Canais
Feiras
publicado em 21 de setembro de 2021 -  8h57

Reconstruindo a indústria de eventos e feiras

Theo Reilly analisa o cenário de retorno do Reino Unido para eventos com algum otimismo:

Theo Reilly

Há um ano, o prognóstico não era tão bom. Os organizadores do evento se esforçaram para montar 'eventos virtuais' em uma tentativa desesperada para recuperar a receita perdida. Alguns até se perguntaram se isso significaria ou não a morte da indústria como um todo, à medida que a população global se acostumava cada vez mais com as ligações do Zoom e reuniões menores e socialmente distantes. Agora, é evidente que muito dessa profecia condenatória foi exagerada. Entre relatos de 'fadiga do zoom' e o fracasso de eventos virtuais em grande escala, as restrições do digital foram expostas, o que significa que a indústria de eventos não está sob ameaça existencial real. Mesmo o formato mais tradicional da exposição, previsto por alguns como sem chance de sobrevivência, está voltando com força total, à medida que o mundo percebe que os eventos digitais simplesmente não coçam nossa ânsia de interação humana.

Uma agenda cheia a rebentar

Autumn Fair, MODA, Jewellery & Watch and Fashion, ABTT Theatre Show, PLASA, Blockchain Expo Global, Speciality & Fine Food, AI & Big Data Expo Global, International Confex e Cyber Security Global. Esta lista contém algumas das exposições no Reino Unido programadas apenas para a primeira semana de setembro. Se você tivesse verificado o calendário de exposições alguns meses atrás, teria visto coelhinhos de poeira virtuais flutuando em um terreno baldio de negócios cancelados. Agora, você mal consegue conter os eventos da semana em um longo parágrafo.

Mentes cínicas põem de lado a perspectiva de sobrevivência da indústria de feiras no início da pandemia, alegando que os eventos de negócios eram mais facilmente transferíveis para o digital do que os eventos sociais, e não tinham chance de sobreviver nos próximos meses e anos. Mas, assim como as ligações no Zoom não substituíram os compromissos sociais, os setores empresariais também preferem se encontrar cara a cara para discutir as questões mais urgentes que seu setor enfrenta.

E faz sentido: se você for um pesquisador ou empresário de IA e Big Data, ficará realmente satisfeito em abordar alguns dos novos problemas mais complexos em sua área durante uma chamada de vídeo demorada? Essa plataforma é realmente suficiente como meio de discussão para essas áreas altamente complexas e intelectualmente exigentes? Para o que já são campos dinâmicos de negócios, os principais pensadores e executivos não podem se dar ao luxo de sacrificar qualquer grau de fluidez de conversação. Exposições e eventos em geral são acontecimentos restritos no tempo, raras congregações de entidades díspares que ocorrem apenas algumas vezes por ano. Assim, para aproveitar ao máximo essas associações, os participantes devem optar pelo meio de interação mais fácil, tranquilo e direto. E, em 2021, isso ainda está - indiscutivelmente - vivo.

Onde há fumaça há fogo

Quero dizer, o bom tipo de fogo - o tipo que te aquece na véspera do inverno, em vez de queimar sua casa e seus pertences. Com novos negócios chegando e uma programação de outono preenchida até o limite, isso significa dinheiro entrando, dando nova vida a uma indústria em ruínas. Esquemas de licenças estão acabando, mas o retorno do setor chegou bem a tempo, criando mais empregos para trabalhadores de eventos e oportunidades para proprietários de empresas recontratarem aqueles que foram dispensados. Mais empregos significam uma indústria mais saudável que pode assumir mais riscos e criar novas oportunidades.

Além disso, sobreviver e superar uma pandemia que não poderia ser mais adequada para assassinar a indústria de eventos garantirá a durabilidade do setor por muitos anos. A confiança nos contratantes da exposição irá se recuperar, talvez até mais alto do que os níveis anteriores à pandemia, garantindo um fluxo constante de negócios por algum tempo. As empresas aproveitarão a oportunidade para voltar ao circuito de eventos, vendo como o setor está prosperando e não querendo perder oportunidades de negócios em potencial. Pode estar entre os piores e mais usados clichês da história da humanidade, mas "o que não mata, o torna mais forte" é verdade. Se o vírus não conseguiu subjugar a indústria de feiras, não consigo imaginar o que o fará.

Com tantas paradas e recomeços ao longo do ano passado, muitos de nós relutamos em anunciar o fim de nossos infortúnios e brindar com champanhe. Mas, se esse progresso continuar no outono conforme programado, a indústria de eventos realmente terá motivos para comemorar. Alan Jenkins, da Quadrant2Design , com sede no Reino Unido , comenta: “Houve tanta incerteza, tanta confusão no ano passado, que muitos começaram a questionar silenciosamente se as coisas voltariam ou não ao 'normal'. Agora, parece que essas dúvidas finalmente estão diminuindo, e podemos sentir a confiança de um mercado saudável começando a ressurgir”.

Se a pandemia nos ensinou algo, é que nunca podemos ter certeza do que o amanhã nos reserva, mas, por enquanto, podemos relaxar sabendo que a previsão para um futuro próximo a médio parece altamente promissora.

Theo Reilly é um escritor independente e tradutor multilíngue cujo objetivo é neutralizar a escrita obsoleta em blogs de negócios. Theo tem particular interesse em negócios e questões relacionadas ao marketing que envolvem o mundo online, web design, feiras e eventos.

_____________________________________________________________

PUBLICADO SOB LICENÇA MASH MEDIA. EXHIBITION WORLD DIGITAL. DIREITOS RESERVADOS. TEXTO ORIGINAL EM INGLÊS ESTÁ EM WWW.EXHIBITIONWORLD.CO.UK


Veja também:

15/10/2021
Presidente da República e Ministro do Turismo recebem convites para o Festuris 2021
Em uma semana agitada de preparativos para a 33ª edição do Festuris - Feira Internacional de Turismo de Gramado, os diretores do evento, Marta Rossi e Eduardo Zorzanello estiveram em Brasília para formalizar convites a autoridades.
15/10/2021
Espaço LGBT no Festuris se transforma e contará com temática inspirada no Tibet
Local será ambientado pelo Restaurante Espaço Tibet, de Três Coroas, com mensagem de Dalai Lama e mantras budistas
13/10/2021
Superação dá o tom à ABAV Expo & Collab
A 48ª edição da ABAV Expo & Collab, realizada de 6 a 8 de outubro, no impecável Centro de Eventos do Governo do Ceará, em Fortaleza, registrou dois momentos marcantes protagonizados pelo Movimento Supera Turismo Brasil.
13/10/2021
Espaço Business & Innovation: Sou Guia é uma das novidades no 33º Festuris
Uma solução para um problema de viagem na palma da mão. Foi com o intuito de facilitar a vida dos apreciadores de viagens que a Sou Guia foi criada.
Newsletter
Receba as novidades