Canais
Destino
publicado em 23 de janeiro de 2019 - 23h48

Foz do Iguaçu é a quarta cidade do Paraná que mais gerou empregos em 2018

Prefeito em exercício, Nilton Bobato, atribui o número positivo ao setor de serviços, especialmente no turismo.

Da Redação

Foz do Iguaçu é quarta cidade paranaense que mais gerou empregos em 2018. Os dados são da pesquisa nacional do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho - Caged, divulgado hoje, 23.

As empresas de Foz do Iguaçu admitiram 28.427 pessoas e desligaram 25.807, resultando no saldo positivo de 2.620 postos de trabalho em 2018. É o melhor resultado desde 2012. Com isso a cidade ficou à frente de Cascavel, Londrina e Ponta Grossa.

Só conseguiram resultado melhor do que Foz as cidades de Curitiba (13.681), São José dos Pinhais (3.122) e Maringá (3.090).

O saldo positivo de 2.620 postos de trabalho com carteira assinada no último ano representa um aumento de 2.167 vagas a mais no mercado de trabalho em relação a 2017, quando o município obteve um saldo positivo de 453 vagas, entre admissões e desligamentos.

Esse salto importante na economia local é atribuído a dois fatores, de acordo com o prefeito em exercício, Nilton Bobato: "o crescimento do setor de serviços, especialmente no turismo, principal vocação econômica de Foz do Iguaçu, e a retomada da confiança dos investidores na cidade".

"A principal mudança foi a recuperação da credibilidade de Foz do Iguaçu. A cidade durante os últimos, anteriores a 2017, soava como impeditiva para a atuação de empreendedores, e hoje esse processo é inverso. Agora as pessoas procuram Foz porque sabem que existe um respeito e incentivo aos investidores e o reflexo disso é o número na geração de empregos", explica Bobato.

O prefeito em exercício ainda destaca que a cidade é atualmente vitrine nacional para investimentos no turismo. Ele lembrou que novos hotéis, atrativos e empreendimentos no segmento foram inaugurados no ano passado, movimentando outros setores da economia iguaçuense, em especial o de serviços.

"A tendência é que com os novos empreendimentos anunciados para Foz do Iguaçu, em especial na área do turismo, e com a mudança no decreto de eventos, atraindo mais feiras, congressos e conferências, a cidade suba no ranking de geração de empregos ao longo deste ano", acredita.

"Chegar em quarto lugar no Paraná, na frente de cidades importantes, como Cascavel, Londrina e Ponta Grossa, é realmente um grande feito. Mostra que a cidade deslanchou na geração de empregos e que a nossa agenda de desenvolvimento, sob o comando do prefeito Chico Brasileiro, é hoje uma realidade”, afirma o secretário de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Gilmar Piolla.

Serviços

O setor de Serviços vem se destacando como o maior empregador do município. O saldo positivo entre contratações e demissões em 2018 foi de 1.725 empregos formais. Isso representa 65% do total de empregos gerados na cidade.

A construção civil aparece em seguida com um saldo positivo de 331, principalmente em função da realização de obras no Governo Chico Brasileiro, como reformas e novas construções na área de educação e saúde; além da retomada das obras paralisadas em função da Operação Pecúlio, realizada em 2016.

Outros segmentos avaliados pelo Caged seguiram uma tendência nacional e mantiveram oscilação, o que impediu um maior avanço da média de contratações na cidade. O comércio terminou o ano passado com 324 empregos gerados no período.

“Agradecemos a confiança do setor privado, que acredita no potencial de Foz do Iguaçu. Em 2019, vêm aí muitos investimentos na expansão dos atrativos turísticos, rede hoteleira, gastronomia, construção civil, obras públicas, e abertura de novas empresas no distrito industrial”, conclui Piolla.


Fonte: assessoria

Veja também:

17/09/2021
Rio libera eventos para até 500 pessoas em lugares abertos a partir de terça-feira
Boates e salões de dança continuam proibidos de funcionar até que 65% dos cariocas estejam com o esquema vacinal completo.
17/09/2021
Tallinn anunciada como Capital Verde da Europa em 2023
A capital da Estônia,  Tallinn,  foi anunciada, em 9 de setembro, como a Capital Verde da Europa 2023 em um evento na Finlândia. Tallinn segue os passos dos vencedores anteriores, incluindo Estocolmo, Hamburgo, Oslo e Lisboa.
16/09/2021
Madrid, tornando os negócios seguros um prazer
Acolhedora, animada, cosmopolita, sustentável, confiável e segura, Madrid é uma cidade líder no setor de turismo de eventos. E os prêmios internacionais que recebeu, incluindo o Best MICE Destination 2020 no World MICE Awards e Europe's Leading Meetings & Conference Destination, só servem para reforçar este fato.
15/09/2021
Clima ao Vivo eleva taxa de ocupação hoteleira com valor agregado aos hóspedes
Dedicada ao monitoramento de tempo e clima, empresa vê crescerem audiência e reservas dos hotéis que dispõem de câmeras da startup
Newsletter
Receba as novidades