Canais
tecnologia para eventos
publicado em 22 de agosto de 2019 - 23h19

Sertões 2019 terá veículos conectados pela primeira vez

Sistema de telemetria da Smart Driving Labs será instalado em mais de 50 picapes de apoio cedidas pela Mitsubishi Motors para o rali.

Da Redação





A 27ª edição do Sertões – maior competição de rali das Américas - começa no próximo dia 24 de agosto, em Campo Grande (MS), e serão percorridos 4.857 km até a chegada, dia 1º de setembro, em Aquiraz (CE). Este ano, a grande novidade em relação aos carros de apoio é que estarão todos conectados com a tecnologia da Smart Driving Labs – empresa especializada em soluções de software e hardware para coleta, análise e interpretação de dados telemáticos automotivos.

Pela primeira vez na história do evento, as 55 picapes L200 Triton Sport cedidas pela Mitsubishi Motors como carros de apoio estarão conectadas. Durante as oito etapas da prova, a plataforma captará, em tempo real, diversos parâmetros dos veículos, como velocidades média e máxima, altitude, nível de combustível e de desgaste dos carros, entre outros, além de eventuais incidentes capturados pelo “acelerômetro” existente no dispositivo.

 Mitsubishi L200 Triton Sport conectada com tecnologia SDL

“Somos parceiros do Rally dos Sertões há 16 anos e colocamos nossas picapes à prova em quase 5.000 quilômetros pelo interior do Brasil, enfrentando as mais diversas condições. Para transportar com conforto e segurança toda a organização, muitas vezes pelos mesmos caminhos dos competidores, só um carro robusto e com o verdadeiro DNA 4x4.”, garante Fernando Julianelli, diretor de marketing da Mitsubishi Motors.

Com o conceito “Reinventando a maneira de dirigir”, a Smart Driving Labs marca presença no rali com a missão de evidenciar o carro conectado, uma realidade próxima e que exigirá uma transformação no comportamento do motorista. “A Mitsubishi Motors e a organização do Sertões receberão um relatório de utilização dos carros no período do rali, com dados analisados e interpretados, e poderão ainda acompanhar em tempo real diversos parâmetros, como a pontuação de cada condutor. Como a plataforma fornece diversos dados do veículo, podemos personalizá-lo de acordo com a necessidade de cada cliente, ou seja, para um, o tempo do carro parado é importante; já para outro, é saber o consumo de combustível. O objetivo é ter um mapeamento da condução dos motoristas e as respectivas peculiaridades”, explica Fernando Schaeffer, CEO da Smart Driving Labs.

 Fernando Schaeffer, CEO da Smart Driving Labs

"A tecnologia e o monitoramento da Smart Driving Labs resolvem um problema muito importante na operação do Sertões: o cuidado com os veículos de apoio. Com o sistema de monitoramento, temos certeza de que vamos retornar os carros da organização para a Mitsubishi no melhor estado possível", completa Joaquim Monteiro, CEO da Dunas, empresa que organiza o Sertões.

Dados da empresa de consultoria Gartner mostram que haverá 250 milhões de carros conectados em vias públicas até 2020. Esse crescimento no número de carros conectados terá um impacto positivo na infraestrutura de transporte do mundo. Para Schaeffer, esse aumento permitirá melhorar muito a segurança viária e levar esse setor de serviços a um novo patamar de desenvolvimento, aumentando o conforto e conveniência para os consumidores. “A indústria automobilística e as relacionadas estão à beira de grandes mudanças devido à introdução de novas tecnologias. Em alguns anos, a forma como usamos carros mudará drasticamente”, diz o CEO.

TECNOLOGIA

A Smart Driving Labs desenvolve e fabrica soluções de telemática, utilizando software e hardware com a missão de tornar os veículos mais inteligentes e conectados. A tecnologia melhora a segurança dos motoristas, detecta acidentes, previne furtos e roubos, proporciona ao usuário fácil controle dos principais parâmetros do veículo, melhora a experiência de dirigir, permite monitorar remotamente o status operacional do veículo e gera relatórios sobre o comportamento dos condutores. Tudo isso pode ser acompanhado por aplicativo (Android e iOS) pelo usuário final, por dashboards corporativos disponibilizados na web e facilmente integrado com os sistemas legados através de APIs.

O dispositivo Element - nome dado ao Hardware - ocupa pouco espaço no veículo, é de fácil instalação e é um dispositivo autônomo, ou seja, não depende de nenhum outro dispositivo externo para se comunicar com a plataforma na nuvem.

Com o Hardware/Firmware patenteados, a empresa pode rapidamente conectar e integrar veículos de diversas marcas e modelos com o ecossistema de carros conectados (montadoras, seguradoras, concessionárias, frotistas).

Os fabricantes de automóveis estão começando a implementar soluções de conectividade. “Mas os dispositivos OEM - Original Equipment Manufacturer - têm algumas limitações, porque não podem ser projetados e lançados para cada necessidade específica. Nosso hardware pode ser complementar, permitindo expandir as funcionalidades de soluções básicas com recursos inteligentes avançados, suportados pelo coração de nossas soluções”, explica Schaeffer.


Fonte: assessoria

Veja também:

28/08/2019
Doity lança aplicativo para melhorar a experiência em feiras e eventos corporativos
O app é oferecido gratuitamente para eventos com receita acima de R$ 30 mil.
07/03/2019
Transmissão ao vivo é tendência no mercado de eventos em 2019.
A transmissão ao vivo de alguns anos para cá se tornou tendência em todos os tipos de eventos. Com a falta de tempo das pessoas, as empresas acharam na transmissão ao vivo uma forma de conseguir atingir todo o seu público sem se preocupar com fatores externos como ausências por conta de trânsito ou altos custos com passagens.
02/12/2017
Reserve apresenta novo sistema mobile em Mendoza
A plataforma reúne e integra todos os sistemas da empresa.
30/08/2017
Accera adquire Tradeforce e impulsiona atuação em big data para varejo
Juntas, as companhias passam a atender uma carteira de aproximadamente 200 clientes com atuação em mais de 20 países.
Newsletter
Receba as novidades