Canais
Políticas do Turismo
publicado em 27 de abril de 2020 - 22h29

Medida Provisória que institui Nova Embratur é aprovada na Câmara

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou, nesta segunda-feira (27), com alterações, a MP 907, assinada pelo presidente Jair Bolsonaro no final do ano passado, que transforma a Embratur em agência.

Da Redação
 Deputado Newton Cardoso

A MP ainda aumenta o Imposto de Renda cobrado em remessas de dinheiro ao Exterior de 6% para até 15,5% em 2024. Entre outros destaques, o texto também prorroga a isenção do imposto de renda retido na fonte (IRRF) para pagamentos de leasing de aeronaves e motores da aviação comercial. A Medida Provisória ainda precisa ser analisada pelo Senado.

Confira texto completo que foi aprovado no link abaixo:

MP 907

Mudanças na MP: Devido à grande diversidade de emendas sobre a cobrança de direitos autorais pela execução de obras literárias, artísticas ou científicas, o relator decidiu, no âmbito de um acordo com os partidos, deixar o tema para a Medida Provisória 948/20, que trata do cancelamento e renegociação de reservas e eventos no setor de turismo.

Quanto às fontes de receita da agência Embratur, em vez de uma delas vir do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), passará a vir de 4% da arrecadação do Serviço Social do Comércio (Sesc) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).



Veja também:

26/05/2020
Bolsonaro sanciona Nova Embratur e veta incentivos fiscais para setor do turismo
Ao todo, cinco pontos do projeto foram vetados, como esses que tratam de incentivos fiscais e outros sobre composição e financiamento da Embratur.
25/05/2020
Bolsonaro sanciona Nova Embratur e veta incentivos fiscais para setor de turismo
O presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei que cria a "Nova Embratur", com vetos a incentivos fiscais voltados para o setor do turismo. A norma sancionada deixou de fora o trecho que zerava, a partir de 2021, o imposto de renda devido por empresas aéreas em virtude de contratos de leasing de aeronaves e motores, e também o artigo que garantia a redução para 6% até 2024 do imposto de renda sobre valores remetidos ao exterior para gastos pessoais de brasileiros em viagens internacionais.
22/05/2020
Taxa de Serviços Turísticos municipal é declarada inconstitucional
Em ação proposta pela UNEDESTINOS, lei municipal foi julgada ilegítima pelo Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.
20/05/2020
Em nota técnica, SENACON esclarece real responsabilidade solidária do agenciamento e seu direito à remuneração
Esta é uma vitória para todo o setor de agenciamento que entra para a história da ABAV.
Newsletter
Receba as novidades