Canais
EVENTOS
publicado em 27 de julho de 2020 - 22h42

Eventos Sustentáveis: A grande missão de incentivar pessoas e projetos

Empresas buscam alternativas sustentáveis para ampliar projetos e desenvolver seus colaboradores.

Da Redação

O cenário globalizado do mercado atual tem exigido que a gestão de empresas seja modificada onde discussões ambientais se tornam cada vez mais presentes no dia a dia. A sustentabilidade empresarial - nome que se dá para o conjunto de ações adotadas pelas corporações com o objetivo de atuar de maneira consciente - vem aumentando ano após ano no Brasil e no mundo. Diante disso, o trabalho com essas práticas se torna essencial também no mercado de eventos.

 Mônica Schimenes

Para Mônica Schimenes, CEO da MCM Brand Group, os eventos sustentáveis são grandes oportunidades para que as empresas demonstrem seu compromisso e responsabilidade com o meio ambiente, além disso, é possível também criar trocas de experiências para mostrar como estão colaborando com a busca de um mundo melhor. "Na MCM sempre prezamos pelo consumo inteligente em todos os sentidos, tanto em eventos como fora deles, e isso nos leva a ter consciência de todos os nossos processos. Temos também um selo chamado Lado B, que entra em todas as ações para certificar aos clientes que estamos usando itens sustentáveis e com menor impacto ambiental", comenta.

Segundo dados do IBGE e da Associação Brasileira de Empresas e Eventos (Abeoc) o setor de eventos movimenta cerca de R$ 50 bilhões por ano em todo o Brasil, com crescimento anual de 14%. Para que esses eventos aconteçam, toda a cadeia de prestação de serviços de alimentação, transporte, embalagens e energia elétrica é movimentada. Diante disso, o impacto negativo para o meio ambiente, tendo em vista a quantidade de resíduos gerados, é muito maior. "É por isso que tudo que é utilizado em nossas exposições tem extrema importância e cuidado na hora do descarte. Primeiro pensamos em gerar menos resíduos, porque uma empresa responsável não é aquela que limpa mais, mas aquela que suja menos, e depois utilizamos um descarte adequado que sempre é separado para reciclagem", explica Mônica.

Como é que as marcas podem tratar a sustentabilidade em eventos?

Analise a estrutura do evento: Se acontecer durante o dia, o ideal é optar por locais que favoreçam luz e ventilação natural. Mas caso a iluminação for necessária, coloque no projeto o uso de lâmpadas de LED que reduzem em até 80% o consumo de energia.

Estimule o consumo consciente de água: Priorize locais que tenham torneiras automáticas nos banheiros e avisos para que os participantes evitem o desperdício. O consumo consciente também deve ser feito na limpeza pós-evento, com a utilização de produtos de limpeza biodegradáveis.

Incentive o uso de transporte coletivo: Escolha um local de fácil acesso, com opções de transporte público ou bicicleta.

Invista da comunicação virtual: Para minimizar a utilização de papéis e cartazes, escolha convites e materiais de comunicação online. Se a impressão for fundamental, dê preferência ao papel reciclado e analise a quantidade necessária para evitar o desperdício.

É importante dizer ainda que os fornecedores também são grandes aliados dessa distribuição. Na MCM, por exemplo, todos eles passam por um processo de qualificação que garante que os produtos sejam de menor impacto, inclusive, atualmente, a agência conta com um grupo de fornecedores exclusivos para brindes sustentáveis que utilizam na maioria de seus projetos. "Alguns anos atrás era mais difícil encontrar quem nos ajudasse porque não era um call to action global como alertado nos últimos dois anos, principalmente com o aumento do aquecimento global, por exemplo. Antes era visto como algo "verde", sem olhar holístico e isso dificultava a entrega de projetos conscientes", comenta a CEO.

O setor automotivo também é de grande destaque em questões sustentáveis

De acordo com o SEBRAE, grande parte dos resíduos que são gerados nas concessionárias, por exemplo, não possuem destinação adequada. Em geral, as empresas estão sempre preocupadas com a questão ambiental, mas não sabem que destino dar aos resíduos. Os maiores problemas que isso pode causar são esgotamento de aterros sanitários, obstrução de elementos do sistema de drenagem urbana e contaminação de águas subterrâneas, entre diversos outros.

Um estudo publicado na Revista Nature Climate Change mostra que, por conta da pandemia, no começo de abril, as emissões diárias de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera caíram 17% no mundo todo, se comparado com a média diária de 2019. Já no Brasil, a queda foi de 25,2% no pico da quarentena, que aconteceu entre 20 de março e 3 de abril. "Na MCM, essa também é uma preocupação. Dependendo da distância, sempre incentivamos os nossos colaboradores ao uso de meios de transporte limpos, como bicicletas e patinetes, pois acreditamos que assim, tudo que ainda é teoria se torna prático", finaliza Mônica.

Fonte: assessoria

Veja também:

11/08/2020
Webinar “A Valorização do Agente de Viagens”
Este é o tema do encontro que o Movimento Supera Turismo Brasil realiza, dia 11 de agosto de 2020, às 15h.
10/08/2020
Rio de Janeiro autoriza retorno de eventos de negócios sob protocolos de segurança
Decreto da prefeitura é publicado após intervenção de entidades, entre elas a AMPRO, que tem ações pela retomada do setor em diversas regiões do país
08/08/2020
4º episódio do Conexão WTM recebe representantes do Rio Grande do Norte e de Salvador
Podcast da WTM Latin America fala sobre as estratégias de destinos que receberam o selo Safe Travel do WTTC.
07/08/2020
12º Festival de Cultura e Gastronomia de Gramado se reinventa e anuncia nova data
Com o tema "Do Produtor à Mesa", a edição acontecerá de 1º a 12 de outubro.
Newsletter
Receba as novidades