Canais
Pesquisas
publicado em 08 de março de 2020 - 16h 4

Mulheres no comando

Pesquisa aponta crescimento de mulheres em cargos de chefia.

Da Redação

Recentemente, o Brasil entrou na lista dos dez países com mais empresas com mulheres em cargos de liderança. Segundo a última edição da International Business Report (IBR) – Women in Business 2019, o percentual de empresas com pelo menos uma mulher em cargo de liderança é de 93%. O número aponta um salto considerável em relação a 2018, em que a mesma pesquisa apontou 61% de mulheres em cargos de chefia.

Diversos estudos comprovam que mulheres no comando trazem melhores resultados para as empresas. Um exemplo disso é um relatório divulgado pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), órgão pertencente à ONU, que mostra que quanto maior o número de mulheres, sobretudo em cargos de liderança, melhores são os resultados de uma organização. Na pesquisa, realizada com mais de 70 mil organizações em 13 países, 57% dos entrevistados apontaram melhorias na reputação da empresa, além de ganhos em produtividade, rentabilidade, criatividade e inovação.

O Grupo Tacla, conglomerado do setor de varejo que administra shoppings centers nos estados do Paraná, Santa Catarina e São Paulo, divulgou que, entre mais de 1.550 funcionário em toda a empresa, pelo menos 40 mulheres ocupam cargos de liderança. A diretora de marketing do grupo, Cida Oliveira, está na empresa há 12 anos ocupando o cargo de chefia e viu muitas mudanças desde então. “Fazer parte do Grupo Tacla é um desafio profissional espetacular. Pude acompanhar o crescimento da empresa e aprimorar conhecimentos que me desenvolveram pessoal e profissionalmente nos últimos anos. O meu objetivo sempre foi estimular meu time a buscar os propósito e atingi-los em conjunto. Fui recebida no grupo como executiva , conquistei autonomia para desenvolver ações bem sucedidas, lidero homens ou mulheres, sem nenhuma distinção. Precisamos aprender que somos todos iguais”, conta.

Outro exemplo do Grupo Tacla em que o cargo de liderança é feminino, é a gerente jurídica, Dariele Paluch de Carvalho, que iniciou sua trajetória na empresa como estagiária do departamento jurídico e está no grupo há mais de 16 anos. “Além dos desafios decorrentes da evolução da indústria de shoppings centers, do crescimento do Grupo Tacla e da conciliação da maternidade com a vida profissional, temos o desafio de influenciar positivamente o meio corporativo, conquistar a confiança e saber escutar diferentes pontos de vista. Posso afirmar que as mulheres estão tendo cada vez mais espaço no meio corporativo e com muito esforço iremos transformar o cenário das organizações”, diz.

Fonte: assessoria

Veja também:

06/04/2020
Covid-19 – A Indústria de Eventos Continua Sofrendo.
Para que os eventos voltem a acontecer, um dos fatores principais é a viabilidade da participação em eventos. O que no momento indica ser difícil.
01/04/2020
O impacto do Covid-19 no turismo/viagens corporativas
A primeira Travel Tech do Brasil diz que o ideal é adiar as viagens.
26/03/2020
ALAGEV apresenta novos dados sobre o impacto do Coronavírus no mercado de viagens e eventos corporativos
Em novo estudo, mercado sente desaceleração, mas se mantém otimista quanto a retomada ainda neste ano.
19/03/2020
Coronavirus - Uma Hecatombe na Indústria Mice²+FDT
No período de uma semana, a indústria MICE²+FDT viveu um verdadeiro pesadelo. Para melhor avaliar como a realidade havia se transformado e o humor do mercado se deteriorado, o Portal Eventos realizou uma nova pesquisa nos dias 15 a 18 de março, junto ao mesmo público, obtendo 208 respostas, sendo 182 completas.
Newsletter
Receba as novidades