Canais
Copa 2014
publicado em 06 de novembro de 2014 -  8h21

Em encontro em Londres ministros do turismo elogiam a Copa no Brasil

Segundo os ministros o evento acelerou o financiamento de construções e reformas de mais de 420 hotéis e demais obras de infraestrutura e teve impacto positivo na imagem do país

Da Redação

O 8º Encontro de Ministros de Turismo, realizado nesta terça-feira (4), em Londres, foi marcado por elogios unânimes ao Brasil em virtude do sucesso da realização da Copa do Mundo 2014. Representantes de cerca de 60 países participaram da cúpula de líderes mundiais do setor, sob a coordenação da Organização Mundial do Turismo (OMT). A reunião é uma das atividades da programação da World Travel Market (WTM), maior feira de turismo do mundo, que se estende até o dia 6 na capital britânica.

O secretário Nacional de Políticas de Turismo, Vinicius Lummertz, representou o Ministério do Turismo no evento. Em sua apresentação, falou sobre os principais desafios para o turismo nacional e os avanços conquistados pelo país em especial com a realização da Copa do Mundo. Segundo ele, o megaevento acelerou investimentos em infraestrutura no Brasil e também o financiamento da iniciativa privada para obras como a construção e reforma de mais de 420 hotéis.

Para o representante do MTur, o turismo e os megaeventos estão estreitamente ligados e os impactos são diretos sobre os destinos turísticos. “Eles afetam questões que vão do investimento e geração de emprego ao crescimento do fluxo de turistas, em função da visibilidade que o país ganhou perante o mundo e que agora trabalhamos para manter”, disse o secretário Lummertz. O moderador da reunião de ministros, o apresentador da CNN Internacional, Max Foster, falou em nome de diversos ministros elogiando a organização da Copa do Mundo no Brasil, cuja organização ele classificou como “de imenso sucesso”.

O encontro buscava respostas para questões como mensurar os impactos sobre os destinos turísticos e promover eventos sustentáveis que envolvam as comunidades e gerem investimentos em qualificação profissional.Além dos resultados matemáticos dos megaeventos para o destino realizador, há uma série de impactos positivos de imagem e reputação que ajudam a construir uma unidade nacional.

Entre outros ativos que derivam desse movimento estão a formação de uma força de trabalho melhor preparada, o posicionamento do país como destino turístico para o mundo e o crescimento do turismo, devido à visibilidade alcançada.Entre os palestrantes estiveram os ministros e secretários da Jamaica, Líbano, Portugal, África do Sul, Espanha e Tunísia, assim como o vice-presidente da administração Nacional de Turismo da China (CNTA), o presidente da Autoridade de Turismo do Qatar, o vice-presidente da Comissão para a Arábia Turismo, e o presidente do Visit Britain. Também participaram representantes do setor privado, como o presidente do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC), David Scowsill, o presidente da Associação Japonesa de Agentes de Viagens (JATA), Hiromi Tagawa, entre outros.

Veja também:

17/06/2015
Canon realiza FotoRetrospectiva 2014 e Retratos da Copa
Evento mostra criatividade de fotógrafos que registraram os principais acontecimentos do ano passado
04/02/2015
Apesar do aumento de turistas, Copa não transformou Brasil no destino preferido para os viajantes de países latinos em 2014.
A Decolar.Com acaba de consolidar o ranking dos 20 destinos internacionais preferidos, em 2014, pelos turistas argentinos, bolivianos, chilenos, colombianos, mexicanos, paraguaios, peruanos, uruguaios e venezuelanos.
23/10/2014
McDonald’s é a marca mais associada à Copa do Mundo entre os patrocinadores
Se dentro de campo a Alemanha se sagrou campeã da Copa do Mundo da FIFA 2014™, quem tem o que comemorar fora dos gramados é o McDonald’s.
21/08/2014
Mundial de futebol, o mês de junho registrou a maior concentração de verba publicitária do 1º semestre
Com o Mundial de futebol, o mês de junho registrou a maior concentração de verba publicitária do 1º semestre, especialmente para TV aberta que apresentou um crescimento de 72% em relação ao Mundial de 2010.
Newsletter
Receba as novidades