Canais
Políticas do Turismo
publicado em 31 de agosto de 2017 - 16h 0

Projetos de privatização do Anhembi e da SPTuris já estão na Câmara

Em 2016, a SPTuris, que administra o Anhembi, teve prejuízo de R$ 68 milhões.

Da Redação

O prefeito de São Paulo, João Doria, encaminhou à Câmara Municipal, na segunda-feira (28), o projeto de privatização do complexo do Anhembi e da São Paulo Turismo (SPTuris, empresa oficial de turismo e eventos da capital).

A medida faz parte do pacote de privatizações e concessões de Doria, que contempla a concessão do Estádio do Pacaembu e a venda do autódromo de Interlagos, além de mercados, parques e sacolões municipais.

Apesar de ser uma empresa de capital aberto, 97% das ações da SPTuris são da Prefeitura. Ela administra o Anhembi e o Autódromo de Interlagos, organiza eventos que ocorrem nestes pontos (como o carnaval e shows musicais) e em outros locais, como o réveillon na Paulista. De acordo com o seu próprio portal de transparência, a empresa teve um prejuízo de R$ 68 milhões em 2016.

A ideia é que a empresa que arrematar a São Paulo Turismo -que tem cerca de 450 funcionários e receita anual de R$ 250 milhões- possa não apenas explorar as atividades, mas optar inclusive pela mudança de perfil do Anhembi, voltado hoje para feiras de negócios, desfiles de Carnaval e shows.

O complexo Anhembi possui 400 mil m², divididos entre Sambódromo, Pavilhão de Exposições e Palácio das Convenções, além de um estacionamento com capacidade para 6,5 mil vagas. O espaço recebe 3,5 milhões de pessoas em cerca de 150 eventos anuais.

Os próximos projetos que serão encaminhados à Casa incluem a concessão de cemitérios e serviços funerários. Até o final da gestão Doria, a Prefeitura estima arrecadar R$ 7 bilhões com os planos de concessões e privatizações.

Considerando que a Câmara Municipal aprovou nesta quarta-feira (30) a concessão do complexo do Pacaembu para a iniciativa privada com 42 votos favoráveis e 12 contrários, pode-se prever um caminho suave e rápido para o pacote de privatizações e concessões de Doria.

Fonte: Assessoria

Veja também:

12/10/2019
Nova cota potencializa turismo de compras em Foz do Iguaçu
Cota de compras terrestres de US$ 500 (R$ 2.050,00), anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro, vai potencializar ainda mais o turismo de compras na fronteira trinacional.
01/10/2019
Foz do Iguaçu quer ser o destino mais visitado por turistas estrangeiros no Brasil
A proposta foi defendida durante a 3ª Conferência Municipal de Turismo. Esta e outras sugestões estarão no plano de turismo da próxima década.
23/09/2019
Deputados defendem legalização dos jogos para aumentar a arrecadação tributária
Momento atual é mais favorável à aprovação da matéria porque o governo atravessa uma crise econômica e de falta de empregos.
21/08/2019
Governo de SP anuncia serviço de stopover da Gol Linhas Aéreas nos aeroportos paulistas
Passageiros que fizerem conexão em Congonhas, Guarulhos ou Viracopos podem ficar até duas noites na cidade sem custo adicional.
Newsletter
Receba as novidades