Canais
Destino
publicado em 19 de março de 2021 - 14h49

Chile amplia exigências para entrada de brasileiros no país

Com vacinação de 80% da população planejada para até junho, Chile fortalece medidas preventivas contra a COVID-19 na entrada de passageiros provenientes do Brasil

Da Redação

O Chile projeta que cerca de 15 milhões de chilenos, ou seja, 80% da população, sejam vacinados até o final do primeiro semestre de 2021. Essa é a meta traçada pelo governo e que abre uma porta para que a indústria do turismo avance rumo a uma maior mobilidade, e portanto, para a recuperação gradativa do setor. No entanto, com o crescente número de casos de COVID-19 no Brasil, o Chile adotou medidas mais restritivas para a entrada de viajantes provenientes do Brasil.

As autoridades sanitárias do Chile informaram que, desde 11 de março, todos os passageiros provenientes do Brasil ou que tenham estado no país nos próximos 14 dias deverão seguir os seguintes passos:

- Ao chegar no país, é realizada uma checagem de documentação, incluindo a apresentação do PCR negativo realizado no Brasil. Após esse etapa, é realizado um novo teste de PCR e os passageiros são transferidos para uma residência sanitária.

- Na residência sanitária, os passageiros permanecerão isolados até a chegada do resultado do exame feito ao chegar no país, ou seja, até 48 horas. A estadia na residência sanitária é totalmente gratuita e não representa nenhum custo para o passageiro.

- Caso o resultado seja negativo, o turista é liberado e poderá continuar a quarentena de 10 dias, que já estava sendo exigida pelo país antes das novas medidas, em sua hospedagem no destino final.

- Caso o resultado seja positivo, o passageiro permanece na residência sanitária até que receba alta.

Essa medida não se aplica às pessoas provenientes de voos que apenas façam escala em alguma cidade no Brasil.

Esses novos procedimentos somam-se aos requisitos já estabelecidos anteriormente para a entrada no Chile de passageiros provenientes do Brasil, os quais são:

- PCR negativo realizado 72 horas antes do embarque. Em caso de voos com escala, se considera o último embarque até a chegada no país.

- Preencher a “Declaração Juramentada para Viajantes” até 48 horas antes do embarque. A declaração pode ser encontrada em www.c19.cl

- Contar com um seguro de saúde que cubra atendimentos associados a COVID-19 durante a sua estadia, com uma cobertura de no mínimo USD $30,000.

- Cumprir a quarentena de 10 dias quando chegar ao país

- Preencher o Acompanhamento Epidemiológico que será enviado diretamente para o e-mail do turista durante os primeiros 14 dias desde a sua chegada no Chile

Fonte: Assessoria

Veja também:

07/04/2021
Empresas de turismo e eventos terão redução e isenção de impostos em Santos
As empresas ligadas aos setores de turismo e eventos, com sede em Santos, devem ser contempladas com redução e isenção de impostos, conforme projeto de lei enviado pelo prefeito Rogério Santos à Câmara Municipal de Santos, na última quarta-feira (31).
26/03/2021
O Turismo precisa respirar: Secretaria de Turismo de João Pessoa oferece linhas de financiamento para empresas do setor
Secretaria de Turismo de João Pessoa apresenta linhas de financiamento para empresas do setor
21/03/2021
Secretaria de Turismo João Pessoa discute acolhimento de deficiência
Um dos primeiros projetos em discussão é a construção de um Centro de Apoio ao Turismo adaptado, que deve ser instalado na praia do Cabo Branco.
21/03/2021
Aberta licitação para concessão do Centro de Convenções de Balneário Camboriú
O Governo do Estado, por meio da Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur) e a SC Parcerias (SCPar) anunciaram a reabertura da concorrência pública para concessão do Centro de Eventos de Balneário Camboriú à iniciativa privada. Interessados em participar devem entregar os documentos de habilitação e proposta de preços até às 19h do dia 17 de maio.
Newsletter
Receba as novidades