Canais
Políticas do Turismo
publicado em 03 de janeiro de 2019 - 20h20

Marcelo Álvaro Antônio assume o cargo de ministro do Turismo

Ministro ressalta a importância do setor para o desenvolvimento econômico e geração de emprego no Brasil no discurso de transmissão do cargo

Da Redação
 Marcelo Álvaro Antônio, ministro do Turismo

Colocar o turismo no centro da agenda política e econômica do governo. Esta será uma das prioridades da gestão do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, que recebeu o cargo nesta quarta-feira (2) do antecessor Vinicius Lummertz em cerimônia realizada em Brasília. A continuidade de ações e programas que vem gerando resultados, como o Prodetur + Turismo, visto eletrônico, concessões de parques naturais, também estão na agenda do novo titular da Pasta.

No discurso de posse, o ministro ressaltou a importância do setor, como um vetor para geração de emprego, renda e desenvolvimento do país. Fez um agradecimento especial ao presidente Jair Bolsonaro pela confiança e disse que, mesmo antes de tomar posse na Presidência, ele já havia demonstrado “grande visão e sensibilidade” com a manutenção do Ministério do Turismo como uma pasta exclusiva na Esplanada dos Ministérios.

Hoje, assumo um dos maiores desafios da minha vida pública e me sinto honrado com a oportunidade de contribuir para este Governo que se inicia e que, certamente, fará mudanças estruturantes em nosso país”, disse Marcelo Álvaro Antônio para uma plateia composta por parlamentares, prefeitos, membros do Conselho Nacional de Turismo e do corpo diplomático, servidores do Ministério do Turismo e da Embratur, de familiares do novo ministro, entre outros.

Na presença da mãe Vilma Penido Dias, que integrou a mesa de autoridades, Marcelo Antônio fez uma homenagem ao pai Álvaro Antônio, de quem herdou o nome político, e falou também dos desafios de sua gestão. Entre eles, o de melhor aproveitar as vantagens comparativas do país, reduzir o custo Brasil, dar prosseguimento às ações de ampliação da conectividade aérea, melhorar o ambiente de negócios e incentivar o empreendedorismo com a redução da burocracia. “É hora de transformar todo o vasto potencial do Brasil em retorno econômico”.

Ao transmitir o cargo ao novo ministro, Vinicius Lummertz fez um balanço da sua gestão. Apontou como conquistas importantes a implantação do visto eletrônico, com crescimento de 40% na concessão para turistas do Japão, Estados Unidos, Canadá e Austrália; os novos acordos de céus abertos com países como os EUA, Holanda e Grã-Bretanha e a entrada de empresas de baixo custo no país, a edição de Medida Provisória que abre o mercado de aviação a empresas internacionais.

O ex-ministro citou ainda a isenção de impostos de importação para parques temáticos, a flexibilização das leis trabalhistas, atribuindo esses avanços ao trabalho conjunto do MTur com as entidades e empresas do setor de turismo. O ex-ministro, nomeado secretário de Turismo do Estado de São Paulo, manifestou ainda “um sentimento de fé nesse novo momento do Brasil”.

Cerimônia – Durante a transmissão de cargo ocuparam lugar no palco, além da mãe do novo ministro, o deputado Herculano Passos, presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Turismo; o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade; o presidente do Conselho de Turismo da Confederação Nacional do Comércio, Alexandre Sampaio, que representou as entidades do setor de turismo.

 Cerimônia de transmissão de cargo do Ministério do Turismo


Veja também:

10/01/2019
A JMIC - Conselho da Indústria de Eventos inicia 2019 com uma nova Carta, Constituição e Presidente
Em Assembleia no final de 2018, o JMIC promoveram uma série de mudanças em sua estrutura e elegeu seu novo presidente, Kai Hattendorf, CEO da UFI.
21/12/2018
Turismo de observação de baleias é restabelecido em Santa Catarina
Portaria normatiza o turismo embarcado na Área de Proteção Ambiental da Baleia Franca como atividade recreativa e educativa.
13/12/2018
Governo edita MP que autoriza empresas aéreas a terem 100% de capital estrangeiro
Limite adotado anteriormente era de 20% do total que poderia ser ocupado por companhias de fora do país.
06/12/2018
Vinícius Lummertz na Secretaria de Turismo de São Paulo: repercussões
Edmilson Romão, presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens – ABAV-SP, está confiante.
Newsletter
Receba as novidades