Canais
Políticas do Turismo
publicado em 22 de julho de 2019 - 22h42

Secretaria Estadual de Turismo regulamenta redução do ICMS para empresas aéreas

Resolução conjunta publicada nesta sexta-feira (19) visa aumentar para pelo menos 490 o número de partidas semanais em São Paulo.

Da Redação

A Secretaria Estadual de Turismo, em conjunto com a Secretaria Estadual de Logística e Transportes, publicaram no Diário Oficial desta sexta-feira (19) a resolução conjunta que regulamenta o benefício da redução do ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias) para as empresas aéreas. Proposta pelo governador João Dória e já aprovada pela Assembleia Legislativa de São Paulo, a medida prevê a redução do ICMS de 25% para 12% sobre o combustível de aviação.

A desoneração tributária será compensada pelas contrapartidas geradas pela ampliação dos serviços oferecidos pelas companhias. Sendo assim, será formado um fundo de R$ 40 milhões para custear ações de marketing com o objetivo de incentivar que os visitantes ampliem os dias de permanência em São Paulo.

O regulamento prevê ainda que as empresas operem voos para novas cidades paulistas e elevem para pelo menos 490 o número de partidas semanais no Estado de São Paulo, com destino a 38 municípios em 21 Estados.

A ação é parte do Programa São Paulo pra Todos, que visa a ampliação da malha aérea no Estado a partir de diversos aeroportos paulistas. As companhias têm 180 dias para implementar as medidas e também criar seis novos destinos dentro Estado, aumentando a oferta para destinos de todo o País.

“Com o programa e outras iniciativas, como campanhas promocionais para atrair mais turistas de fora e para estimular os paulistas a conhecerem melhor seu estado, vamos elevar cada vez mais os nossos índices. Ou seja, mais emprego e renda para São Paulo”, diz o secretário de Turismo do Estado de São Paulo, Vinícius Lummertz.

Redução do ICMS

O corte na alíquota que incide sobre o querosene de aviação comercializado em São Paulo é reivindicação antiga das companhias aéreas. Segundo estudos do setor, o preço do combustível representa em torno de 40% do custo operacional total das empresas. O anúncio, feito em fevereiro deste ano, agitou o mercado, e mesmo antes do Projeto de Lei ser aprovado na Assembleia Legislativa, LATAM, GOL e ZUL anunciaram a ampliação de seus voos.

Com a nova alíquota, a arrecadação prevista para 2019 sobre a comercialização de querosene aéreo cairá de R$ 627 milhões para R$ 422 milhões, mas a compensação total – direta, indireta, induzida e catalisada – representa uma previsão de ao menos R$ 316 milhões. A estimativa é que 59 mil empregos sejam gerados nos próximos 18 meses a partir da desoneração, com previsão de R$ 1,4 bilhão em salários anualmente.

Fonte: assessoria

Veja também:

12/10/2019
Nova cota potencializa turismo de compras em Foz do Iguaçu
Cota de compras terrestres de US$ 500 (R$ 2.050,00), anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro, vai potencializar ainda mais o turismo de compras na fronteira trinacional.
01/10/2019
Foz do Iguaçu quer ser o destino mais visitado por turistas estrangeiros no Brasil
A proposta foi defendida durante a 3ª Conferência Municipal de Turismo. Esta e outras sugestões estarão no plano de turismo da próxima década.
23/09/2019
Deputados defendem legalização dos jogos para aumentar a arrecadação tributária
Momento atual é mais favorável à aprovação da matéria porque o governo atravessa uma crise econômica e de falta de empregos.
21/08/2019
Governo de SP anuncia serviço de stopover da Gol Linhas Aéreas nos aeroportos paulistas
Passageiros que fizerem conexão em Congonhas, Guarulhos ou Viracopos podem ficar até duas noites na cidade sem custo adicional.
Newsletter
Receba as novidades