Canais
Políticas do Turismo
publicado em 16 de abril de 2020 -  0h 3

Travelex Bank isenta tarifas para agências de turismo

Iniciativa válida para todo mês de abril mira suporte a agências de turismo e intercâmbio afetadas pela pandemia do coronavírus.

Da Redação

O Travelex Bank, banco especializado em câmbio do Grupo Travelex Confidence, isentou as tarifas de fechamento de câmbio para agências de turismo e de intercâmbio. A medida é válida para todo o mês de abril e busca dar suporte às empresas parceiras que sofreram com a onda de cancelamentos de viagens em meio à pandemia do coronavírus.

"As agências já tinham a maior parte dos valores de reservas, passeios e demais serviços dos pacotes pagos a seus fornecedores no exterior. Com os cancelamentos, elas precisam receber esses valores de volta e devolver para seus clientes em reais. Tudo isso envolve um custo que estamos zerando para trazer alívio a nossos parceiros nesse momento delicado", afirma Paulo Marcos, diretor comercial do Travelex Bank.

De acordo com dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), a pandemia do Covid-19 gerou um impacto de cerca de 84% nas receitas do setor de turismo, com uma perda estimada apenas no mês de março de R$ 14 bilhões.

A isenção de tarifas de fechamentos de câmbio é válida tanto para recebimentos como também para envios durante o período. Forte aliado da cadeia de turismo, o Grupo Travelex Confidence conta com uma rede de mais de 300 agências de turismo e de intercâmbio parceiras espalhadas por todo o País.

Fonte: assessoria

Veja também:

26/05/2020
Bolsonaro sanciona Nova Embratur e veta incentivos fiscais para setor do turismo
Ao todo, cinco pontos do projeto foram vetados, como esses que tratam de incentivos fiscais e outros sobre composição e financiamento da Embratur.
25/05/2020
Bolsonaro sanciona Nova Embratur e veta incentivos fiscais para setor de turismo
O presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei que cria a "Nova Embratur", com vetos a incentivos fiscais voltados para o setor do turismo. A norma sancionada deixou de fora o trecho que zerava, a partir de 2021, o imposto de renda devido por empresas aéreas em virtude de contratos de leasing de aeronaves e motores, e também o artigo que garantia a redução para 6% até 2024 do imposto de renda sobre valores remetidos ao exterior para gastos pessoais de brasileiros em viagens internacionais.
22/05/2020
Taxa de Serviços Turísticos municipal é declarada inconstitucional
Em ação proposta pela UNEDESTINOS, lei municipal foi julgada ilegítima pelo Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.
20/05/2020
Em nota técnica, SENACON esclarece real responsabilidade solidária do agenciamento e seu direito à remuneração
Esta é uma vitória para todo o setor de agenciamento que entra para a história da ABAV.
Newsletter
Receba as novidades