Canais
Entidades
publicado em 01 de outubro de 2018 - 23h21

Confira o relatório 133 do InFOHB

No mês de agosto, os resultados consolidados registraram acréscimos nos três indicadores.

Da Redação

O FHB apresentou ontem a 133ª Edição do InFOHB – informativo desenvolvido mensalmente pelo FOHB – que exibe e analisa os resultados estatísticos da hotelaria no país. Esta edição traz os dados de desempenho de agosto de 2018 em comparação ao mesmo período de 2017. A análise contou com amostra de 467 hotéis de redes associadas, responsáveis pela oferta de 73.047 unidades habitacionais (UHs).

No mês de agosto, os resultados consolidados registraram acréscimos nos três indicadores, sendo: 8,2% na taxa de ocupação; 1,5% na diária média; e 9,9% no RevPAR.

Na performance por região, a taxa de ocupação revelou leva queda no Nordeste (-0,2%), mas incrementos em todas as restantes: 7,4% no Sul; 9,4% no Sudeste; 9% no Centro-Oeste; e 16,3% no Norte. Na diária média, houve queda apenas no Sul (-2,7%), mas aumentos em todas as outras: 0,5% no Norte; 1,8% no Centro-Oeste; 2,1% no Sudeste; e 4,8% no Nordeste. Por fim, o RevPAR revelou resultados positivos em todas as regiões: 4,5% no Sul; 4,6% no Nordeste; 11% no Centro-Oeste; 11,7% no Sudeste; e 16,9% no Norte.

Na análise de desempenho por categoria hoteleira, resultados positivos em todas as categorias. Na taxa de ocupação, aumentos de 7,9% no Econômico, 8% no Midscale e 9,5% no Upscale. Na diária média, acréscimos de 0,8% no Econômico, 1% no Midscale e 2,7% no Upscale. No RevPAR, incrementos de 8,8% no Econômico, 9,1% no Midscale e 12,4% no Upscale.


ACUMULADO DO ANO

Janeiro a Agosto de 2018

Para o acumulado de janeiro a agosto, o InFOHB considera para o estudo 422 hotéis das redes associadas, responsáveis por 66.534 unidades habitacionais (UHs). Nos resultados consolidados em comparação com 2017, incrementos nos três indicadores: 5,9% na taxa de ocupação; 1,6% na diária média; e 7,6% no RevPAR.

Quanto à análise por região, a taxa de ocupação registrou acréscimos em todas as regiões, variando entre 4% no Sul e 21,1% no Norte. Para a diária média, somente a região Norte expressou variação negativa, com queda de -2,7% em relação a 2017. As demais regiões oscilaram positivamente entre 0,4% no Sudeste e 4,8% no Nordeste. Já no RevPAR, variações positivas em todas as regiões: 4,4% no Sul; 7,5% no Sudeste; 9,2% no Centro-Oeste; 10,3% no Nordeste; e 17,8% no Norte.

Na análise de desempenho por categoria hoteleira, resultados positivos em todas as categorias. Na taxa de ocupação, aumentos de 4,5% no Econômico, 1,4% no Midscale e 6% no Upscale. Na diária média, acréscimos de 7,7% no Econômico, 0,8% no Midscale e 8,6% no Upscale. No RevPAR, incrementos de 5,3% no Econômico, 3,1% no Midscale e 8,6% no Upscale.


Fonte: assessoria

Veja também:

17/02/2020
AMPRO vai reunir agências para tratar da tributação do Live Marketing em São Paulo
Participação do jurista Ives Gandra Martins e consultorias individuais estão na programação do evento que acontece no próximo dia 19.
17/02/2020
Skål Internacional de São Paulo aposta no Carnaval Paulistano
A única organização profissional de líderes de turismo dedicada a promover o turismo global e a amizade aposta no Carnaval paulistano.
16/02/2020
A Resorts Brasil promove verdadeira revolução em sua forma de atuação
Reassumindo a tradicional marca Resorts Brasil, criação de uma presidência executiva e constituição de um Conselho Consultivo, formado por investidores, diretores de operação e diretores comerciais dos resorts associados.
13/02/2020
Grupo de Trabalho de Tecnologia da ABAV define planejamento para 2020
Temas como Segurança, open source e back offices renderão conteúdos para newsletters, webinars e lives, entre outras propostas.
Newsletter
Receba as novidades