Canais
Copa 2014
25/03/2011
Novo presidente da Infraero nega privatização de aeroportos
O novo presidente da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), Antonio Gustavo Matos do Vale, afirmou ontem (24) que vai se dedicar ao projeto de abertura de capital da estatal. Segundo ele, esse processo, que deve durar três anos, vai modernizar a empresa e torna-lá mais eficiente e competitiva. Para Matos do Vale, a abertura de capital vai ajudar o governo a captar os investimentos necessários para as obras de ampliação e modernização dos aeroportos para os grandes eventos esportivos que ocorrerão no Brasil: a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016. “Envolve acionistas privados e captação de recursos para novos investimentos. Além disso, o governo não perde o controle da companhia. Isso não é uma coisa fácil, mas acho que a Infraero deve caminhar para isso [abertura de capital]”. O novo presidente da Infraero negou que a abertura de capital resulte na privatização da empresa. “Não discuti em nenhum momento com a presidenta [da República] Dilma [Rousseff] e com outros órgãos do governo que o futuro da Infraero fosse a privatização”, afirmou. Ele disse ainda que não existe pressão para que a empresa seja privatizada, pois, para ele, os "clientes estão satisfeitos" com os serviços prestados pela estatal. De acordo com Matos do Vale, o real problema da Infraero é o aumento da quantidade de passageiros nos aeroportos do país, que passou de 113 milhões em 2009 para 155 milhões em 2010. A estimativa é que em 2011 esse número chegue a 180 milhões. Para o novo presidente da Infraero, é necessário investir em melhorias nos aeroportos sem pensar apenas nos grandes eventos esportivos dos próximos anos. “A Copa do Mundo é apenas uma característica, pois vão chegar 500 mil pessoas. Isso é o que atendemos por dia. É um processo paralelo ao plano de investimentos da Infraero. Vamos firmar parcerias para que possamos melhorar o atendimento ao cliente hoje”, disse. Entre 2011 e 2014, R$5,23 bilhões serão destinados aos 13 aeroportos das 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014. O executivo também afirmou que não serão feitas concessões de aeroportos à iniciativa privada além da do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante, no Rio Grande do Norte. Ele informou, porém, que há um estudo pronto sobre a construção do terceiro terminal do Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP). “Estou esperamos o novo ministro da Secretaria de Aviação Civil para apresentar ao governo o projeto de contratação de uma empresa que possa montar um projeto de parceria público-privada [PPP] visando à construção do terminal”. Matos do Vale assumiu a presidência da Infraero no dia 16. Ele substituiu o diretor de operações, João Márcio Jordão, que respondeu interinamente pela empresa desde a saída do presidente Murilo Marques Barboza, em fevereiro.
24/03/2011
MG: ICMS Turístico é apresentado em audiência entre Setur e ALMG
O secretário de Estado de Turismo de Minas Gerais, Agostinho Patrus Filho, recebeu, nesta quarta-feira (23), em Belo Horizonte, o presidente da Comissão de Turismo, Indústria, Comércio e Cooperativismo, da Assembléia Legislativa de Minas Gerais, deputado estadual Tenente Lúcio, e o membro efetivo da Comissão, deputado estadual Ulysses Gomes. Durante audiência, o secretário apresentou projetos e programas prioritários para a Secretaria de Estado de Turismo, como ICMS Turístico, infraestrutura turística, Copa de 2014 e Destinos Indutores. Para o secretário, o foco é trabalhar em harmonia com a Assembléia na busca de soluções para o segmento turístico mineiro. “O governador Antonio Anastasia tem ressaltado a importância da Assembléia Legislativa para discutir temas e buscar soluções. Queremos fazer a gestão ouvindo os deputados, as comissões que representam a população de Minas Gerais”, afirmou. O presidente da Comissão, Tenente Lúcio, solicitou ao secretário a realização de um grande seminário na Assembléia Legislativa para tratar de assuntos que permeiam a atividade turística em Minas Gerais. “Pretendemos desenvolver um trabalho em parceria, principalmente com vistas à Copa de 2014. Não podemos deixar de solicitar, também, atenção aos municípios que têm potencial para se tornar sub-sede do mundial”, frisou o deputado. Copa 2014 Minas Gerais terá a oportunidade de realizar um trabalho que ficará como legado para os mineiros, principalmente após a realização do mundial. Agostinho Patrus Filho explicou à Comissão a importância do Estudo de Competitividade, realizado há três anos, nos 22 Destinos Indutores mineiros. “Este estudo serve de base para prepararmos e traçarmos nossas políticas com vistas ao fortalecimento dos municípios”, reforçou.  O secretário considera que Belo Horizonte é a cidade sede mais bem preparada para a receber a competição. “Temos o melhor projeto, estamos cumprindo todos os prazos e a reforma do Mineirão é referência internacional”, e ressaltou que a escolha das sub-sedes depende do chefes das delegações internacionais que estarão no país durante os jogos. “Os municípios que investirem e se prepararem para a recepção dessas seleções terão mais chances de se tornarem base camps”, ponderou. Infraestrutura Outra preocupação importante destacada durante a audiência é com relação às necessidades de infraestrutura que atenda ao crescimento do fluxo de passageiros, principalmente por via aérea. Agostinho Patrus Filho destacou que o volume de passageiros que se deslocou em 2010 por via aérea, em uma distância superior a 800km, pela primeira vez no Brasil, se equiparou ao número de turistas que viajaram via terrestre.  “Atualmente o país aponta crescimento de 24% do fluxo de passageiros nos aeroportos. Em Minas Gerais, os aeroportos da Pampulha e o Aeroporto Internacional Tancredo Neves registraram crescimento de 27% neste movimento. O brasileiro está migrando do ônibus para o avião. É essencial o crescimento aeroportuário para atendermos à demanda já existente”, finalizou. Foto: O secretário de Estado de Turismo, Agostinho Patrus Filho, em audiência com o presidente da Comissão de Turismo, Indústria, Comércio e Cooperativismo, da ALMG, Tenente Lúcio (à esq.) e Ulysses Gomes, membro da Comissão (à dir.)  Crédito: José Carlos Paiva – Secom MG
15/03/2011
Copa 2014: Câmara Temática de Turismo e Hotelaria de Porto Alegre define eixos de trabalho
No dia 9 de març, ocorreu a primeira reunião da Câmara Temática de Turismo e Hotelaria,  dando início dos trabalhos do Comitê Organizador Sede - Porto Alegre 2014 lançado oficialmente hoje pelo prefeito José Fortunati, em evento no Hotel Sheraton. Dentro dos objetivos da nova formatação da capital gaúcha para o mundial, de integrar entidades civis na preparação do campeonato esportivo, a Câmara é formada pelas entidades do trade turístico da Capital, pela Secretaria Extraordinária da Copa (Secopa) e Secretaria Municipal de Turismo (SMTUR).   O encontro foi aberto pelo prefeito, que empossou cada integrante com a entrega do pin que leva a logomarca da capital gaúcha para a Copa 2014, também apresentada hoje. Fortunati destacou o espírito de parceria e de dedicação do trade local para que Porto Alegre ocupe posições cada vez melhores no cenário turístico nacional.   “Agora, temos prazos exíguos e muito trabalho pela frente para que, até 2014, nossa Capital seja também mais e melhor conhecida no exterior, como ocorre com outros destinos brasileiros.” A Câmara Temática de Turismo e Hotelaria foi a primeira a ser instalada dentro do Comitê. Segundo o secretário municipal de Turismo, Luiz Fernando Moraes, coordenador da Câmara, “isso demonstra a motivação do setor em participar da organização da cidade e mostra que o trade está pronto para isso”. Ricardo Gothe, titular da Secopa, participou da reunião.   Eixos estruturantes - A Câmara Temática de Turismo e Hotelaria aprovou sua organização em cinco eixos estruturantes: estruturação da oferta turística, que envolve atrativos, equipamentos turísticos e serviços; infraestrutura turística, que inclui sinalização turística, informação e atendimento ao turista; promoção nacional e internacional e apoio à comercialização, que envolve a definição de estratégias de posicionamento da imagem da cidade e divulgação; e hotelaria e gastronomia.   O modelo de governança adotado segue o da Câmara Temática Nacional de Desenvolvimento Turístico, da qual a SMTUR participa representando Porto Alegre como cidade-sede do mundial. Além de reuniões mensais, a Câmara Temática de Turismo e Hotelaria da Capital gaúcha promoverá encontros regulares dos grupos de trabalho em torno de cada eixo de ação e seminários de alinhamento de informações.  
14/03/2011
Chega ao nordeste o Bem Receber Copa - Ecoturismo e Aventura
O Ministério do Turismo (MTur) e a Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura (Abeta) levam ao nordeste, na próxima semana, as novidades do projeto Bem Receber Copa - Ecoturismo e Aventura. Os seminários de apresentação das oportunidades do projeto acontecem em Fortaleza (CE) e Olinda (PE) em 15 de março. Em Salvador (BA) e Natal (RN), os seminários acontecem no dia 17. Os participantes poderão conhecer as propostas e se inscrever de acordo com sua necessidade. São 215 frentes de qualificação, com 121 cursos presenciais, 86 turmas de ensino a distância e oito cursos com vídeo-aulas. O projeto prevê a qualificação de 8 mil profissionais em todo o país. Os cursos passam a ser oferecidos gratuitamente, a partir do final do primeiro semestre. Com foco na Copa do Mundo 2014, o Bem Receber Copa – Ecoturismo e Aventura visa qualificar quatro grupos prioritários: empresários e gerentes de empresas de ecoturismo e turismo de aventura, guias de turismo e condutores de turismo de aventura, gestores de unidades de conservação e agentes de operadoras de viagens do mercado convencional. Belo Horizonte foi a primeira das 12 capitais brasileiras a receber o seminário. As demais capitais nas quais os seminários irão acontecer são: Manaus (AM), em 22 de março; Goiânia (GO); Porto Alegre (RS); Curitiba (PR); Rio de Janeiro (RJ); São Paulo (SP) e Cuiabá (MT), ainda sem data definida. A entrada é franca e as inscrições podem ser feitas pelo e-mail cursospresenciais@abeta.com.br ou pelo telefone (31)3261.5707. Programa Bem Receber Copa Iniciativa do MTur, o programa pretende qualificar o setor de turismo, envolvendo os segmentos de ecoturismo, turismo de aventura, alimentação, hospedagem, transportes e serviços em geral, com foco no maior evento do futebol mundial.   Recife e Olinda (PE) -Data: 15/03  Fortaleza (CE) - Data: 15/03 Natal (RN) - Data: 17/03
01/03/2011
SP: Alckmin garante obras de infraestrutura para abrigar jogo de abertura da Copa
O governador Geraldo Alckmin se encontrou com a presidente da República, Dilma Rousseff, nesta sexta-feira, 25, na capital paulista. O encontro foi pautado por conversas sobre o andamento das obras na capital paulista e a viabilidade de a cidade receber a abertura da Copa do Mundo de 2014. "Estamos trabalhando todos com enorme confiança pra abertura da Copa do Mundo aqui em São Paulo, lá na zona leste, em Itaquera. Os financiamentos do BNDES estão caminhando bem. O projeto arquitetônico já foi aprovado. Agora, a prefeitura está ultimando as questões do terreno e os seus procedimentos", declarou o governador ao final do encontro. Sobre as obras de infraestrutura, Alckmin destacou que "o Governo do Estado fará as obras do sistema viário, que são obras permanentes de viadutos, acessos, enfim, obras pra região, para o polo institucional lá de Itaquera. Teremos uma redução do tempo no trem e no metrô. O estádio de Itaquera está na porta do trem e do metrô. Nós teremos mais trem e mais metrô, metrô de 90 segundos, trem a cada quatro minutos. São R$ 300 milhões que o governo vai investir", anunciou. Também participaram da reunião, ocorrida no escritório da Presidência em São Paulo, o prefeito da capital, Gilberto Kassab; o secretário de Planejamento e Desenvolvimento Regional, Emanuel Fernandes; o ministro do Esporte, Orlando Silva; e o ministro da Casa Civil, Antonio Palocci.
24/02/2011
Oito aeroportos da Copa estão atrasados
Dos 13 aeroportos que atenderão as cidades-sede da Copa do Mundo em 2014, 8 apresentam atrasos de mais de um ano nas obras: Brasília, Confins, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Porto Alegre e Guarulhos. Três projetos de ampliação - em Natal, Recife e Salvador - têm chances de atraso, considerando o estágio atual, pois dependem de licença ambiental ou estão ainda em fase de projeto. Apenas dois aeroportos têm seus empreendimentos dentro do prazo, Viracopos, em Campinas (SP), e o Galeão (RJ) Fonte: Valor Econômico - Samantha Maia
15/02/2011
Copa 2014: Bahia deve "colocar o pé no acelerador", diz ministro
Os projetos de mobilidade, as obras estruturais no porto de Salvador, e a modernização do Aeroporto Internacional Luiz Eduardo Magalhães estão atrasadas, o que representa um risco para a realização da Copa das Confederações, em 2013.Este foi um dos principais pontos da reunião realizada na última sexta-feira (11), a portas fechadas, entre o ministro Orlando Silva (Esporte) e representantes das secretarias do estado e município que desenvolvem projetos relacionados ao Mundial na capital baiana.Após ter acesso ao cronograma de cada um dos projetos, o ministro do Esporte considerou os prazos apertados e mostrou a necessidade de acelerar o início das obras. “Ele (Orlando Silva) fez um apelo aos gestores para enfiar o pé no acelerador, especialmente no que diz respeito à mobilidade, pois é necessário ser ter o mínimo de garantia com os compromissos assumidos”, disse o secretário Ney Campello, da Secopa, um dos participantes da reunião. Segundo Campello, a partir de agora o ministério do Esporte fará reuniões trimestrais com os gestores para cobrar resultados. “Os cronogramas estão apertados, o prazo para entrega dos projetos é maio de 2013, o que exige um cuidado maior. Se houver mais atrasos, isso pode comprometer a realização da Copa das Confederações.”Em março haverá um novo encontro, dessa vez em Brasília, com a presidente Dilma Rousseff, que receberá governadores e prefeitos de cada uma das 12 cidades-sedes para acompanhar a evolução das obras.ProjetosEntre os diversos projetos apresentados, o secretário Leonel Leal, do Escritório Municipal da Copa destacou o plano diretor desenvolvido com vistas ao Mundial, e reiterou a necessidade de ampliar os investimentos no porto e aeroporto da capital baiana. Já o secretário municipal de Tranporte, Marcelo Abreu, deu detalhes sobre o Bus Rapid Transit (BRT), cujo projeto básico está sendo concluído por técnicos da prefeitura e do estado. Os gestores discutiram a possibilidade de integração entre o BRT e o Metrô de Salvador.José Rebouças, presidente da Companhia das Docas do Estado da Bahia, apresentou as modificações previstas no porto de Salvador, com a implantação do terminal de passageiros, e Valter Américo, representante da Infraero, demonstrou a necessidade de instalação de uma segunda pista no aeroporto.  Segundo eles, a licitação acontece nos próximos meses e as duas obras devem começar até o fim do semestre.Segurança Outro tema abordado durante o encontro foi segurança pública. Apontada como uma das capitais mais violentas do país, Salvador se mostra carente de um planejamento estratégico para o Mundial. Recém-empossado no cargo, o secretário de Segurança Pública Maurício Barbosa anunciou a criação de um batalhão especializado em inteligência e operação de grandes eventos, entre eles, a Copa.Outro anúncio da pasta foi a criação da primeira Base Comunitária de Segurança. Previsto para sair do papel ainda este ano, o projeto é parecido ao das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) do Rio de Janeiro. Karlo Dias - Salvador  14/02/2011
01/02/2011
Infraero lança edital para obras na pista do Galeão
 O edital das obras de alargamento do sistema de pistas de pouso e taxiamento do Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, foi lançado pela Infraero na última sexta-feira (28), informa comunicado da estatal. A escolha da empresa que executará o serviço ocorrerá em 17 de março próximo, em Brasília, na sede da Infraero, por meio de concorrência internacional. A obra está orçada em R$ 45,8 milhões e vai aumentar a largura da pista de 45 metros para 60 metros. Os acostamentos da pista de taxiamento também serão ampliados de 23 metros para 25 metros. Com isso, haverá maior capacidade de manobra das aeronaves.Os terminais de passageiros do Galeão estão em obras desde setembro de 2008. A reforma nos dois terminais custará R$ 687,4 milhões e deve ser concluída até setembro de 2012. Fonte: Portal da Copa
31/01/2011
Dilma deve indicar Meirelles para cuidar das obras da Olimpíada
O ex-presidente do Banco Central (BC), Henrique Meirelles, deve ser indicado hoje (31) pela presidente Dilma Rousseff para o comando da Autoridade Pública Olímpica (APO). A nomeação Meirelles, que comandou a economia brasileira por oito anos enquanto esteve à frente do BC, deve ajudar na aprovação da Medida Provisória 503. Se passar pela Câmara, a MP vai ao Senado e depois seguirá para sanção presidencial. A escolha do presidente da APO se arrasta desde o ano passado. Lançada em maio de 2010, a MP 489, que previa a criação da Autoridade Pública Olímpica, expirou em setembro sem votação. Especula-se que a demora ocorreu pela falta de um nome com credibilidade junto à oposição. Orlando Silva, ministro do Esporte, era um dos principais cotados para o cargo. O presidente da APO receberá salário de R$ 22 mil e controlará orçamento de cerca de R$ 30 bilhões. A estrutura do órgão terá 484 cargos, com salários entre R$ 5 mil e R$ 22 mil. Fonte: Portal da Copa 2014
31/01/2011
Brasília, Rio e São Paulo apresentam propostas por Centro de Mídia
Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro apresentaram ao Comitê Organizador Local da Copa (COL), nesta segunda-feira (31), suas propostas para receber o Centro Internacional de Transmissão, ou International Broadcast Centre (IBC), na sigla em inglês, durante o Mundial de 2014. A primeira proposta entregue foi da cidade de São Paulo. Representada pela secretária executiva do Grupo de Trabalho Paulista para a Copa (GT Paulista), Raquel Verdenacci, e pelo diretor de turismo da SP Turis, Luis Sales, a cidade ofereceu o Centro de Convenções do Anhembi, que possui 76 mil m². Brasília que levou seu governador, Agnelo Queiroz (PT), como chefe da comitiva representando a cidade, e apresentou o Centro de Convenções Parque das Cidades, com 55 mil m². A cidade do Rio de Janeiro apresentou duas propostas de sede do IBC. O Riocentro e o Centro de Convenções Sul-América. Segundo o secretário municipal de Desenvolvimento, Felipe Góes, a cidade está propondo duas opções à Fifa a ao Comitê Organizador, pois acredita que o IBC irá transmitir ao mundo durante a Copa a realidade do Rio de Janeiro. “O IBC é a casa da mídia. Ele forma opinião e repercute o que irá acontecer na cidade para o mundo. O Rio quer se posicionar como grande centro da Copa. A cidade quer ter protagonismo.” Segundo o secretário, o Riocentro tem capacidade suficiente, pois já sediou o centro de mídia durante os jogos Pan-americanos de 2007. “Em frente ao Riocentro será construído um hotel. Além do espaço relevante que ele possui, ainda terá um corredor BRT (Bus Rapid Transit)”. Já o Centro de Convenções Sul-América, de acordo com Góes, levaria vantagem por estar próximo ao estádio do Maracanã e à estação do metrô. Uma nova parte, porém, precisaria ser construída no local para abrigar o IBC. Segundo Góes, a prefeitura do Rio está comprometida a fazê-la. As propostas serão encaminhadas à Fifa. Em fevereiro serão realizadas vistorias nos locais. Segundo informa o COL, a escolha acontecerá seguindo critérios técnicos definidos pela Fifa TV. Fonte: Portal da Copa/ Vanessa Cristani - Rio de Janeiro
26/01/2011
Comitê da Copa termina ciclo de visitas ao interior do Paraná
Terminou nesta terça-feira (25), com visitas aos estádios Germano Krüger, do Operário, e Paula Xavier, do Guarany, ambos em Ponta Grossa (PR), o ciclo de visitas do Comitê Organizador Local (COL) pelo interior do Paraná. Desde a última quinta-feira o grupo percorreu as cidades de Maringá, Foz do Iguaçu, Cascavel, Paranavaí, Londrina e Paranaguá. Há duas semanas, em Curitiba, foram vistoriados oito centros de treinamentos e estádios. Na segunda (24), a comitiva esteve no estádio Gigante do Itiberê, em Paranaguá, no litoral.  A comitiva técnica tem sido coordenada pelos secretários da Copa no estado, Mario Celso Cunha, e de Curitiba, Luiz de Carvalho. A exemplo do que ocorreu na capital, têm sido levantados dados sobre os locais para que possam servir de base para seleções que irão participar da Copa do Mundo de 2014. Todo o material, que inclui análise dos gramados, será encaminhado para a Fifa.Litoral No litoral, o grupo visitou também outras instalações próximas aos estádios, que possuem piscinas e ginásio de esportes. Segundo o secretário Luiz de Carvalho, os locais visitados têm amplas condições de receber as seleções que decidirem por algum deles. “Todas as regiões têm condições de receber as seleções que vão disputar o Mundial”, disse, por meio de sua assessoria.A equipe técnica também é formada pelas engenheiras do Ippuc, Susana Costa e Zelinda Rosário, assessoras técnicas da prefeitura de Curitiba para a Copa, e Milton Karan, representante da Secretaria Estadual do Turismo.Oeste No Oeste do estado, os estádios ABC e o Centro de Treinamento da Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, foram os escolhidos.Em Foz do Iguaçu as vistorias para campos de treinamento foram feitas no Estádio ABC e no Centro de Treinamento da Usina de Itaipu. A seu favor, a cidade foi a sede da seleção brasileira que disputou a Copa América de 1999 e também recebeu a Copa América de Futsal neste ano."A região Oeste do estado é muito desenvolvida e cidades como Foz e Cascavel podem receber seleções que integrarão o grupo que será sediado em Curitiba. As visitas foram muito positivas", disse Cunha. Em Cascavel, o grupo visitou o Estádio Olímpico Regional Arnaldo Busatto e as instalações da Faculdade Assis Gurgacz (FAG).Já em Londrina, o estádio do Café e os centros de treinamentos SM e PSTC foram os locais escolhidos. Os estádios Waldomiro Wagner, em Paranavaí, e Willie Davids, em Maringá, também passaram pelo crivo técnico.Para Cunha, não foram observados apenas os estádios, mas a cidade e seus atrativos. “Serão levadas em conta as questões de transporte, mobilidade, aeroportos e também as vocações turísticas de cada uma delas.” (Julio Cesar Lima - Curitiba)
26/01/2011
Ampliação da pista do aeroporto de Porto Alegre pode começar em março
Considerada obra fundamental para receber mais turistas e cargas no período da Copa do Mundo de 2014, a ampliação da pista do aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, pode sair do papel nas próximas semanas. Nesta sexta-feira, a prefeitura da capital entregou ao governo gaúcho o terreno onde será realizada a extensão do pavimento. Com isso, a Infraero poderá ganhar a posse da área e o sinal verde para começar as obras ainda no primeiro semestre deste ano. A área estava ocupada irregularmente há cerca de 10 anos, embora a ampliação estivesse prevista quando da abertura do novo terminal do Salgado Filho, inaugurado em 2001. Atualmente, a pista tem 2.280 metros e passará para 3.200 metros após a intervenção. A obra deve permitir novos voos de passageiros diretos entre Porto Alegre e destinos intercontinentais, como Estados Unidos e Europa. Remoção Havia cerca de três mil residências situadas na cabeceira da pista, divididas entre as vilas Dique e Nazareth. Até agora, 434 famílias já foram transferidas para loteamentos habitacionais, o suficiente para início das obras. A operação, no entanto, ainda depende do Exército, que está fazendo uma revisão do projeto executivo, orçado até agora em R$ 219 milhões, que inclui drenagem e ampliação da área de taxiamento de aeronaves. Segundo o superintendente do Salgado Filho, Jorge Herdina, a equipe do Exército tem 90 dias para encerrar o trabalho, período que se encerra no final de março. A obra poderá ser conduzida pelas Forças Armadas ou por uma construtora. “Esta questão está sendo tratada em Brasília. Por enquanto, tudo é possível”, diz Herdina. O superintendente acredita que a intervenção deve começar ainda no primeiro semestre de 2011 e deve levar dois anos para ser concluída.
26/01/2011
COL divulga cronograma de visitas aos Campos Oficiais de Treinamento
O Comitê Organizador Local da Copa de 2014 (COL) divulgou na última segunda-feira (24) o cronograma de visitas aos locais que podem se tornar Campos Oficiais de Treinamento (COT) durante o evento esportivo. Duas cidades já passaram pela inspeção. Em Porto Alegre, três campos foram vistoriados em dezembro. No início de janeiro, em Curitiba, integrantes do comitê estiveram em oito campos da cidade. As visitas às outras 10 sedes terminará em 16 de março, em Fortaleza. Após a primeira etapa, o comitê fará um relatório técnico sobre os campos aptos a receberem as seleções no Mundial e na Copa das Confederações, em 2013. As cidades terão um prazo para adequar os campos às exigências do COL. Confira o cronograma de visita do COL às cidades-sede: 3 e 4 de fevereiro – São Paulo5 e 6 de fevereiro – Rio de Janeiro7 e 8 de fevereiro – Belo Horizonte13 e 14 de fevereiro – Salvador15 e 16 de fevereiro – Brasília17 de fevereiro – Cuiabá26, 27 e 28 de fevereiro – Manaus12 e 13 de março – Recife14 de março – Natal15 e 16 de março – Fortaleza
26/01/2011
Copa dará oportunidades para 7,7 mil pequenas empresas, diz estudo
O Sebrae divulgou hoje (26) os resultados de um estudo realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) que prevê a geração de oportunidades de negócios para 7,7 mil micro e pequenas empresas (MPE) com as obras e serviços vinculados à Copa de 2014. Segundo a FGV, nove setores da economia serão beneficiados com a realização do campeonato de futebol. Construção civil, tecnologia da informação, turismo, produção associada já tiveram, inclusive, um mapeamento de oportunidades finalizado pelo Sebrae. O mesmo processo será iniciado até abril nos setores de agronegócio, madeira e móveis, têxtil e confecção, comércio varejista e serviços. A expectativa do Sebrae é investir R$ 48 milhões em projetos de consultoria, inovação e acesso a mercados até 2012. "O crescimento da demanda virá acompanhado de um aumento do nível de exigência e as micro e pequenas empresas terão que melhorar o processo de gestão. Trata-se de um grande desafio, as empresas ficarão mais fortes, gerarão mais empregos e aumentarão seu faturamento”, disse Carlos Alberto dos Santos, diretor técnico do Sebrae. De acordo com o coordenador do comitê técnico do Programa Nacional para Atuação do Sistema Sebrae na Copa de 2014, Dival Schmidt, o número de micro e pequenas empresas beneficiadas pelo evento pode ser multiplicado. “Temos um conjunto de metodologias usadas para capacitar pequenos negócios e vamos utilizá-las nesse processo”. Um exemplo do benefício indireto da realização do Mundial no Brasil é a contratação de pequenos negócios para trabalhar na remoção de entulhos durante as obras nos estádios da competição. “Usaremos esse grande evento para mudar e preparar os pequenos negócios para aumentar sua competitividade”, disse Schmidt.
20/12/2010
Belo Horizonte vai contar com três novos empreendimentos até 2014
Um projeto de ampliação da rede hoteleira de Belo Horizonte foi apresentado ao prefeito Marcio Lacerda ontem, na sede da Prefeitura. O Site Belvedere, que será construído na avenida Raja Gabáglia, é resultado de uma parceria entre o Grupo Maio/Paranasa e a Rede Accor e será constituído por um hotel cinco estrelas, com a bandeira Pullman, e por uma torre com a bandeira Ibis, de segmento econômico, operando no mesmo local. O empreendimento vai contar com um investimento de R$ 150 milhões e é reflexo do trabalho do poder público municipal na busca por atrair eventos de grande porte e aumentar o número de turistas na cidade. Além do Site Belvedere, que começará a ser construído no primeiro semestre de 2011, já estão sendo implantados o Site Afonso Pena, na esquina das ruas Rio Grande do Norte e Gonçalves Dias, e o Ibis Savassi, que tem abertura ao público prevista para o próximo ano. Marcio Lacerda destacou a importância dos novos empreendimentos para o desenvolvimento da cidade. “O anúncio é um passo importante para a ampliação da rede hoteleira e a expansão da capacidade da capital de receber eventos de grande porte”, afirmou o prefeito, enfatizando a contribuição do empreendimento para receber os turistas da Copa do Mundo de 2014. Marcio ressaltou ainda que a construção dos novos hotéis, além de valorizar Belo Horizonte, contribui para atender uma demanda da capital, que ainda pode receber novos empreendimentos na área. “Estamos falando de mais de 1.200 apartamentos, sendo 280 de cinco estrelas, que é uma grande carência na cidade. Estamos avançando em um ritmo adequado. A cidade tem demandas e  condições suficientes para absorver mais hotéis de quatro e cinco estrelas”, concluiu.             Diretor de Desenvolvimento Imobiliário do Grupo Maio/Paranasa, Jânio Valeriano explicou que o Site Belvedere é um importante marco para a capital. “Além da facilidade de acesso ao Expominas, o hotel tem visibilidade para toda a cidade e será, sem dúvida, um marco urbano em Belo Horizonte”, disse. Os investidores presentes ao evento destacaram a importância da lei que instituiu a Operação Urbana de Estímulo ao Desenvolvimento da Infraestrutura de Saúde, de Turismo Cultural e de Negócios, aprovada pela Prefeitura em julho deste ano, para o desenvolvimento dos projetos dos novos hotéis. “Se não houvesse a lei, que facilita o processo de construção, não conseguiríamos concluir os empreendimentos em tempo hábil para atender a demanda da Copa”, explicou Abel Castro, diretor de Desenvolvimento da Rede Accor. Como incentivo aos empreendedores, a lei possibilita o aumento de potencial construtivo, via outorga, para empreendimentos hoteleiros, culturais e de saúde que protocolarem o projeto para aprovação até abril de 2011 e iniciarem suas atividades até março de 2014. Neste caso, deverão ser atendidas diversas medidas para redução do impacto ambiental e urbanístico como, por exemplo, a instalação de equipamento de captação de energia solar e caixa de captação e drenagem, entre outras medidas para redução do impacto no trânsito.             Diretor geral na América Latina da Rede Accor, Rolan Boradona destacou a contribuição da Prefeitura para o desenvolvimento do empreendimento. “Para construir um hotel, temos que passar por um processo de avaliação e nosso maior desafio é trabalhar com as limitações que esse processo nos impõe. Quando o prefeito da cidade cria uma maneira de facilitar essa articulação, acelera o processo de construção e contribui para o bom resultado do nosso trabalho”, afirmou. Site Belvedere Estrategicamente localizado na avenida Raja Gabaglia, o Site Belvedere, que tem conclusão prevista para fevereiro de 2014, será constituído por um hotel cinco estrelas com a bandeira Pullman e por um hotel de segmento econômico com a bandeira Ibis. O Pullman Belvedere, com 280 apartamentos,  vai contar com amplas instalações destinadas à realização de reuniões e eventos corporativos, de negócios e sociais, além de área de lazer completa. Já o Ibis, que será o terceiro hotel da marca em Belo Horizonte, contará com 220 apartamentos e tem como público alvo  viajantes a negócio e a lazer que querem se hospedar com conforto e qualidade a preços mais acessíveis. Site Afonso Pena Consagrado como o primeiro site hoteleiro de Belo Horizonte, o Afonso Pena  vai contar com uma torre da bandeira Ibis, com 204 apartamentos e uma torre da bandeira Formule I, com 300 apartamentos. A conclusão das obras, onde foram investidos R$ 100 milhões, está prevista para fevereiro de 2013. Ibis Savassi O Ibis Savassi contará com investimento total de R$ 50 milhões e vai oferecer 208 novos apartamentos. O hotel, que começou a ser construído no ano passado, ficará na avenida do Contorno, esquina com rua Pernambuco, e tem abertura ao público prevista para o primeiro semestre de 2011.
07/12/2010
ABAV/RJ é palco de reunião de comissão de projeto para Copa do Mundo
No dia 6 de novembro, na sede da Associação Brasileira de Agências de Viagens do Rio de Janeiro (ABAV/RJ), ocorreu a 4ª reunião da Comissão de Concertação formada para discutir as propostas do projeto intitulado Plano Setorial de Qualificação - PlanSeQ Copa do Mundo, que vai capacitar cerca de 150 mil profissionais nas cidades-sede e periféricas do Mundial de Futebol de 2014. No encontro, o grupo redigiu um ofício que será encaminhado ao Ministério do Trabalho e Emprego, solicitando urgência na publicação do edital do programa, que permitirá que instituições de ensino se preparem para realizar a capacitação da mão de obra. A comissão também aprovou a distribuição do restante das vagas para qualificar 124.800 profissionais durante os próximos três anos. Serão oferecidas 50 mil vagas para 2011 e 2012 e 24.800 vagas para o ano de 2013. Para Ney Jorge Campello, presidente da comissão, o PlanSeQ Copa do Mundo é um projeto de enorme relevância e o grande legado deixado pelo megaevento esportivo será a qualificação de profissionais. “Um país como o Brasil, que sinaliza se tornar uma das maiores economias do futuro, precisa de um programa como esse. Nossa expectativa é de que o projeto seja ampliado e somado a outros”, afirmou. Caso o edital seja lançado ainda esse ano, as aulas devem ser iniciadas em março de 2011. O programa, uma iniciativa do Ministério do Trabalho e Emprego em parceria com o Instituto João Havelange, vai beneficiar profissionais de diversas áreas ligadas ao setor de turismo, entre eles, recepcionistas, ambulantes de alimentos, guias de turismo, taxistas, garçons e motoristas de ônibus. As aulas serão gratuitas e o conteúdo programático engloba módulos como comunicação eficaz, inglês e espanhol instrumental, legislação específica da profissão, relacionamento interpessoal, entre outros. Estiveram presentes na reunião Rosele Pimentel, diretora-secretária da ABAV/RJ, Ney Jorge Campello, da Secretaria da Copa 2014 da Bahia (SECOPA), José Gusmão Soares, diretor da Confederação Nacional do Turismo (CNTur), Eusébio Luis Neto, da Força Sindical, Ledja Silva, diretora da Sindical de Trabalhadores e Mônica Suruagy e Mauro Moreno, ambos do Instituto João Havelange.
Newsletter
Receba as novidades