Canais
Políticas do Turismo
publicado em 10 de junho de 2020 - 23h54

Setor de turismo pede urgência na prorrogação da suspensão do contrato de trabalho

A prorrogação da MP 936 será fundamental para a manutenção dos empregos e sobrevivência do setor.

Da Redação

Vinte entidades do setor de turismo enviaram ofício aos senadores, em especial ao Senador Vanderlan Cardoso, relator da Medida Provisória 936, para que seja aprovada a medida ainda nessa quarta-feira. O turismo é o mais afetado pela crise e a prorrogação da MP 936 será fundamental para a manutenção dos empregos e a sobrevivência do setor.

O Senado Federal deverá votar a medida nessa quarta-feira, 10/6. Caso seja votada como está, o texto irá para sanção presidencial. Com isso, o Ministério da Economia poderá emitir decreto concedendo aumento de prazo ao setor do turismo por pelo menos 180 dias, uma vez que a retomada da atividade será lenta e depende de vários fatores, como o retorno de malha aérea, o controle da pandemia e a confiança do consumidor para voltar a viajar.

Assinam conjuntamente o ofício as seguintes entidades: ABAV Nacional, Abeoc, ABIH, Abracorp, Adibra, Adit Brasil, Air Tkt, Abrape, Aviesp, Avirrp, Braztoa, BLTA, Clia, FBHA, Fohb, Resorts Brasil, Sindepat, Sindiprom, Ubrafe e Unedestinos.

Fonte: assessoria

Veja também:

02/09/2020
Senado confirma programa de créditos com R$ 5 bi para reduzir impacto da pandemia no setor de turismo
Os senadores aprovaram em votação simbólica nesta quarta-feira (2) a medida provisória (MP) que reservou R$ 5 bilhões para socorrer o setor de turismo, como forma de reduzir os impactos causados pelo novo coronavírus. A MPV 963/2020, que abriu o crédito extraordinário no Orçamento deste ano, segue agora para promulgação.
01/09/2020
Câmara aprova MP que destina R$ 5 bilhões para empréstimos ao setor do turismo na pandemia
A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (1º) a Medida Provisória 963/20, que libera R$ 5 bilhões para minimizar os impactos do novo coronavírus no setor de turismo. O texto, que segue para o Senado, determina que os recursos serão destinados a empréstimos para financiar a infraestrutura turística nacional.
25/08/2020
Bolsonaro sanciona lei que desobriga reembolso se houver remarcação de evento
Em ato publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira (25), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sancionou, com um veto, a lei aprovada pelo Congresso Nacional que desobriga empresas do setor de turismo e cultura de reembolsar consumidores quando eventos cancelados pela pandemia do novo coronavírus forem remarcados ou for disponibilizado crédito para abatimento da compra em outros serviços.
30/07/2020
Câmara aprova MP 948
A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (29) o texto-base de uma medida provisória que dispensa empresas do setor cultural e de turismo — em razão da pandemia do coronavírus — de reembolsar clientes por cancelamento ou adiamento de serviços, eventos e reservas, desde que assegurem a remarcação do que foi contratado pelo cliente.
Newsletter
Receba as novidades