Canais
Eventos Culturais
publicado em 21 de julho de 2015 - 20h59

Revitalização do Centro Histórico de São Luis com o ‘Mais Cultura e Turismo’

Iniciada a programação do projeto que valoriza a cultura maranhense e segue até o final de agosto na praça Nauro Machado, Espigão Costeiro e CEPRAMA

Da Redação

Um vai e vem de pessoas nas ruas históricas do centro de São Luís, que é patrimônio histórico da humanidade, como há muito não se via. Música intensa e de primeiríssima qualidade com o grupo instrumental Trítono, seguido de toda poesia cantada do artista Erasmo Dibel e o ritmo contagiante do Boizinho Barrica. Esse foi o cenário que o projeto “Mais Cultura e Turismo”, desenvolvido pelo Governo do Estado, por meio das Secretarias de Turismo e Cultura, proporcionou ontem (16), na praça Nauro Machado. E foi somente o início da programação, pois as atrações continuam até o final de agosto; as quintas e sextas no Centro Histórico e as sextas e sábados (Espigão Costeiro da Ponta D´Areia). O encerramento do projeto será no dia 29 de agosto, com Luiz Melodia, no CEPRAMA.

A pontualidade e a organização do evento têm proporcionado que o público aprecie o espetáculo. Foi o caso do funcionário público Raimundo Nonato Breno que aproveitou a saída do trabalho para assistir ao show do grupo instrumental Trítono. “Estava saindo às 19h20min e eles já estavam cantando. Parei para apreciar essa atração”, enfatizou olhando para o relógio que indicava passar das 20h.

Contemplando as atrações estava o grupo de visitantes de São Paulo. Eles se encantaram com a poesia de Erasmo Dibell ao cantar a música em homenagem aos 163 da cidade de Imperatriz (parceria junto com Carlinhos Veloz). “Nossa é tudo muito lindo, a música, o cenário, a praça”, exclamou Rogério Andrade. Eles estavam em frente ao palco apreciando ao show enquanto a colega chegava com as mãos carregadas de beiju. “Gente nunca tinha comido beiju recheado com camarão! É tudo muito bom!, disse Maria Aparecida dos Santos.

Ânimo para o comércio

O carrinho de beiju (localizado atrás da Câmara Municipal) estava lotado, mais de 20 pessoas na fila. Um dos vendedores, José Ribamar Almeida, comemorava a venda da noite. “Programar uma boa atração no centro histórico como a de hoje é garantir a venda da noite. Hoje com certeza o movimento aumentou em cerca de 30%”, comemorou. Não somente José Ribamar, mas outros comerciantes do centro histórico também estavam animados. Foi o caso da artesã Nívia Paxeco, que vende produtos da palha de buriti. Ontem ela chegou a vender cerca de 15 bolsinhas porta-moedas. “Precisamos ter atrações para que o turista e o próprio morador venha para o centro histórico e com sua vinda movimente o comércio”.

Os proprietários das lojas que vendem as lembrancinhas de São Luís também comemoravam a abertura até um pouco mais tarde, já que tinham o público que além de prestigiar as atrações, aproveitavam para conhecer e adquirir os produtos. “Antes não tínhamos nem a certeza desse público circulando por aqui, agora com as atrações, já é certo as pessoas frequentarem e então o segundo passo é decidir pela compra”, explicou Carlos Albuquerque Silva, vendedor.

Vale lembrar que a toda a festa do “Mais Cultura e Turismo” acontece no centro histórico, na praça Nauro Machado, que foi reformada pelo Governo do Estado em parceria com a Prefeitura de São Luís. Tanto o visitante quanto o morador vão encontrar um ambiente com uma iluminação especial que realça a beleza da praça, e com banheiros masculinos, femininos e para pessoas com deficiência. Para garantir mais segurança aos turistas, frequentadores, comerciantes e moradores da Praia Grande, foi instalada na Praça Nauro Machado a Base Comunitária que atenderá toda a região do Centro Histórico e bairros adjacentes.

Sobre o “Mais Cultura e Turismo”

As opções são variadas tanto para o turista quanto para o morador de São Luís, públicos a quem se destina o projeto. As quintas e sextas as atrações estão direcionadas para o centro histórico e aos sábados e domingos continuam no Espigão Costeiro da Ponta D´Areia. No último final de semana de julho, o projeto retorna simultaneamente à Barreirinhas para se despedir do público da cidade que é portão de entrada para os Lençóis Maranhenses.

As atrações, todas maranhenses, grupos de Bumba Meu Boi incluindo vários sotaques como (Maioba, Santa Fé, Barrica, Pirilampo, Pindaré, Encanto da Ilha, Fé em Deus, Costa de Mão, Nina Rodrigues, Axixá, Madre Deus, Morros, Maracanã).

Os cantores e bandas da terra também foram homenageados e confirmaram presença na praça Nauro Machado; Roberto Brandão, Josias Sobrinho, Celso Reis, Mila Camões, Lena Machado, Gabriel Melônio, Roberto Ricci, Wilson Zara, Luíz Melodia, Chico Saldanha Regional Pinxinguinha, Forró do seu Raiminundinho, Quinteto Insensatez, entre outros. As danças também foram incluídas na programação como o Cacuriá de dona Teté, as Damas do Reggae, Filhos de Jah, Divinas Foleoas, Desfile Afro entre outros.

Veja também:

15/05/2018
Luigi Rotunno lança livro “Sem Bússolas”
Mais de trezentas pessoas participaram do lançamento no Centro Cultural de Porto Seguro-BA.
17/01/2018
Circuito Nannai Cultural apresenta mostra de José de Moura e George Barbosa
A exposição que chega a sua 11ª edição traz as obras mais emblemáticas de artistas em destaque no cenário criativo de Pernambuco.
21/12/2017
Uruguai respira Jazz em janeiro
Festivais de jazz se tornam tradição no país e trazem ao público apresentações de bandas gratuitas.
02/08/2017
Castelo traz debate sobre empreendedorismo feminino
Evento é gratuito e conta com a participação de líderes femininas.
Newsletter
Receba as novidades