Canais
Entidades
publicado em 04 de outubro de 2018 - 23h14

ABEAR se posiciona sobre mudança do horário de verão

A Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) é contrária à mudança da data de início do horário de verão.

Da Redação

A Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) é contrária à mudança da data de início do horário de verão, informação veiculada pela imprensa nesta manhã. Pelo menos 3 milhões de passageiros, em 42 mil voos das companhias associadas à ABEAR, serão afetados com o adiamento do início do horário de verão para o dia 18 de novembro. Essa mudança trará sérias consequências para o planejamento da operação aérea e, consequentemente, para os consumidores com volume expressivo de passageiros podendo perder voos, pois os bilhetes foram adquiridos com antecedência.

Por estas razões, a ABEAR solicitou à Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), Secretaria de Aviação Civil (SAC), Casa Civil e ministérios dos Transportes e Minas e Energia a manutenção da data prevista de início do horário de verão, dia 4 de novembro.

A ABEAR reafirma que a antecedência na definição do período do horário de verão é fundamental para garantir o pleno funcionamento do setor, seja em voos domésticos (onde há diferentes fusos horários), seja em voos internacionais (conectividade com mais de 50 países). Mudanças em curto período trazem riscos a toda a operação das companhias aéreas.

Fonte: assessoria

Veja também:

14/12/2018
Plataformas do ICCABAV serão totalmente digitais em 2019
Calendário não terá mais cursos presenciais, mas poderá atenderá demandas in company.
14/12/2018
ABAV-SP oferta novos benefícios e serviços às agências de viagens associadas
Dos vários serviços associativos prestados, a Orientação Jurídica ganha destaque no ranking dos mais demandados.
14/12/2018
ABAV amplia equipe e retoma gestão da ABAV Expo
Nova estrutura inclui a curadoria da Vila do Saber, que também deixa de ser terceirizada a partir de 2019.
13/12/2018
Abracorp manifesta solidariedade à Avianca
O presidente do Conselho de Administração da entidade, Carlos Prado, solidarizou-se com a Companhia Aérea.
Newsletter
Receba as novidades