Canais
Políticas do Turismo
publicado em 03 de junho de 2021 - 12h 3

Selo Turismo Responsável completa 1 ano e atende à demanda do novo perfil de turista no pós-pandemia

Iniciativa, pioneira no mundo em protocolos de biossegurança, é essencial para a retomada segura das atividades e atende aos anseios de um turista mais consciente

Da Redação

O Selo “Turismo Responsável, Limpo e Seguro” do Ministério do Turismo completa um ano nesta semana. A iniciativa brasileira, desenvolvida em resposta à pandemia de Covid-19, esteve entre as primeiras a serem implementadas em todo o mundo no âmbito de protocolos de biossegurança. Até agora,de acordo com dados divulgados pelo Mtur 28.172 empreendimentos e guias de turismo de todo o país assumiram o compromisso de adotar ações que protejam turistas e trabalhadores do setor contra a Covid-19 durante suas atividades.

Uma das fortes tendências do turismo pós-pandemia é a busca por destinos e empreendimentos que adotem protocolos sanitários de proteção contra a Covid-19. Uma pesquisa recente realizada pela plataforma de reservas Booking.com, por exemplo, aponta que 89% dos entrevistados preferem escolher hospedagens que prezam pela limpeza.

Para o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, o levantamento confirma a tendência de um novo perfil de turista mais consciente, que se preocupada com os protocolos que estão sendo seguidos pelos prestadores de serviços turísticos. “Foi pensando nisso que o Ministério do Turismo lançou o Selo Turismo Responsável. Ele evidencia o nosso compromisso em apoiar o setor de turismo brasileiro a se adequar à nova realidade e garantir que a retomada das atividades ocorra de forma gradual e segura", destacou o ministro.

A pesquisa mostra ainda que mais da metade dos entrevistados (54%) pretende viajar para destinos nacionais e 86% veem a culinária local como um dos principais chamarizes para o turismo, assim como belas praias (85%). O levantamento ouviu 47,7 mil pessoas no mundo todo e cerca de 2.000 delas no Brasil.

A partir da pandemia, bares, restaurantes, hotéis, parques, enfim, todos os estabelecimentos e serviços turísticos serão analisados pelos visitantes de acordo com os protocolos que estão sendo aplicados no local. Portanto, é essencial aderir ao Selo, adotar as medidas de prevenção exigidas e dar essa garantia de segurança ao turista e aos trabalhadores", reforçou o secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, William França.

Veja também:

08/06/2021
Medidas emergenciais garantidas até a completa vacinação da população adulta
Em reunião no Planalto, Sebrae e CACB apresentaram ao Governo Federal agenda em prol da sobrevivência dos pequenos negócios e retomada da economia
03/06/2021
Governo Federal sanciona Pronampe, 20% deste total (dos R$ 5 bilhões) devem ser destinados ao setor de eventos
Valor pode subir para R$ 25 bilhões com apoio de bancos públicos e privados
01/06/2021
ABEAR e IATA debatem certificado digital de vacinação em Audiência Pública na Câmara
A Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) e a Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA, na sigla em inglês) debateram dia 14 de maio, em Audiência Pública na Câmara dos Deputados, o Projeto de Lei 1.158/2021, de autoria do deputado federal Geninho Zuliani (DEM-SP), que propõe a criação do passaporte sanitário de Covid-19.
29/05/2021
MTur autoriza suspensão de pagamentos por até 8 meses de financiamentos do Fungetur
Pasta também permite estender a carência para começar a pagar a amortização, além de ampliar os valores disponíveis a empreendimentos turísticos
Newsletter
Receba as novidades