Canais
Pesquisas
publicado em 30 de julho de 2020 - 15h34

Abracorp sinaliza retomada das viagens corporativas domésticas

Os players dedicados à indústria de viagens corporativas demonstram maturidade, espírito colaborativo e desejo irrefreável de superação.

Da Redação

Mais que números frios, capazes de traduzir o caráter quantitativo do desempenho desse ou daquele setor, os dados apurados pelo BI (Business Intelligence) Abracorp corroboram a percepção de um clima positivamente diferenciado no enfrentamento da pandemia.

A bordo dos protocolos, do reequacionamento estratégico e operacional, o mundo dos negócios volta a viajar. O propalado novo normal não se alcança por meio de ‘receita de bolo’, que não existe. Nesse sentido, os players dedicados à indústria de viagens corporativas demonstram maturidade, espírito colaborativo e desejo irrefreável de superação.

No segundo trimestre de 2020, a Gol mantém a liderança no ranking das cias aéreas com maior emissão de passagens para voos domésticos, com 41,1% de market share; seguida pela Azul (36,1%) e Latam (22,8%). Em volume de vendas, entretanto, a Azul assume a primeira posição, com 40,8% da movimentação que foi gerada no período; seguida da Gol (38,0%) e da Latam (21,2%).

A inversão de posições ocorre em razão das tarifas praticadas. Ou seja: enquanto a tarifa média da Gol foi de R$ 485,00 e da Latam R$ 488,00, o valor praticado pela Azul foi de R$ 593,00.

Interessante observar que, no segundo trimestre de 2020, o preço das passagens comercializadas para voos domésticos no mercado de viagens corporativas caiu 34,9% (de R$ 807,00 para R$ 525,00), comparado a igual período de 2019.

“O fato é que, apesar da crise, verifica-se a retomada das viagens de negócios. Em um país continental como o nosso, não podemos prescindir do transporte aéreo”, afirma Carlos Prado, presidente do Conselho de Administração da Abracorp.

“Fica evidente que a curva descendente foi revertida e a partir de abril teve início a retomada”, constata Gervasio Tanabe, presidente executivo da entidade. O total das vendas registradas no segundo trimestre de 2020, superior a R$ 96 milhões – o que equivale a 42,7% de aumento, de abril a junho – consolida a tendência de recuperação.

Acrescente-se que o potencial de crescimento é ainda muito maior. Pesquisa realizada pela Abracorp apurou que 48% das corporações atendidas pelas agências de viagens liberaram menos de 10% dos seus colaboradores a realizarem viagens, enquanto 43% delas liberaram até 30%; e 9% até 50%.


Fonte: assessoria

Veja também:

24/07/2020
A indústria do turismo latino-americano exige uma nova política para se recuperar dos efeitos do COVID-19
O surgimento e disseminação da pandemia COVID-19 alterou os fatores que tornam o setor turístico de um país competitivo.
22/07/2020
A retomada do Rio Grande do Norte no novo cenário turístico
A Empresa Potiguar de Promoção Turística (EMPROTUR) realiza um estudo voltado a profissionais do trade e à mídia especializada da América do Sul.
24/06/2020
Pesquisa: para onde e quando as pessoas querem viajar após a pandemia
Pesquisa da Interamerican ouviu quase 1.200 pessoas na América Latina.
18/06/2020
ABIH Nacional faz levantamento sobre retomada dos hotéis independentes no país
Há previsões que apontam uma volta aos índices de 2019, no turismo de lazer, nos próximos 18 meses e, no de negócios, daqui a três anos.
Newsletter
Receba as novidades