Canais
Gastronomia
publicado em 12 de julho de 2019 -  2h 6

Pesquisa do Observatório da Gastronomia traça o panorama do setor na cidade de São Paulo

372,8 mil pessoas trabalham no setor no município. Itaim Bibi, Moema, Aricanduva e Cachoeirinha são destaques na pesquisa.

Da Redação

O Observatório da Gastronomia, colegiado criado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho para debater ações da cadeia produtiva da alimentação, divulgou nesta quarta-feira, 10 de julho, uma pesquisa que traça um panorama do setor da gastronomia na cidade de São Paulo. O estudo foi apresentado aos membros do Observatório da Gastronomia, composto por integrantes dos setores público e privado e da sociedade civil que, juntos, compõem a cadeia da alimentação e da gastronomia na cidade.

“A pesquisa nos permitiu mapear alguns pontos importantes sobre a gastronomia na cidade. Agora, usaremos essas informações na Prefeitura de São Paulo para subsidiar as futuras ações do setor. O papel do Observatório da Gastronomia é de articular toda a cadeia nesse processo”, explica a secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso.

Itaim Bibi, Moema, Aricanduva e Cachoeirinha são destaques na pesquisa. Confira abaixo o detalhamento de cada setor.

Os serviços que envolvem a gastronomia simbolizam 6,1% dos ocupados residentes em São Paulo, o que representa 372,8 mil pessoas. O número de empregos formais do setor registrou um crescimento de 58% nos últimos dez anos, mas a informalidade ainda é uma das maiores na cidade, estimada em 44,5%, o que representa 165,8 mil pessoas.

Em São Paulo, 80% dos estabelecimentos possuem de um a 19 vínculos trabalhistas. “Estamos trabalhando para diminuir o índice de informalidade dos comerciantes que possuem barracas, food trucks ou até mesmo bares ou restaurantes. Muitos deles trabalham com até um funcionário, por isso podem se tornar MEI – microempreendedor individual e passar a ter diversos benefícios, entre eles acesso a crédito”, destaca Aline Cardoso.

A remuneração média do trabalhador formal da área de gastronomia é de R$ 1.756, valor que representa cerca de metade da remuneração média na cidade de São Paulo, que é R$ 3.467.

O número de estabelecimentos formais dos serviços de alimentação cresceu 68% nos últimos 10 anos na cidade de São Paulo, o que equivale a 23.092 estabelecimentos, 7,7% do total de comércios da cidade. O setor tem faturamento anual médio de R$ 31,9 bilhões por ano.

O levantamento do Observatório da Gastronomia foi realizado pelo Observatório do Trabalho de São Paulo, parceria entre a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho e Dieese - Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos. O levantamento analisou os dados consolidados da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS/MTb), entre 2006 e 2016, último ano disponível, e da PNADC/IBGE para o quarto trimestre de 2017.

Itaim Bibi e Pinheiros possuem mais estabelecimentos

Os bairros de Itaim Bibi e Pinheiros possuem o maior número de estabelecimentos formais na área de gastronomia na cidade de São Paulo. O levantamento leva em conta o número de restaurantes, bares, buffets, catering e outros serviços de comida preparada da capital paulista.

O Itaim Bibi concentra 5,8% do comércio voltado para a gastronomia, com 1.349, o que garantiu ao bairro o primeiro lugar no ranking. Em segundo lugar, ficou a Pinheiros com 4,3% e 1.003 lugares. A região da Lapa, Perdizes e Barra Funda, possuem juntas 1.189 locais. Santo Amaro, Moema, República, Vila Mariana, Consolação, Tatuapé e Sé completam a lista.

Os serviços ambulantes de alimentação foram mais representativos em distritos de regiões mais afastadas do centro da cidade.

Moema se destaca em quantidade de trabalhadores e média salarial

A pesquisa também levantou os bairros com a maior quantidade de trabalhadores que atuam na gastronomia. São eles: Itaim Bibi (18.792), Pinheiros (12.924), Moema (11.073) e Jardim Paulista (10.851).

No caso das remunerações, a média de salários é maior em bairros como Moema (R$ 1.833), Pinheiros (R$ 1.764) e Itaim Bibi (R$ 1.762). Os valores maios baixos aparecem em Jaçanã (R$ 1.203), José Bonifácio (R$ 1.230) e Cidade Tiradentes (R$ 1.237).

Quanto ao crescimento do número de empregos, o bairro da Barra Funda se destacou, passando de 289 postos de trabalho para 3.698, uma evolução de 1.180%. Cachoeirinha (575%) e Jardim Helena (390%) também estão com mercado aquecido.

Gastronomia é vocação em Pinheiros e emprega mais em Moema e Aricanduva

Dentro da capital paulista, foram identificados os bairros onde a proporção de estabelecimentos no segmento da gastronomia, dentro do comércio local, merece destaque. Em primeiro lugar ficou Pinheiros (13,2%), seguido da Barra Funda (12,8%) e de Santo Amaro (12,3%) na terceira posição.

Já em relação à proporção de empregos relacionados à gastronomia, os bairros de Moema e Aricanduva (12,1%) se destacam seguidos por Vila Andrade e Pinheiros (11,5%).

Cachoeirinha tem gastronomia crescente

O avanço do setor da gastronomia tem sido marcante em alguns locais da cidade. Em Cachoeirinha, o número de estabelecimentos cresceu 122% (de 70 para 156) entre 2015 e 2016. No mesmo período, Parelheiros evoluiu 62,3% (de 61 para 99) e Raposo Tavares 60,7% (de 61 para 98). Parque do Carmo (59,1%) e Itaquera (46,5%) também tiveram evolução considerável.

“O desenvolvimento das regiões periféricas da cidade é umas das prioridades da Prefeitura de São Paulo. Os empreendedores desses bairros contam com o apoio da Ade Sampa – Agência de Desenvolvimento de São Paulo e da Fundação Paulistana, tanto na área de empreendedorismo quanto em qualificação em gastronomia”, afirma a secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso.

Confira o estudo completo no site da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho aqui.

Fonte: assessoria

Veja também:

08/01/2020
Grand Hyatt São Paulo promove jantar com equipe francesa do Chateau de La Gaude
Comandada pelo Chef Matthieu Dupuis Baumal, equipe vem ao Brasil para 3ª edição do Chef’s Table, nos dias 23 e 24 de janeiro.
19/12/2019
Grupo El Dourado serviu mais de 150 mil refeições durante a CCXP 2019
A empresa também foi responsável pelo catering na Spoiler Night, realizada no dia 4, véspera da abertura oficial do evento.
02/12/2019
Staybridge Suites São Paulo apresenta Restaurante Família Castro
Clientes foram recebidos no espaço gastronômico inaugurado em março deste ano e que fica no lobby do hotel.
26/11/2019
Citron assina gastronomia da 20ª edição do Prêmio Caio
A 20ª edição do Prêmio Caio já está em contagem regressiva para a grande final, quando se dará o anúncio e a premiação dos vencedores. Cerimônia ocorre na noite de 10 de dezembro, no Salão Azul do Expo Center Norte, em São Paulo.
Newsletter
Receba as novidades