Canais
Soluções Tecnológicas
publicado em 05 de maio de 2019 -  2h37

Startup revela planos para lançar hotel espacial de luxo em 2021

A estrutura, batizada de Aurora Station, promete oferecer “uma experiência autêntica de astronauta” aos hóspedes.

Da Redação

A startup Orion Span pretende lançar o “primeiro hotel espacial de luxo” em 2021. A estrutura, batizada de Aurora Station, promete oferecer “uma experiência autêntica de astronauta” aos hóspedes, que poderão sentir os efeitos da “gravidade zero”, aprender a cultivar comida no espaço e assistir a aurora boreal.

O hotel espacial será do tamanho da cabine de um grande jato particular (13,3 por 4,3 metros). Além disso, terá um volume pressurizado de 160 metros cúbicos. Em termos comparativos, a Estação Espacial Internacional (ISS) tem 109 metros de comprimento. E um volume pressurizado interno de 916 metros cúbicos.

A estrutura acomodará até seis hóspedes por vez, incluindo dois membros da tripulação. Segundo o site oficial da Orion Span, as acomodações serão luxuosas e incluirão suítes privativas para um casal, além de conter um grande número de janelas para que os hóspedes assistam a aurora boreal “de camarote”.

 A estrutura acomodará seis hóspedes, incluindo dois membros da tripulação

Hotel espacial

A Aurora Station orbitará uma altitude de 320 quilômetros. É um pouco abaixo da ISS, que orbita a 400 quilômetros acima da Terra. Contudo, não está claro como seus futuros ocupantes chegarão até lá. Para se ter uma ideia, nem mesmo a NASA consegue hoje enviar astronautas à ISS, ficando a mercê da nave russa Soyuz.

"Nossa visão de longo prazo é vender o espaço real nesses novos módulos. Estamos chamando isso de condomínio espacial. Então, seja para viver ou sublocar, essa é a visão do futuro", diz Frank Bunger, CEO da Orion Span.

De acordo com a Orion Span, os passageiros terão de concluir um treinamento antes de se aventurar no espaço. O programa terá uma duração mínima de três meses. O período, na concepção da startup, será suficiente para que os hóspede desfrutem com segurança a estadia na Aurora Station.

 A Aurora Station orbitará uma altitude de 320 quilômetros

E quanto custará a “brincadeira”? Bem, embora a Orion Span pretenda tornar o espaço “acessível a todos”, a tal “acessibilidade” não é observável no preço da hospedagem: uma estada de 12 dias a bordo da luxuosa Aurora Station terá um custo aproximado de US$ 9,5 milhões.

"Nosso objetivo é tornar o espaço acessível a todos, continuando a gerar maior valor a um custo menor", afirma Frank Bunger.

Além da Orion Space, a Axiom Space e a Bigelow Aerospace divulgaram intenções de lançar hotéis em órbita, respectivamente em 2020 e 2021. Ao que tudo indica, em breve o espaço não será apenas dos astronautas, mas também das pessoas com confortáveis condições financeiras para explorá-lo.

Fonte: assessoria

Veja também:

18/07/2019
Plataformas online de resolução de conflitos para todo segmento MICE²+FDT
Um desses projetos inovadores e atualíssimos é a Mediar360.
13/07/2019
Flávio Muniz explica a importância de manter limpo seu nome no Google.
Ele traz dicas, também, de como limpar o nome no Google - situação que atualmente é tão, ou mais, importante que estar limpo no SERASA.
02/07/2019
Startup brasileira de gestão de eventos recebe aporte da Y Combinator
InEvent preenche gap de automação do segmento com solução 360° e atende negócios como Banco Santander, XP Investimentos e Embraer.
02/07/2019
Loyalty Experience apresenta fintech Winn para indústrias e agências
Evento teve painel de discussão sobre Fidelização Disruptiva com Alessandra de Castro Parisi (GS1), Neide Montesano (ABMAPRO), Ricardo Lorenzo (Winn), Ronald Nossig (BRT Varese), Ronaldo Fragoso (Deloitte) e Wilson Ferreira Junior (Ampro).
Newsletter
Receba as novidades