Canais
Mulheres no Comando
Fernanda Melo, sócia na Mercatto Comunicação, ganha o “Prêmio Sebrae Mulher de Negócios”
Fernanda Melo, sócia na Mercatto Comunicação, reconhecida em 2011 como a melhor agência de comunicação para trabalhar no Brasil pelo Great Place to Work, recebe o “Prêmio Sebrae Mulher de Negócios”. A Mercatto, mais do que uma agência criativa, trabalha para se firmar como uma empresa que acredita em processos eficazes e gestão inteligente. Fernanda iniciou a sua trajetória profissional no interior de São Paulo como consultora do INDG(Instituto de Desenvolvimento Gerencial), onde aprendeu as ferramentas de gestão com o guru de qualidade no Brasil, professor Vicente Falconi. O Prêmio Sebrae Mulher de Negócios tem como objetivo identificar, selecionar e premiar relatos de vida de mulheres empreendedoras em todo o Brasil, já que cada vez mais o talento feminino conquista espaço no mundo empresarial. Ele é organizado em parceria com a Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (SPM), Federação das Associações de Mulheres de Negócios e Profissionais do Brasil (BPW) e Fundação Nacional da Qualidade (FNQ), responsável pela análise das histórias. Para Fernanda, o prêmio foi uma oportunidade de refletir sobre a própria história e de inspirar outras mulheres a também planejarem suas carreiras, batalhando pelos próprios objetivos. “Além de mover outras mulheres, vi o prêmio como um desafio pessoal de contar a minha história com todos os erros e acertos. Devo as minhas conquistas às pessoas que encontrei em minha carreira, familiares que me apoiaram, chefes que me ensinaram e à equipe que me acompanha.” Sobre a Mercatto Comunicação Integrada A Mercatto Comunicação Integrada, agência com sede em Cuiabá, tem nove anos de atuação no mercado publicitário e é presidida por Adel Malouf e Fernanda Melo. No início de sua operação teve como grande parceira a marca de Refrigerantes Marajá, criadora da Ice Cola. Hoje atende clientes do porte de SENAI, Rossi GMS, Casa Cor Mato Grosso, Mitsubishi Motors, entre outros. Mais que uma agência criativa, trabalha para se firmar como uma empresa que acredita em processos eficazes e gestão inteligente. No ano passado a Mercatto venceu no ranking Great Place to Work que selecionou as melhores agências de comunicação para se trabalhar no país.  
Espaço Imperatriz sediará Prêmio Mulher em Destaque Opaque
Na noite de 28 de março, quarta-feira, às 19h30, em festa realizada no Espaço Imperatriz,  na Vila Mariana, em São Paulo, serão conhecidas as vencedoras da quarta edição do Prêmio Mulher em Destaque Opaque. Dentre as mulheres que mais se destacaram em 2011 e concorrem ao Prêmio estão Marisa Orth, Alessandra Maestrini e Flavia Garrafa na categoria artes cênicas; Fabiana Murer (Atletismo – salto com vara), Rafaela Silva (Judô) e Sheilla Castro (Vôlei), em esportes; Izabella Camargo (Band), Patrícia Campos Mello (Folha de S. Paulo), Thaís Itaqui (TV Globo), em jornalismo; além de Dagmar Garroux (Casa do Zezinho), Eliana Maria Carrijo Setti (Ação Moradia) e Sueli Moreira (Casa da Arte de Educar, Rio de Janeiro), em responsabilidade social. A cerimônia de premiação contará com serviço de buffet do Capim Santo, sob o comando da chef Marina Leite, e terá como palco o Espaço Imperatriz – nova casa de eventos de arquitetura imponente e luxuosa, que abre suas portas para o evento. Os convidados poderão ainda conhecer e desfrutar de alguns mimos de marcas internacionais de prestígio: Backstage Lancôme – estúdio de make up para retoques de maquiagem; Espaço Clarins – dois de seus maquiadores oficiais apresentarão alguns produtos, como a base Skin Illusion, além fazer retoques e maquiagens completas; Espaço Dior – especialmente ambientado com sua mais conceituada fragrância, J’adore; Giorgio Armani – apresentação aos convidados do lançamento masculino: Armani Code Sport. O Prêmio Mulher em Destaque Opaque é uma iniciativa da Opaque Parfums & Cosmétiques e de seu Diretor Geral, Sun Chul Kim, em sua crença de que a beleza vai muito além da estética e de que uma mulher de destaque não é formada apenas por sua aparência, mas principalmente pelo seu exemplo de ousadia, coragem e muito talento. A edição deste ano conta com o patrocínio de Lancôme e Clarins, e os apoios Arte & Atitude, Bourjois, Calvin Klein, Conrad, CVS, Dior, Espaço Imperatriz, Clínica Faciall, Giorgio Armani, Guerlain, Marcos Proença, Shiseido, Sol de Janeiro e P2K. Prêmio Mulher em Destaque Opaque 2012 Dia: 28 de março, quarta-feira Horário: 19h30 Local: Espaço Imperatriz - Rua Estela, 615 - Vila Mariana – São Paulo, SP www.premiomulheropaque.com
Nelia Araújo é contratada pela Nóbile Hotéis
A Nóbile Hotéis anunciou na Feira das Américas a contratação de Nelia Araújo para gerencias a área de vendas da rede. A profissional que retorna ao Brasil depois de cinco anos à frente do Escritório de Brasileiro de Turismo em Portugal, agora terá como desafio contribuir para que os 21 empreendimentos da rede no País alcancem os resultados de receitas projetados em orçamento. Nelia tem 23 anos de experiência no setor, com passagem por diversas redes como Othon, Caesar Park, Blue Tree e Holiday Inn. "Estou muito feliz de ter retornado ao Brasil e me juntar a esta nova família", disse a executiva. "Meu objetivo é desenvolver um trabalho focado em resultados", finaliza. A Nobile Hotéis possui três anos de atuação e tem em sua carteira unidades administradas em regiões como Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Divide suas operações em quatro categorias, entre elas, Econômica, Super Econômica, Superior e Luxo. A rede opera com uma gestão compartilhada, onde os investidores participam ativamente da visão estratégica.
Mulheres no Comando: Jeanine Pirres, presidente da Embratur
Preserverância e ousadia. A duas palavras definem, a presidente da EMBRATUR, Jeanine Pires, que além de ser a primeira mulher a presidir a autarquia, foi indicada ao cargo "pelo mérito profissional", assim declarou o ex-ministro do turismo, Walfrido dos Mares Guia. Segundo Jeanine, a mulher atual é pró-ativa, e acentua a diferença que exerce sobre o sexo masculino."Quando comecei na Embratur,onde num tempo de 40 anos nenhuma mulher havia ocupado o cargo, não senti receio por acreditava no conceituado gabarito da equipe, que sobrepunha a práticas antigas". "Acredito que no turismo as mulheres tomaram conta do setor, a mão-de-obra feminina tem a capacidade de manejar diversos assuntos ao mesmo, e a incrível capacidade e  sensibilidade de ver o mundo de uma forma multifuncional".  No quesito diferença, destaca que,"as mulheres são diferentes sim dos homem, a essência trata os negócios complementar que as mulheres usem a sensibilidade, usa a intuição posto de visita altiude". Jeanine Pires Jeanine Pires, nascida em Florianópolis. SC, é mãe de dois filhos e construiu seu histórico profissional no nordeste onde assumiu a direção em Maceió e Recife dos Conventions Bueraux. Com formação em Ciências Sociais e pós-graduação em Desenvolvimento sustentável , é bacharel em Economia do Turismo na Universidade de Brasília.
Mulheres no Comando: Chieko Aoki, presidente da Blue Tree
Líder, pró-ativa e, claro, sensível, Chieko Aoki sabe que a presença feminina vem crescendo no mercado de trabalho e, especialmente nas universidades e nos cursos de pós-graduação e especialização. Esse cenário, em seu ponto de vista, "é manifestação de como será o mercado de trabalho daqui a alguns anos".   Para a dama da hotelaria, as mulheres vão ocupar cada vez mais altos cargos de liderança com maior velocidade e amplitude, isso porque o estilo feminino de ser, fazer e decidir está alinhado com as mudanças profundas pelas quais passa a sociedade do século XXI "e cuja mudança, aliás, tinha sido prognosticada pelo reconhecido guru Peter Drucker há mais de uma década". "Quando falamos de negócio, é fundamental conhecer o mercado e clientes e, nesse aspecto, as mulheres ocupam posição percentualmente superior ao dos homens nas compras".   Chieko contextualiza sua colocação baseada em uma pesquisa feita há cerca de 2 anos, que identificada que 92% de pacotes turísticos, 88% dos planos de saúde, 65% de vinhos, por exemplo, eram comprados pelas mulheres.  As mulheres conhecem bem as exigências das mulheres e isso ajuda a criar, de acordo com Chieko. "Produzir e vender melhor e mais, criando assim um círculo virtuoso que impulsiona a mulher a crescer e assumir posições de liderança no mercado.  Porém, existem também desafios que precisam ser vencidas pelas próprias mulheres, como cuidar bem da família e do trabalho, a gestação e maternidade que exigem muito e por períodos longos.  É preciso muita determinação, persistência e paixão pela profissão e trabalho". Salários mais baixos "Existem sim preconceitos e salários mais baixos para as mulheres quando comparados aos dos homens, mas esse cenário está cada vez menor e restrito a alguns setores da economia.  Em hotelaria não existe discriminação nesse sentido.  Temos até capitã-porteira em nosso hotel, que é um sucesso, pouco comum ou quase zero no Brasil.   Quando há necessidade – e isso vale para homens e mulheres – as pessoas acabam aceitando posições com salários menores".  Para Chieko, a melhor solução para isso é ser melhor, mais profissional e preparado, já que nenhuma empresa abrirá mão da competência para opção homem ou mulher.  Minha recomendação é as mulheres continuarem, agilizarem e fortalecerem as metas e ritmo que vêm abraçando para serem excelentes profissionais.  É remédio milagroso, porque as empresas querem rentabilidade e expansão e isso se alcança com profissionais qualificados, éticos e com boa energia.  As mulheres estão investindo e abraçando esse jeito de fazer e ser.  O futuro diferente já começou.
Mulheres no comando: Vanessa Martin, consultora da área de eventos e incentivo
Vanessa Martin, mestre pela ECA/USP, é professora de graduação e pós-graduação em várias universidades brasileiras. Possui mais de 20 anos de atuação em várias áreas do turismo, sendo 10 deles em eventos de âmbito internacional, nacional e regional. Atualmente, também é consultora de empresas na área de eventos e revitalização organizacional, especialista em controle de processos e na gestão e organização de eventos e eventos de incentivo, a lém de palestrante, colunista e autora de livros na área de eventos.
Mais Notícias
19/03/2009
Mulheres no Comando: Lídice da Mata, deputada federal
A deputada Federal, Lídice da Mata, considera o ambiente político hostil para as mulheres. Isso porque, segundo ela, a predominância masculina é uma realidade. “Tem que ser muito forte e gostar muito para aguentar conviver num lugar onde o machismo fala mais alto. Desde cedo fomos afastadas da política e isso culminou no ingresso tardio das mulheres neste segmento. Só conquistamos o direito de votar a 77 anos. Fomos criadas e acostumadas a entender que política era coisa de homem”, conta.   Segundo ela, atualmente apenas 8.9% da Câmara dos Deputados é ocupada por mulheres e somente 11% delas estão no senado. “Apesar dessa diferença estamos conquistando o nosso espaço e a tendência é que mais e mais mulheres se coloquem em posição de destaque na política”, diz lembrando que há 20 anos não havia sequer banheiro feminino na Câmara dos Deputados. “Prova de que aquele lugar não havia sido feito para nós”, revolta-se.   Para a deputada, pesquisas realizadas recentemente revelam que as mulheres transmitem mais confiança para os eleitores que os homens. “Eles ainda acreditam mais em nós. Principalmente quando abordamos temas como família e saúde”.  
12/03/2009
Mulheres no Comando: Silvia Zorzanello, organizadora do Festival de Gramado
Mulheres no Comando: Silvia Zorzonello, organizadora do Festival de Gramado Chamada: Ela destaca como a dificuldade em tempos atrás, no mercado de trabalho para as mulheres, no Rio Grande do Sul, e afirma o quanto “elas” tem conquistado espaço nas negociações... ID: Obs: imagem enviada por e-mail 
11/03/2009
Artigo: Mulheres são as mais atingidas pela osteoporose
A diminuição na produção de um importante hormônio feminino é uma das principais causas da doença que atinge uma em cada três mulheres no mundo inteiro O Dia Internacional da Mulher, celebrado no último dia 8 de março, acredito que seja a data propícia para comemoração: a oportunidade é ideal para que as atenções sejam voltadas também à saúde da mulher. Estress, má alimentação, fumo e outros hábitos antes exclusivamente masculinos hoje tornam as mulheres cada vez mais vulneráveis a diversos problemas. Além disso, a diminuição dos níveis hormonais com a maturidade, contribui para o desenvolvimento de diversas enfermidades que, se não forem prevenidas e tratadas precocemente, podem trazer sérios riscos. Um bom exemplo disso é a osteoporose. A osteoporose é uma doença caracterizada pelo enfraquecimento progressivo dos ossos e ocorre normalmente após a menopausa, quando os níveis de estrógeno, hormônio feminino responsável também pela saúde dos ossos, caem bruscamente."Para muitas mulheres o processo da menopausa começa depois dos 40, geralmente entre 45 e 55 anos. Nessa fase, quando existe a possibilidade de haver osteoporose é muito importante que seja feito um controle por meio da densitometria óssea, um exame simples e indolor que detecta a perda óssea", explica a endocrinologista Dra. Victoria Borba. A osteoporose não apresenta nenhum tipo de sintoma. Por isso, grande parte dos pacientes só percebe o problema após ser detectada a primeira fratura, que geralmente acontece nos punhos coluna e quadris. Por conta do difícil diagnóstico, estima-se que apenas um terço das fraturas vertebrais sejam detectadas. A ausência de outros sintomas, quando a osteoporose ainda está no início, faz com que essas fraturas aconteçam seguidamente, porém só percebidas quando há muita dor."Quanto maior o número de lesões, maior também é o impacto na qualidade de vida. A dor e a impossibilidade de realizar tarefas do dia-a-dia, são os principais fatores que afetam a rotina dos pacientes", afirma dra. Victoria. Para se ter uma idéia, de acordo com pesquisas mundiais, durante toda a vida o risco das mulheres de desenvolver uma fratura por osteoporose é de 30 a 50%. A dra. Victoria Borba reforça que a prevenção da osteoporose pode ser feita com atitudes simples como manter uma dieta rica em cálcio, tomar sol periodicamente para absorver vitamina D e praticar exercícios físicos regularmente, além de evitar os fatores deletérios a saúde óssea como o tabagismo e álcool em excesso. A osteoporose é um problema mundial e cresce significativamente à medida que a população mundial envelhece. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a osteoporose está atrás apenas das doenças cardiovasculares como um problema de saúde mundial. A Federação Nacional de Associações de Pacientes e de Combate à Osteoporose informa que, segundo estudos, médicos, a possibilidade de morte por uma fratura de quadril em mulheres de 50 anos é similar a possibilidade de morte por câncer de mama. A gravidade do problema não pára por aí: as fraturas vertebrais aumentam em até oito vezes a taxa de mortalidade, comparado com mulheres que não têm tais lesões. Embora não tenha cura, o problema é tratável. As fraturas podem ser evitadas com a combinação de mudanças no estilo de vida e tratamentos médicos. Na terapia à base de remédios, os tratamentos evoluíram muito nos últimos anos. Comprimidos que eram tomados diariamente, hoje já podem ser tomados a cada semana e até mensalmente, caso do ibandronato de sódio.  Larissa Saram, assessora de imprensa da Roche.  (JA)
10/03/2009
Mulheres no Comando: Janis de Jesus, ex-Duo Turismo
Há dez atuando no mercado financeiro, Janis de Jesus conta que, no segmento onde a maioria é homem, a mulher é vista com menos credibilidade. A executiva, que já foi vítima desse preconceito, acredita que o sexo feminino ainda tem muito o que conquistar quando o assunto é trabalho. “Muitas vezes, no meu departamento, tive grandes idéias, mas deixei que um homem a usasse, pois se partisse dele era mais fácil vender”, lembra.   Depois de coordenar por seis anos a área administrativa financeira da Duo Turismo e dar adeus ao cargo para abrir sua própria empresa, Janis não tem medo de encabeçar o futuro e o fato de ser mulher, segundo ela, lhe traz muitos benefícios. “Nós somos mais dinâmicas e conseguimos, ao contrário dos homens, fazer várias coisas ao mesmo tempo. Talvez até por questões históricas, pois as mulheres sempre tiveram de cuidar da casa, do marido e dos filhos em concomitância”, diz.   Apesar das diferenças Janis acredita que há áreas em que as mulheres se destacam mais que os homens e vice-versa. “No marketing, por exemplo, elas são maioria, pois a profissão exige um grau de dinamismo maior. Já no setor financeiro, onde essa abordagem é mais limitada, a predominância ‘deles’ é clara”. Mesmo com esse desequilíbrio, a executiva acredita que o sexo feminino está sendo mais valorizado no mercado de trabalho e cada vez mais requisitado para assumir cargos de chefia. “As empresas estão percebendo as vantagens de ter uma mulher de fibra no comando e isso tende a ser uma tendência”, finaliza.