Canais
Hotéis
publicado em 22 de fevereiro de 2018 - 17h40

AccorHotels expande na América do Sul em ano recorde de aberturas

Grupo chegou a 329 hotéis na região e segue com plano de operar 500 hotéis até 2020 Patrick Mendes em coletiva de imprensa sobre Resultados de 2017 e perspectivas para próximos anos

Da Redação
 Patrick Mendes em coletiva de imprensa sobre resultados de 2017 e perspectivas para próximos anos

A AccorHotels, líder em experiências hoteleiras, abriu 52 hotéis em 2017 na América do Sul, incluindo a aquisição de 21 contratos de administração da BHG. Com isso, a empresa passou a operar 329 unidades e 51.800 quartos - 283 no Brasil (45 mil quartos), além de 142 unidades no pipeline. O Brasil foi o 2° país que mais abriu hotel no mundo, considerando os 99 países em que o Grupo atua.

O valor da transação com a BHG foi de R$ 195 milhões. Para reformas e adaptações às marcas AccorHotels, serão investidos R$ 307 milhões pela BHG.

Estamos muito próximos de alcançar a meta de ter 500 hotéis na região até 2020”, diz Patrick Mendes, CEO da AccorHotels América do Sul. “No ano em que completamos 40 anos de história, assinamos 43 contratos e superamos a projeção inicial, sobretudo no último trimestre. Para 2018, consolidaremos o desenvolvimento dos últimos três anos com novas aberturas. Nosso objetivo é chegar a aproximadamente 400 hotéis abertos ao final de 2018”, afirma.

Por meio de investimentos estratégicos, gerenciamento de marca e operações comerciais focadas, a AccorHotels se estabeleceu como líder no mercado global de hotéis de luxo. O portfólio dedicado para esse segmento inclui muitas das mais prestigiadas marcas mundiais de alto nível.

Até 2020, a AccorHotels já possui contratos assinados para abrir ao menos 4 hotéis de luxo na região. Em 2019, o Sofitel Copacabana no Rio de Janeiro abrirá suas portas como Fairmont, depois de passar por reformas de R$ 250 milhões. Na América do Sul, será inaugurado o terceiro Swissôtel, em Medellín, Colômbia. A marca MGallery dobrará de tamanho, ganhando dois novos hotéis: MGallery Buenos Aires Callao, com abertura prevista para 2018, e MGallery Montevidéu, previsto para 2020. O Brasil também dobrou o número de hotéis com a marca Grand Mercure em 2017. Com a aquisição de contratos da BHG, saltamos para 7 hotéis da marca.

Temos quatro pilares estratégicos que norteiam nosso negócio para consolidação do plano 2020: valorização dos colaboradores, paixão pelo cliente, plataforma de distribuição poderosa e melhor relação com investidor. Para 2018, iremos ampliar nosso foco em três aspectos para tornar a experiência do cliente ainda mais positiva: Alimentos e Bebidas, Design e Emoção”, afirma Patrick.

No segmento midscale, foram 14 aberturas em 2017 e houve a inauguração do novo conceito de restaurante para a marca Novotel: o Gourmet Bar – já são duas unidades na região. Além disso, a marca Adagio Aparthotel completou 4 anos de presença no Brasil com 9 unidades, sendo 3 aberturas em 2017. Em 2018, o segmento midscale atingirá a marca de 100 hotéis na América do Sul, com abertura de 6 Novotel, um deles resort.

Por outro lado, a empresa continua com o foco estratégico de desenvolver seu portfólio em hotéis lifestyle, com marcas dedicadas para este segmento como Jo&Joe e Mama Shelter.

Principais números

O volume de negócios da América do Sul cresceu 1,7% em 2017, considerando o plano de desenvolvimento e aquisições da empresa na região, sem considerar o efeito de hotéis em reforma.

Em termos de RevPar, observa-se ainda no quarto trimestre uma tendência de recuperação muito encorajadora em todos os segmentos combinados (+ 13,9%), apesar da queda de 3,4% no RevPar da América do Sul, influenciada principalmente pela situação econômica do Rio de Janeiro.

Em termos de receita líquida, a expectativa para 2018 é otimista, pois estamos retomando a ocupação”, acredita Patrick.

Três países na região se destacaram em 2017: Colômbia, Chile e Peru. Na Colômbia, finalizamos o ano com 9 hotéis em operação e outros 7 em desenvolvimento. O Chile atualmente possui 15 hotéis em operação e quase dobramos o número de unidades, apenas em 2017. No Peru, são 6 hotéis em operação e 8 em implantação. A Argentina possui 10 hotéis e 1350 quartos, além de 2 em implantação.

O programa de relacionamento Le Club AccorHotels, que conta com mais de 3,3 milhões de associados só na América do Sul, foi responsável por 44% do total de diárias nos hotéis, aumento de 5% em relação a 2016. Somente no ano passado, o Le Club AccorHotels teve um crescimento de 20% no número total de associados ativos (pessoas que tiveram pelo menos uma estadia durante o ano).

O Reputation Performance Score (RPS) permite ao hotel medir a satisfação dos hóspedes. Em 2017, o RPS da América do Sul foi 82,92, bem acima das outras regiões do Grupo.

Aquisições

Além da abertura de hotéis e resorts no segmento lazer, foram feitas aquisições e parcerias importantes como onefineStay, Squarebreak e Travel Keys. Em outubro, a AccorHotels firmou parceria estratégica com SNCF Group, para o desenvolvimento da marca Orient Express, e adquiriu uma participação de 50% nas ações da companhia. A marca Orient Express é um símbolo atemporal da arte em viagens de luxo, uma marca rica em cultura, esplendor e requinte.

Alinhada com a estratégia destinada a fortalecer a liderança da AccorHotels em toda a experiência do cliente, aumentando a gama de serviços oferecidos aos viajantes de negócios, o Grupo adquiriu a Gekko, um dos principais players no mercado Business to Business (B2B). Graças à sua experiência e tecnologia de ponta, a Gekko oferece soluções de busca e reserva por meio de uma interface conectada a mais de 500.000 hotéis em todo o mundo, do econômico ao luxo.

Na mesma linha de negociação, o Grupo assinou acordo com Mantra Group Limited, com o objetivo de adquirir todo o capital da empresa por meio de um acordo a ser aprovado pelos acionistas. O Mantra é um dos maiores operadores hoteleiros e de resorts da Austrália contando com 127 propriedades e mais de 20.000 quartos em hotéis, resorts e apart-hotéis em toda a Austrália, Nova Zelândia, Indonésia e Havaí.

Além disso, foi iniciada, globalmente, a implantação do AccorLocal, uma gama de serviços que oferece aos comerciantes locais a oportunidade de ofertar seus produtos nos hotéis do Grupo. Por outro lado, os hotéis têm a chance de promover seus serviços de hospitalidade para uma nova clientela. Por exemplo, pessoas da vizinhança podem usar serviços de lavanderia, estacionamento e alugar espaços dentro dos hotéis para realização de reuniões. A AccorHotels, portanto, conecta a conveniência do digital à sua experiência em hospitalidade e à experiência local, introduzindo uma nova maneira de interagir com as comunidades que vivem nas proximidades, hotéis e empresas locais.

Alimentos e Bebidas

O setor de alimentos e bebidas é estratégico para a AccorHotels. No segmento de luxo, 33% da receita vem por meio dos serviços de gastronomia. Já no midscale, a taxa é de 21% e 17% para o econômico. No momento, o Grupo tem cerca de 220 restaurantes localizados em seus hotéis na América do Sul. Em 2017, foram vendidos mais de 500 mil couverts. Além de ser uma importante fonte de renda, esta área é essencial para alcançar o objetivo de atrair mais e mais clientes, hóspedes ou não, para os restaurantes dos hotéis. “Nossa região foi a mais significativa em termos de evolução de receita em alimentos e bebidas do mundo”, afirma Patrick. “Os hotéis não são frequentados apenas pelos hóspedes. Moradores da cidade e do bairro procuram restaurantes e bares de hotéis como opções de alta qualidade e fora do comum, e é nisso que focaremos em 2018: atrair cada vez mais clientes que não estejam hospedados conosco para ter experiências gastronômicas únicas”, diz.

Design inovador: essencial para o negócio hoteleiro

O design e a inovação tecnológica tornaram-se elementos essenciais para o negócio hoteleiro. Projetos desenhados com espaços e cenários ousados, viagens e serviços que convidam as pessoas a experimentarem novas sensações. Por isso, a AccorHotels faz parceria com arquitetos renomados para proporcionar aos hóspedes as tendências comportamentais e incríveis experiências.

Hoje, todos os novos projetos já são desenvolvidos pensando no design e em como proporcionar melhores experiências ao cliente. O Design & Technical Summit, evento reconhecido no setor por abordar tendências e organizado pela AccorHotels, terá sua terceira edição em 2018.

Parte da estratégia de 2018 da AccorHotels é a inovação. Para isso, diversos hotéis do Grupo na região receberão um “Innovation Room”, com design moderno, inovador e elementos de última tecnologia.

Treinamentos e melhoria contínua

Pelo 20° ano consecutivo, a AccorHotels foi premiada entre as Melhores Empresas para Trabalhar pela lista do Great Place to Work. Na 21ª edição do prêmio, a AccorHotels ficou na 7ֺa posição do ranking brasileiro. Na Argentina, a AccorHotels ocupou o 12° lugar entre as 21 empresas participantes e no Chile, a posição 32, de 50.

São mais de 15 mil colaboradores na região que participam ativamente de diversos treinamentos para oferecer a melhor experiência aos clientes. Em 2018, a AccorHotels lança dois programas para ampliar relacionamentos e cultura de serviços: A.C.D.C e Heartist.

O A.C.D.C. (AccorHotels Customer Digital Card) é uma ferramenta que permitirá maior conhecimento sobre os clientes para poder encantá-los, enriquecendo assim as experiências no hotel. Já o Heartist é o DNA, traço cultural que irá guiar as atitudes e percepções sobre como os colaboradores se relacionam com clientes internos e externos.

Responsabilidade Social

Em 2017, 100% dos hotéis da América do Sul aderiram ao programa Planet 21, compromisso de desenvolvimento sustentável global. Foram plantadas 560 mil árvores na região por meio do Plant for the Planet e 12 mil colaboradores receberam treinamento contra a exploração sexual de crianças e adolescentes no turismo. Atingimos a marca de 148 hotéis com hortas urbanas, mantidas pelos próprios colaboradores e cerca de 30% dos hotéis têm alguma fonte de energia renovável e sistema de reutilização de água.

Foram assinados os 10 Compromissos do Fórum das Empresas e Direito LGBT+, que garantiram ações importantes para promover um ambiente de trabalho inclusivo e receber os hóspedes da melhor maneira.

Atualmente, são apoiados 10 projetos de inclusão social em ONGs via Solidarity AccorHotels na América do Sul. Os programas consistem em capacitação para inserção no mercado de trabalho e empreendedorismo realizados por ONGs parceiras no Brasil e no Peru. Foram aprovados 4 novos projetos em 2017 (2 no Brasil e 2 no Peru), que ajudam mais de 500 pessoas, com doações de € 148.800.



Veja também:

15/09/2021
Clima ao Vivo eleva taxa de ocupação hoteleira com valor agregado aos hóspedes
Dedicada ao monitoramento de tempo e clima, empresa vê crescerem audiência e reservas dos hotéis que dispõem de câmeras da startup
10/09/2021
Localiza e Atlantica firmam parceria que oferece benefícios exclusivos
Serão concedidos descontos no aluguel de um carro e na reserva de uma hospedagem realizados pelos canais de venda diretos das empresas
03/09/2021
Atlantica Hospitality International é eleita pelo Great Place to Work como uma das melhores empresas para se trabalhar em Barueri
Mesmo em um ano atípico para o setor de turismo, empresa ficou entre as dez melhores colocadas; esse é o terceiro ano consecutivo de reconhecimento.
02/09/2021
Fundador da rede GJP Hotels & Resorts, Guilherme Paulus, vende rede de hotéis à R Capital
O empresário Guilherme Paulus anunciou hoje a venda de sua rede hoteleira, a GJP Hotels & Resorts. Segundo o comunicado o grupo de hotéis passa a ser integralmente de “um veículo de Private Equity, gerido pela R Capital, empresa que atua no mercado de capitais, especialmente nos setores imobiliário e de crédito”.
Newsletter
Receba as novidades