedir recuperação nos EUA, Latam ainda depende de ajuda de governos

Da Redação

Com US$ 17,9 bilhões em dívidas e mais de 100 mil credores, a Latam pediu recuperação judicial na terça-feira, 26, em Nova York. A empresa foi a segunda aérea da América Latina a solicitar reestruturação nos Estados Unidos em meio à crise da pandemia da covid-19, que paralisou o setor aéreo em todo o mundo.

Há 15 dias, a Avianca Holdings fez o mesmo movimento. A proteção judicial de credores, porém, não será suficiente para atravessar a crise. A Latam ainda espera um socorro dos governos dos países onde atua.

A única coisa inviável é achar que não vai ter ajuda governamental. A ajuda dos governos, não só do Brasil, precisa vir, assim como aconteceu na Alemanha e nos EUA”, disse o presidente da Latam no Brasil, Jerome Cadier, ao jornal O Estado de S. Paulo.

 Jerome Cadier, presidente da Latam no Brasil
O pedido de recuperação não inclui a unidade brasileira do grupo, justamente por causa da possibilidade de receber auxílio financeiro do governo.

O pacote de ajuda brasileira para as companhias aéreas, desenhado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), prevê um socorro de R$ 4 bilhões para ser dividido entre Latam, Gol e Azul e exige que as empresas estejam listadas na B3, a Bolsa paulista. A Latam, no entanto, tem ações negociadas em Nova York e em Santiago, no Chile.

Segundo Cadier, as conversas com o governo Jair Bolsonaro estão avançando para que se chegue a uma solução que atenda também a Latam. “Tem a opção de encontrar um financiamento que não obrigue a companhia a se listar aqui e tem outras opções. A gente ainda não convergiu, mas estamos analisando os prós e contras de cada opção.

LEIA TAMBÉM

Recuperação judicial da Latam: o que representa para o setor e para Gol e Azul?

Um modelo em análise é que o BNDES participe da recuperação como debtor in possession (DIP), uma espécie de credor que tem prioridade de pagamento.

Acionistas da Latam, a família chilena Cueto (controladora, com 21,5% de participação) e a brasileira Amaro (com 2%), além da Qatar Airways (dona de 10% da aérea), concederão um empréstimo de até US$ 900 milhões nesse modelo para que a companhia continue operando enquanto está em recuperação.

 Roberto Alvo, presidente do Grupo Latam
A Latam acredita que a reestruturação pode ajudá-la a conseguir um empréstimo no Brasil. Em entrevista com jornalistas, o presidente do grupo, Roberto Alvo, afirmou que a “reabilitação dá opções interessantes para o BNDES participar. A estrutura que o banco havia proposto era complexa”, disse.

A leitura, no entanto, é outra no BNDES e nos bancos privados, que também participam das conversas.

O valor que até então estava disponível à aérea deve ser reduzido, com o aumento da percepção do risco, segundo fontes do setor.

A Latam espera ainda receber ajuda do governo do Chile, país sede da empresa. O presidente chileno, Sebastián Piñera, já foi um dos principais acionistas da companhia aérea e é próximo da família Cueto. Um auxílio financeiro, portanto, poderia ser malvisto no país.

Na terça, o Ministério da Fazenda do Chile, porém, divulgou uma nota em que afirma avaliar a “conveniência e a oportunidade de contribuir com o processo de reorganização da Latam”. De acordo com Cadier, as conversas com o governo Piñera “estão andando”.

As ações da Latam em Santiago fecharam na terça-feira com queda de 36%. Em Nova York, os papéis recuaram 34,6%.

Fonte: InfoMoney

Notícias Relacionadas

27/05/2020
Recuperação judicial da Latam nos EUA: o que representa para o setor e o que esperar para Gol e Azul?
Notícia não foi vista com surpresa por parte do mercado; no curto prazo, analistas veem Gol e Azul se beneficiando, mas cenário é de cautela
26/05/2020
Latam entra com pedido de concordata nos Estados Unidos
Recuperação não envolve a unidade brasileira que segue trabalhando com o Governo para um socorro conjunto para o setor
22/05/2020
Transporte aéreo de passageiros no país tem queda de 93,09% em abril
É o pior resultado da série histórica, iniciada em 2000.

Veja também:

14/07/2020
GOL lança iniciativa que apoia o turismo
Iniciativa visa o emprego e as riquezas culturais brasileiras de diversos artistas e artesãos.
14/07/2020
Wings of Support da KLM faz doação para compra de alimentos para crianças de comunidades no Brasil
Organização comandada por voluntários que trabalham na companhia aérea apoia 73 projetos em 19 países e tem mais de 3.500 doadores regulares todos os meses.
09/07/2020
oneworld, SkyTeam e Star Alliance se reúnem para informar aos viajantes que podem voar com confiança
Em vídeo, alianças destacam medidas que as companhias aéreas membro estão adotando para garantir o bem-estar dos clientes enquanto viajam.
09/07/2020
Latam Brasil entra com pedido de recuperação judicial nos Estados Unidos
Grupo aéreo havia pedido proteção contra credores em maio; contudo, unidade brasileira havia ficado de fora
Newsletter
Receba as novidades