Canais
Políticas do Turismo
publicado em 18 de novembro de 2020 - 17h26

Setor de turismo celebra 54 anos da Embratur e anuncia Brasil como sede de um dos quatro escritório da OMT no mundo

No final da tarde de ontem (17.11), em cerimônia concorrida no Palácio Planalto, com a presença do presidente Jair Bolsonaro e sua esposa, Michele Bolsonaro, do chefe da Casa Civil, general Braga Neto, do presidente da Embratur, Gílson Machado e do presidente dos Correios, General Floriano Peixoto, a Embratur - Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo comemorou seus 54 anos, com lançamento de um selo postal personalizado e do carimbo comemorativo da data.

Da Redação
 Lançamento selo 54 anos Embratur - Gabinete presidente  Jair Bolsonaro

No final da tarde de ontem (17.11), em cerimônia concorrida no Palácio Planalto, com a presença do presidente Jair Bolsonaro e sua esposa, Michele Bolsonaro, do chefe da Casa Civil, general Braga Neto, do presidente da Embratur, Gílson Machado e do presidente dos Correios, General Floriano Peixoto, a Embratur - Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo comemorou seus 54 anos, com lançamento de um selo postal personalizado e do carimbo comemorativo da data.

Agradecendo a presença da cúpula do governo federal e dos ministros das Comunicações, Fábio Faria, da Cidadania, Onix Lorenzoni, da Secretaria-Geral da Presidência, Jorge Oliveira, da Educação, Milton Ribeiro, e da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, além de seis congressistas, Gilson Machado Neto, abriu sua fala destacando a presença do diretor-geral da OMT, Zurab Pololikashvili e seu encontro no dia anterior com o Presidente da República:

Na imprensa em geral não se falou nisso, mas a maior autoridade de turismo do mundo está no Brasil e se disse encantado com o que viu em nosso país e anunciou ter escolhido o Brasil para receber um dos quatro escritórios no mundo da Organização Mundial do Turismo (OMT). O escritório da organização no Brasil será o primeiro na América Latina e terá como objetivo principal desenvolver o turismo no continente”, disse Gilson Machado citando o Rio de Janeiro, Brasília e Manaus como possíveis sedes para o escritório da OMT.

Ainda de acordo com o presidente da Embratur, o Brasil tem muitos desafios e entraves, mas tem no turismo um enorme potencial econômico, que pode se tornar do tamanho do agronegócio. “Quero dar boas noticias. O Brasil é o país com o maior potencial no período pós pandemia, e de acordo com ministério do Turismo, já temos a volta de 88% do fluxo de turistas internos recuperados. As Cias aéreas já voltaram com cerca de 80% de suas operações e, na segunda feira, recebi um telefonema do presidente da Royal Caribbean International dizendo que voltará operar no Brasil”. Gilson Machado também anunciou uma nova coordenação da Embratur para o Turismo de inclusão, uma vez que esse segmento merece ter programas especiais como acontece no mundo todo.

Entre as autoridades presentes, representando o setor de hotelaria brasileiro, Manoel Cardoso Linhares, presidente da ABIH Nacional – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, acompanhado do atual presidente da ABIH-DF, Henrique Severian, e de Adriana Pinto, ex-presidente da entidade na capital federal, também prestigiaram o evento.

 Manoel Linhares, presidente da Embratur e Gilson Machado Neto, presidente da Embratur

Segundo Linhares, o redirecionamento que o governo do presidente Bolsonaro vem dando à Embratur será fundamental nesse momento da retomada das atividades no setor: “Conversei pessoalmente com o presidente durante uma hora antes do evento e fiquei muito satisfeito com que ouvi. O presidente Jair Bolsonaro reconhece o potencial do turismo e disse que não medirá esforços para incentivá-lo, principalmente através da Embratur que no seu governo passou a ter sua atuação focada na divulgação de nossos destinos. Parafraseando o presidente da Embratur, acredito que o turismo tem o potencial de contribuir para a economia nacional no mesmo nível do agronegócio”, afirmou o presidente da ABIH Nacional.

Fonte: Assessoria

Veja também:

02/09/2020
Senado confirma programa de créditos com R$ 5 bi para reduzir impacto da pandemia no setor de turismo
Os senadores aprovaram em votação simbólica nesta quarta-feira (2) a medida provisória (MP) que reservou R$ 5 bilhões para socorrer o setor de turismo, como forma de reduzir os impactos causados pelo novo coronavírus. A MPV 963/2020, que abriu o crédito extraordinário no Orçamento deste ano, segue agora para promulgação.
01/09/2020
Câmara aprova MP que destina R$ 5 bilhões para empréstimos ao setor do turismo na pandemia
A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (1º) a Medida Provisória 963/20, que libera R$ 5 bilhões para minimizar os impactos do novo coronavírus no setor de turismo. O texto, que segue para o Senado, determina que os recursos serão destinados a empréstimos para financiar a infraestrutura turística nacional.
25/08/2020
Bolsonaro sanciona lei que desobriga reembolso se houver remarcação de evento
Em ato publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira (25), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sancionou, com um veto, a lei aprovada pelo Congresso Nacional que desobriga empresas do setor de turismo e cultura de reembolsar consumidores quando eventos cancelados pela pandemia do novo coronavírus forem remarcados ou for disponibilizado crédito para abatimento da compra em outros serviços.
30/07/2020
Câmara aprova MP 948
A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (29) o texto-base de uma medida provisória que dispensa empresas do setor cultural e de turismo — em razão da pandemia do coronavírus — de reembolsar clientes por cancelamento ou adiamento de serviços, eventos e reservas, desde que assegurem a remarcação do que foi contratado pelo cliente.
Newsletter
Receba as novidades