Canais
Espaços para Eventos
publicado em 19 de outubro de 2015 - 17h29

Parque Nacional The Hoge Veluwe - Holanda faz negocio com a natureza

O Parque Nacional The Hoge Veluwe, nos Países Baixos (Holanda), é um ótimo exemplo de como fazer dinheiro com uma estupenda área da natureza – sem destruí-la. O parque é uma das mais largas reservas naturais da Holanda e aproveita todo o seu potencial para oferecer maravilhosas experiencias turísticas aos seus visitantes. Em retorno, o negócio gera lucro para a reserva de 55 quilômetros quadrados.

Vanessa Vieira :: Enviada Especial do Portal Eventos

O turismo na natureza é uma tendência em alta e no parque nacional preferido da Holanda ele acolhe público de diversas idades e nacionalidades preparado com muita infraestrutura. Para atrair o público, o próprio parque organiza de oito a dez grandes eventos por ano dentro de seu espaço, como o Dia do Cavalo, o Dia da Floresta e o Campeonato Nacional Stag Bellowing, além de várias oficinas e atividades infantis.

Nós organizamos eventos que se encaixam na temática do parque, que é a experiência com a natureza, com os animais e com a arquitetura e a arte do local. Para cada evento, um coordenador fica responsável, além de um time que o suporta”, afirma o porta-voz do parque Yvette de Ruiter.

O Dia do Cavalo ou da Carruagem - Alguns dos eventos que acontecem no parque têm a colaboração de empresas de turismo e hotéis vizinhos que levam visitantes. Exemplo disso é o Dia do Cavalo que convida o público para passear pelo parque a cavalo ou de carruagem. A duração do passeio depende do turista: apenas uma hora, ou um dia inteiro com serviços. No último caso, no final da trilha, os visitantes são servidos um jantar de três pratos. Os organizadores salientam que o design do passeio depende dos clientes.

Eles podem construir uma ideia totalmente nova para satisfazer novos requerimentos. Um momento marcante para o público corporativo do hotel vizinho, o passeio a cavalo ou carruagem no parque é indicado para oferecer um lazer de qualidade. A experiência fortalece laços importantes que refletem em melhores relações no trabalho em grupo dentro da empresa.

No dia do passeio, todos aguardam ansiosos pelas carruagens chegarem, enquanto tomam uma bebida no salão do hotel. Os cavalos chegam com os guias e a diversão começa. Os visitantes se acomodam nas carruagens ou cavalos. As carruagens geralmente acomodam 6 pessoas no fundo e três na frente (isso inclui o motorista). Elas possuem assentos muito confortáveis, mas acima de tudo possuem degraus para que qualquer um possa subir facilmente.

No caso do tempo estar frio, os organizadores fornecem cobertores, para ter certeza que ninguém estará desconfortável. Uma vez que todos entram na carruagem, os guias pedem para que os visitantes olhem debaixo de seus assentos e lá está o cobertor quentinho para se enrolar. Lanchinhos também são servidos. Uma vez que todos estão acomodados, a carruagem parte.

Durante o passeio os visitantes estão totalmente cercados por natureza. A floresta traz uma brisa refrescante, ao mesmo tempo em que o sol pode mostrar a bonita poeira do caminho. Os visitantes não conseguem evitar se sentirem no século XIX. Chega num ponto em que a floresta termina e então é só paisagem por quilômetros. Essa é a única forma de ver essa parte do parque.

Adaptável para diferentes públicos, o passeio custa a partir de € 12,50 por pessoa.

Acima de tudo, a base do parque está na natureza, que consiste de três diversas paisagens: as charnecas (um habitat caracterizado por vegetação tipicamente análoga ao fynbos da África do Sul), dunas de areia e florestas (que se formaram durante a ultima Era do Gelo e hoje sao casas de diversas faunas). A partir delas, o parque gera entretenimento para visitantes, além dos eventos.

Turistas guiados podem se deparar com diversos animais selvagens, como Mouflons (que são pequenos carneiros selvagens, com lã castanha-marrom, encontrados geralmente na região montanhosa do Irã, que foram importados pelo parque para aumentar a diversidade animal do local), além de outros mamíferos, como veados, raposas, texugos e javalis, exóticos pássaros, como o pica-pau preto, répteis, como lagartos e cobras, e anfíbios, como sapos e salamandras.

Todo mês de setembro, os amantes da natureza visitam o parque na esperança de vislumbrar um momento dos animais em seus rituais de rotina e o parque organiza diversas excursões com guias para isso. Todo mês, um safári guiado acontece sob medida para a temporada e atuais destaques do parque. O safári no Hoge Veluwe dura aproximadamente quatro horas e inclui uma pausa para uma bebida e lanche num local surpreendente.

Para os verdadeiros amantes da natureza o parque tem uma área de acampamento perto da entrada, um local para tendas livres de carros e três locais para caravanas e autocaravanas. Essa possibilidade oferece a todos os amantes da natureza a oportunidade de experimentar o parque por mais tempo. Até pescaria é possível dentro do parque! Uma licença para praticar a atividade é cobrada por 5 Euros para crianças até 18 anos e 10 Euros para adultos e vale pelo ano corrente.

Não diretamente na natureza, o parque também oferece outras atividades. Uma sessão de cinema que acontece a noite realisticamente simula a impressionante paisagem natural do parque do nascer ao pôr-do-sol. Uma loja física dentro no local oferece aos visitantes a possibilidade de consumir diversos produtos relacionados ao parque, de livros e guias sobre a fauna e a flora, a roupas de peles e objetos derivados e inspirados em sua natureza.

O Museu Kröller-Müller, dentro do parque, é a segunda casa para a arte de Vincent van Gogh. O museu possui cerca de 90 pinturas e mais de 180 desenhos, tornando-se a segunda maior coleção de Van Goghs no mundo. Além disso, o museu é o lar de obras de mestres modernos, incluindo Claude Monet, Georges Seurat, Pablo Picasso e Piet Mondriaan. A realização de exposições temporárias assegura que o museu mantenha o ritmo com todos os mais recentes desenvolvimentos nas artes, além do interesse de vasto público.

Como não poderia deixar de ser na Holanda, a maioria dos visitantes utilizam as bicicletas que estão disponíveis para uso gratuito no local. Ciclismo é considerado a maneira ideal para explorar o parque, seja com as famosas bicicletas brancas que são oferecidas no local com assentos para carregar crianças e bebes, ou com uma bicicleta própria. O parque tem construído mais de 40 quilômetros de ciclo faixas e disponibilizado um total de 1,700 bicicletas, distribuídas pela área, para possibilitar tais visitas. Quando o visitante entra no parque, ele pode começar a pedalar na mesma hora!

A entrada no parque custa 8,80 Euros para adultos e 4,40 Euros para crianças de 6 a 12 anos, por dia. O ingresso incluindo a visita ao museu custa 17,60 Euros para os adultos e 8,80 para as crianças. O parque permite que o visitante explore o local dirigindo o próprio carro por uma taxa de 6,25 Euros por veiculo. No caso de ônibus, 28,60 Euros são cobrados. Peculiarmente, também é aceito o visitante a cavalo por uma taxa de 3,15 Euros. Assim, o parque também lucra diretamente com a cobrança de ingressos de diversas formas. Uma novidade para fidelizar os visitantes é o Guardian Card que permite que qualquer pessoa se torne um “guardião” do parque, podendo visitá-lo quantas vezes quiser no período de um ano por uma taxa única de €35.40.


Abaixo vídeo exclusivo do parque:



Veja também:

04/09/2019
Prêmio Caio 2019 anuncia empreendimentos para eventos finalistas na Região Sul
Rio Grande do Sul é o recordista de indicações nesta edição, com 12 empreendimentos finalistas, seguido de Santa Catarina, com 11 indicações e Paraná, com 10 finalistas.
19/07/2019
Grupo R1 inaugura espaço na Arena Corinthians
A abertura possibilita a realização de eventos no estádio em qualquer data, mesmo quando não há jogos.
03/12/2018
Arena Petry, é inaugurada em Santa Catarina
Empreendimento na Grande Florianópolis, que recebeu R$ 60 mi em investimentos, pode realizar até dez eventos simultâneos.
03/02/2018
Marx Beltrão anuncia espaço para eventos para 35.000 pessoas em cidade de 22.000 habitantes
O município sertanejo de Olho D’ Água das Flores vai ganhar Espaço de Eventos para desenvolver o turismo de negócios na região. O ministro do Turismo, Marx Beltrão, anunciou o empenho de mais de R$ 1,5 para construção do espaço com objetivo de agregar à atividade de eventos no setor com ganho em movimentação, geração de emprego e renda.
Newsletter
Receba as novidades