Canais
Pesquisa
publicado em 09 de abril de 2019 - 13h58

Novo estudo do Expedia Group

De acordo com o estudo, avaliações de hóspedes são fator mais decisivo do que marca para a escolha de hotéis.

Da Redação

Preço e avaliações de outros hóspedes são fatores mais relevantes do que a marca de redes hoteleiras na hora da escolha dos consumidores, segundo novo estudo promovido pelo Expedia Group, plataforma global de viagens, em parceria com a Unabashed Research. A pesquisa consultou mais de 900 consumidores e mostrou que hotéis independentes atualmente podem competir em pé de igualdade com redes mais conhecidas.

Como era de se esperar, o preço foi, de longe, o fator mais decisivo na hora da escolha do hotel, considerando que os hóspedes colocam os custos de hospedagem como prioridade na hora de orçar uma viagem. Promoções e descontos vantajosos são uma maneira quase garantida de chamar a atenção dos clientes do hotel e selecioná-los.

"Enquanto os consumidores buscam o melhor custo-benefício durante as reservas da viagem, suas escolhas individuais refletem aquilo que eles mais valorizam", disse Abhijit Pal, chefe de pesquisa do Expedia Group. "O consumidor que procura uma acomodação econômica busca o melhor valor dentro de seu orçamento, enquanto alguém com mais renda pode estar disposto a fazer reservas em um hotel mais luxuoso e pagar mais por noite, mas nada além do que julgue necessário”, completou.

Ainda de acordo com o estudo, as avaliações dos hóspedes têm uma forte influência na seleção do consumidor. Há 72% de chance de o consumidor valorizar as avaliações de outros hóspedes, antes de escolher o hotel, do que a marca em si, preferindo até mesmo pagar mais por meios de hospedagem bem avaliados do que por hotéis de redes famosas. Os participantes da pesquisa, em geral, estavam dispostos a pagar mais por hotéis com avaliações mais altas de hóspedes: 24% a mais por um hotel com nota 3,9 em vez de um hotel com nota 3,4, e 35% a mais por um hotel com avaliação de 4,4 em comparação a um hotel de 3,9. Na plataforma Expedia, as avaliações dos hóspedes podem gerar notas de 0 a 5. "As classificações de amigos ou hóspedes nivelaram a disputa para hotéis independentes", afirmou Abhijit. "Hoje, os hotéis independentes competem em escala global com as redes por causa da distribuição e da tecnologia assim o permite, e a qualidade está sob seu controle", acrescentou.

Redes de hotéis levam uma ligeira vantagem em relação a outros atributos, como informações sobre remodelações, fotos dos quartos e classificação do hotel em estrelas, de acordo com o estudo. Redes premium tiveram mais influência na seleção, com clientes recompensando essas marcas que têm ADR (Average Daily Rates, ou preço diário médio, em português) maior, mas não na mesma proporção que as excelentes avaliações de clientes.

Um estudo recente da Universidade de Cornell, que analisou mais de 95.000 reviews e avaliações de propriedades independentes de alto padrão, descobriu que "os principais impulsionadores da satisfação do cliente continuam sendo o serviço e quarto". Os hoteleiros devem, portanto, concentrar-se nas áreas operacionais que têm relação com o serviço e o quarto, como um serviço simpático em toda a propriedade, bem como a qualidade das camas e garantir uma boa noite de sono para o hóspede. O serviço de hospedagem tradicional, que proporciona uma boa noite de sono em um quarto limpo e em bom funcionamento, juntamente com a disponibilidade de um excelente café da manhã, permanece central para a satisfação do cliente.

Foto do quarto, a marca do hotel, as avaliações por estrelas, as avaliações dos hóspedes, reformas recentes e o preço são apenas alguns dos principais atributos que os clientes usam para selecionar hotéis. Marcações sobre reformas, foto do quarto e avaliação por estrelas tiveram menor importância como características individuais na probabilidade de seleção, mas podem ajudar a influenciar a decisão quando combinadas com recursos fortes em outros atributos.

Para ler o relatório completo, em português, clique aqui. Para ler o relatório completo no original em inglês, clique aqui.

Fonte: assessoria

Veja também:

13/08/2019
Quem é o turista estrangeiro que visitou o Rio em julho de 2019?
Pesquisa foi realizada em parceria da Associação dos Embaixadores de Turismo do Rio de Janeiro e do Portal Consultoria em Turismo, entre 5 a 25 de julho de 2019.
09/08/2019
Os CMOS podem tomar a frente à medida que os negócios se transformam?
As pressões de curto prazo continuam, mas os profissionais de marketing estão mudando o foco para fazer a transformação digital acontecer.
17/07/2019
FOHB divulga sua Pesquisa de Canais de Distribuição
O estudo traz estatísticas e resultados relevantes para análise do cenário hoteleiro no Brasil.
12/07/2019
Pesquisa da CWT revela que 71% dos viajantes corporativos são favoráveis às inovações na área
Em uma viagem a negócios, os três dispositivos mais importantes são os telefones celulares (81%), computadores (52%) e carregadores portáteis de bateria (41%).
Newsletter
Receba as novidades