Canais
Entrevistas
publicado em 13 de novembro de 2016 - 11h41

Tecnologia é ferramenta indispensável para criar a agência do Futuro

Ao defender a tecnologia como principal aliada das pequenas e médias empresas em momentos de crise, a empresária Kassilene Cardadeiro, que dirige a agência H2O Ecoturismo e Eventos em Campo Grande e Bonito/MS e vai presidir a Eventpool/Brasil em 2016/2018, aposta na alta performance da tecnologia, sem gerar altos custos: “ hoje já dispomos de aplicativos totalmente gratuitos ou com cobrança escalonada, com excelentes resultados”.

Da Redação
 Kassilene Cardadeiro

Como presidente da ABAV de Mato Grosso do Sul desenvolvendo o projeto “ABAV Jovem”, a nova presidente da Eventpool pretende inserir na entidade nesse novo ambiente para gerar negócios aos associados. Segundo ela, “não temos escolha: as entidades precisam se modernizar e as novas ferramentas estão aí para nos ajudar”. Nesta entrevista, Kassilene fala do momento atual e do que observou na última ABAV/Expo em São Paulo:

Pergunta: Como a Tecnologia pode ajudar na criação da agência do futuro?

Kassilene- Por ser uma aliada das pequenas empresas, a tecnologia pode gerar alta performance sem aumentar despesas. Hoje dispomos de vários aplicativos totalmente gratuitos ou com cobrança escalonada, de acordo com a necessidade do cliente. Não podemos esquecer das mídias sociais, que permitem às pequenas e medias agências se relacionarem sem assumir os altos custos das campanhas publicitárias do passado.

Pergunta: Como você vê a inserção da Eventpool/Brasil nesse novo contexto?

Kassilene- Não temos escolha. As entidades precisam se modernizar e a Eventpool/Brasil está dentro desse contexto. Sou a associada mais jovem do grupo, adoro o que eu faço e busco constantemente novas ferramentas e oportunidades para a minha empresa. Após 25 anos de existência, precisamos repensar esse modelo de gerar negócios em rede tendo como pilar a tecnologia e a nova relação de consumo das pessoas.

Pergunta: Como será a “Agência do Futuro”, conforme projeto da ‘ABAV Jovem?

Kassilene- Os estudos e discussões do grupo de trabalho estão focados nas pessoas, na forma como os empresários e agentes de viagem estão encarando a transformação do segmento. Já é consenso que as agências precisam se especializar, ter foco e um nicho de mercado bem definido. Além disso, esses profissionais precisam conhecer a fundo o seu negócio e o seu cliente para fazerem as escolhas mais assertivas. As ferramentas de tecnologia precisam ser encaradas como facilitadores e não como concorrentes.

Pergunta: O presidente da ABAV Nacional, Edmar Bull, chegou a falar na última ABAV/EXPO sobre “tecnologia, capacitação e treinamento para ganhos em produtividade”.

Kassilene- No agenciamento, como em outros segmentos econômicos, as margens de ganho diminuíram. O cliente hoje tem acesso a todos os fornecedores. Ele até aceita comprar de um intermediário, desde que essa empresa ofereça algo a mais nesse atendimento. Por isso, a capacitação dos profissionais é extremamente importante. Considerando a redução da margem de lucro, precisamos aumentar as vendas com ajuda das ferramentas de trabalho e de autoatendimento que podem ser disponibilizadas para o cliente.

Pergunta: Quais as ferramentas mais eficazes e de custo baixo?

Kassilene- Depende do segmento que cada empresa atende. Temos o e-commerce, sistemas integrados de operação e financeiro, aplicativos para celulares, CRM automatizados, gestores de mídias sociais, sistema de reserva para empresas com controle de gastos e centros de custos automatizados. Os custos variam de acordo com a complexidade do sistema. Para as pequenas empresas há inclusive ferramentas gratuitas. Durante a ABAV Expo foi lançada em parceria com a Travel Port, o sistema My PNR que oferece a todas as agências da ABAV uma ferramenta de reserva de aéreo, hotel, locação de carro e seguro com back office gratuito. Por isso a importância do associativismo, pois em grupo o segmento se fortalece.

Pergunta: O que mais lhe chamou a atenção na última Feira ABAV/EXPO?

Kassilene- A proatividade dos expositores e agentes na busca por ferramentas e alternativas para criar a ’Agência do Futuro’. Mesmo com as inúmeras ferramentas disponíveis, se o profissional não estiver atento para se ‘reinventar’, a transformação das empresas não acontece. Dentro da ABAV Nacional foram criados vários grupos de trabalho, a exemplo do GT ABAV Jovem, Tecnologia, Turismo Especializado, para que esses assuntos possam ser discutidos e as ações colocadas em prática.

Veja também:

30/12/2017
Marx Beltrão fala sobre conquistas e principais desafios para o próximo ano
“Este ano plantamos as sementes para transformar o turismo em um dos principais pilares da economia brasileira”, afirma Marx Beltrão Em entrevista de balanço, ministro fala sobre conquistas e principais desafios para o próximo ano – quando o MTur comemora 15 anos
05/10/2017
Ministro do Turismo completa um ano de gestão e fala sobre desafios
Marx Beltrão quer aumentar o número de viagens domésticas e turistas internacionais para gerar mais emprego através do turismo.
16/08/2017
Itália projeta aumento de 20% no número de turistas brasileiros este ano
Em entrevista, Fernanda Longobardo, da Agência Nacional do Turismo da Itália no Brasil (Enit), fala sobre as ações que a agência projeta para potencializar a captação de turistas brasileiros.
08/06/2017
Kelly Malheiros: o momento requer austeridade e inovação
“É hora de repensar processos e estratégias comerciais”.
Newsletter
Receba as novidades