Canais
Eventos do Trade
publicado em 25 de março de 2020 -  2h41

OMT convoca comitê global de crise do turismo

Entidade convoca apelo à cooperação internacional para enfatizar uma resposta unida com base nas mais recentes recomendações de saúde pública.

Da Redação

A Organização Mundial do Turismo (OMT) sediou ontem uma reunião virtual de alto nível, reunindo as principais agências da ONU, os presidentes de seu Conselho Executivo e comissões regionais e os líderes do setor privado. O turismo é o setor econômico mais atingido pelo COVID-19 e todos os participantes aceitaram um convite do secretário-Geral da OMT para fazer parte de um Comitê Global de Crise do Turismo, formado quando a OMT se prepara para lançar um guia global de recuperação. O Comitê, liderado pela OMC, que tem na sua diretoria geral o brasileiro Roberto Azevedo, realizará reuniões virtuais regulares, refletindo a necessidade de ação coordenada e eficiente dos setores público e privado, governos, instituições financeiras internacionais e Nações Unidas.

Desde o início da pandemia, a OMT tem trabalhado em estreita colaboração com a Organização Mundial da Saúde (OMS) para orientar o setor de turismo enquanto enfrenta o desafio COVID-19. Essa reunião, realizada em Madri, mas realizada virtualmente por razões de saúde pública, enfatizou ainda mais o apelo à cooperação internacional para enfatizar uma resposta unida com base nas mais recentes recomendações de saúde pública e refletindo o profundo efeito cascata econômico e o custo social da pandemia.

Sem precedente

"Esta emergência de saúde pública sem precedentes já se tornou uma crise econômica que terá um custo social", disse Zurab Pololikashvili, da OMT. O secretário-geral acrescentou que o turismo "é o setor mais atingido e todas as nossas melhores estimativas foram superadas pela mudança da realidade".

Fique em casa hoje para poder #Viagem amanhã

Sem nenhuma certeza sobre quanto tempo durará essa crise ou qual será o impacto estrutural e econômico final no turismo, todos os participantes se uniram em sua profunda preocupação com os milhões de empregos que correm o risco de serem perdidos. Como as pequenas e médias empresas representam 80% do setor em todo o mundo, o impacto social mais amplo da crise vai muito além do turismo , tornando-o uma preocupação importante para a comunidade internacional.

A coordenação é fundamental

No passado, o turismo provou ser um parceiro confiável para liderar a recuperação de sociedades e comunidades, mas apenas se as políticas econômicas dos governos e os pacotes de apoio de doadores e agências de financiamento refletirem como o setor afeta todas as partes da sociedade.

“Os meios de subsistência de milhões de pessoas e suas famílias estão em risco, seja em centros urbanos ou em comunidades remotas, onde o turismo é, às vezes, o principal gerador de renda e um veículo de inclusão social, protegendo o patrimônio e o desenvolvimento inicial”, disse Pololikashvili.

Isso requer reconhecimento político e cooperação entre os ministérios, envolvendo os setores público e privado e tendo como pano de fundo os planos de ação mais amplos das instituições financeiras e órgãos regionais.

Todos receberam o slogan da OMT para " Fique em casa hoje para viajar amanhã", que é promovido na mídia digital por meio da hashtag #TravelTomorrow.

Recomendações da OMT para recuperação

Nos próximos dias, a OMT divulgará um conjunto de recomendações para recuperação . O documento destacará as medidas que os governos e outras autoridades precisam tomar para mitigar o impacto do COVID-19 no setor de turismo e acelerar a recuperação.

A reunião de ontem será incluída nas recomendações da OMT. Isso será complementado por um componente dinâmico que visa a se envolver com inovadores em todo o mundo através de um desafio de inovação centrado na resposta do turismo. Lançado com o apoio da OMS, esse desafio identificará novas idéias que podem ser implementadas para ajudar o turismo a retornar ao crescimento sustentável.

Os participantes da reunião de coordenação de quinta-feira concordaram que este é "um desafio compartilhado que só pode ser enfrentado trabalhando em conjunto, com a recuperação dependente de um esforço conjunto em uma escala nunca vista antes".

Comitê Global de Crise do Turismo

Os participantes aceitaram o convite da OMT para fazer parte de um comitê de coordenação global que realizará reuniões virtuais regulares para avaliar e avançar recomendações à medida que a situação evoluir.

As principais agências relacionadas com o turismo da ONU participarão, juntamente com a OMS e os principais representantes dos setores de transporte aéreo e marítimo, bem como do setor privado.

Os membros da OMC são uma parte crítica deste comitê, representada pelos presidentes regionais e pelo presidente do Conselho Executivo.

De dentro das Nações Unidas, a reunião virtual contou com a presença da OMS Diretor de Parcerias Saúde e multilaterais Gaudenz Silberschmidt, do Diretor-Geral Dr. Tedros Adhanom Ghebreyesus, do Secretário-Geral da ICAO (Organização da Aviação Civil Internacional), Dr. Fang Liu, e do Secretário Geral da IMO (Organização Marítima Internacional), Sr. Kitack Lim.

Os Membros da OMC foram representados pelo Presidente do Conselho Executivo da OMC, Najib Balala, Secretário de Turismo e Vida Selvagem, Quênia, e pelos Presidentes das Comissões Regionais da OMT : para a África, o Sr. Ronald K. Chitotela, Ministro do Turismo da Zâmbia; pelas Américas, Edmund Bartlett, Ministro do Turismo, Jamaica; para a Ásia e o Pacífico, Mohd Daud, subsecretário de Política de Turismo e Assuntos Internacionais da Malásia, e para o sul da Ásia, Ali Waheed, ministro de Turismo das Maldivas; para a Europa, Harry Theoharis, ministro do Turismo, Grécia; e para o Oriente Médio, Mohammed Khamis Al Muhairi, subsecretário de Turismo dos Emirados Árabes Unidos. Intervenções especiais foram feitas por Reyes Maroto, Ministro do Turismo, Espanha, e por Ahmed bin Aqil Alkhateeb, Ministro do Turismo da Arábia Saudita.

Representando o setor privado estavam o Presidente do Conselho de Membros Afiliados da OMT e também a Diretora da IFEMA Ana Larrañaga; Alexandre de Juniac, diretor-geral da Associação Internacional de Transporte Aéreo ( IATA ); Adam Goldstein, Presidente Global da Cruise Lines International Association ( CLIA ); Agnela Gittens, Diretora Geral do Airports Council International ( ACI ), e Jeff Pool do World Travel & Tourism Council ( WTTC .

Fonte: assessoria

Veja também:

30/07/2020
SPCVB e ABEOC Brasil realizam ação para organizadores de todo o Brasil
Entidades focaram na retomada do segmento de eventos no Estado de São Paulo.
22/07/2020
Movimento Supera Turismo Brasil vira case de sucesso
O reconhecimento da qualidade da proposta e do seu ideário fez com que se tornasse case de sucesso para o congênere Movimento #VamosVirarOJogo.
27/06/2020
Europa: 8 mil edifícios são iluminados para mostrar a situação dramática da Indústria de Eventos
Nos dias 22 e 23 de junho, no evento chamado “Night of Light”, 8 mil edifícios foram iluminados na Europa para mostrar a situação dramática da indústria de eventos.
24/06/2020
WePlanBefore se funde com Trixe Comunicação Estratégica
A proposta da união é se tornar um grande parceiro de negócio em quatro áreas de atuação: Riscos, Crise, Comunicação e Marketing.
Newsletter
Receba as novidades