Canais
SXSW2018
publicado em 13 de março de 2018 - 23h 9

Day Three: a busca pelo app de US$1 mi e uma manhã repleta de lendas da indústria da música

O SXSW é um fantástico celeiro de novidades, com excentricidades saltando à sua vista, por onde quer que você olhe. Mas é também um negócio bastante lucrativo. Em busca da glória, dúzias de startups estão na cidade atrás de seus benfeitores. Muitas estão na pauta oficial do festival; porém existe um ecossistema bem paramentado “correndo por fora”.

Da Redação

Por Sandro Vieira*

Direto do SXSW,(South by Southwest), o mais badalado festival de inovação do momento realizado em Austin, nos Estados Unidos, Sandro Vieira, CCO da Markup nos conta tudo o que tem vivido e presenciado durante o festival que esta reunindo mais de 400 mil pessoas e que em 2018 bateu recorde de participantes brasileiros. Confira seus insights a cada dia do evento.

                                                          DAY THREE

O SXSW é um fantástico celeiro de novidades, com excentricidades saltando à sua vista, por onde quer que você olhe. Mas é também um negócio bastante lucrativo.

Em busca da glória, dúzias de startups estão na cidade atrás de seus benfeitores. Muitas estão na pauta oficial do festival; porém existe um ecossistema bem paramentado “correndo por fora”.

Com a profusão de ideias e a perspectiva de ser o próximo Twitter – lançado para o mundo aqui mesmo em Austin, em 2007 –, empresas constituídas e jovens desenvolvedores, sem distinção de idade ou de ideia, vêm a Austin atrás do tão sonhado contrato.

A verdade é que é quase impossível adivinhar qual vai ser o próximo aplicativo de milhões de dólares. Entretanto, eles estão por todos os cantos e querem te mostrar a qualquer custo o que podem fazer.

Prova disso é o fato de que muitas “incubadoras” (que são uma espécie de investidor/coworking que bancam em um mesmo espaço várias operações enquanto elas não dão lucro, e claro, esperam ter uma parte desse lucro quando alguma dessas startups emplacar um hit) estão operando de modo independente na cidade e recrutando quem tem alguma ideia ou projeto e não teve voz no evento oficial, o SXSW Acelerator Pitch Event.

 Sandro Vieira é CCO da Mark Up

Tem de tudo e pra todo gosto, mas fato, os programadores estão de olho basicamente em aplicativos móveis e o foco pesado está nos games, tanto para computadores quanto para celulares.

Com o meio da semana chegando, o festival muda de cara e deixa a inovação de lado para celebrar sua vocação original, a música. A quarta-feira começou com um painel histórico com o lendário Lyor Cohen, referência no mundo da música, que responde por nomes como Beastie Boys e RUN-DMC. Sua relevância é tamanha que, mesmo em meio a controvérsias sobre quem é de fato o pai do estilo, todos concordam que, sem ele, talvez não existisse o hip hop como conhecemos.

Lyor é também o fundador da antológica gravadora Def Jam e foi quem “reinventou” a gravadora Warner Music, que estava fadada ao fracasso com o advento da internet. Foi muito inspirador, pois o cara é a história da música em pessoa.

A manhã terminou com um livestream de uma entrevista com Nile Rodgers, que produziu Madonna, David Bowie, Duran Duran, fez Get Lucky com o Pharrell Williams... isso tudo depois de ser gênio no Chic (a banda onde tudo começou pra ele). Sim, deu pra perder o ar!

*Sandro Vieira é CCO da Mark Up, agência referência em brand experience afiliada à internacional Jack Morton.

Notícias Relacionadas

16/03/2018
Day Four: maior delegação brasileira da história, novas perspectivas e a certeza de que 2019 será ‘louco’
Durante meus dias em Austin, conversando com novos frequentadores e velhos conhecidos da casa, pude perceber como o SXSW tem apostado em seu próprio crescimento. Com isso, passou de um festival com foco exclusivamente na música para um evento plural em todos os aspectos e com múltiplos objetivos no que diz respeito à criatividade – seja ela aplicada ao mundo dos negócios, seja para o mundo do entretenimento.
13/03/2018
SXSW 2018 – Day Two: Elon Musk, filme inédito de Spielberg e virtualização
Nós brasileiros temos uma “quase” incurável síndrome de vira-lata e ignoramos que certos “costumes” são universais. Alguém falou a palavra superfaturamento? Olha só: Elon Musk, o cara que manda na Tesla e no espetacular projeto SpaceX, recebeu uma imensa audiência de curiosos para uma sessão de perguntas e respostas no Austin Convention Center, como parte da programação do SXSW 2018.
12/03/2018
SXSW 2018 – Day One: Clima geek, preocupação com o bem-estar, IA e startups por todo lado
Participar do SXSW, um dos maiores festivais de inovação do mundo que acontece em Austin, no Texas, desde 1987, tem sido uma experiência inspiradora. A ideia é aproveitar o evento para entender todas as inovações e tendências que estão sendo apresentadas por aqui e aplicar tudo isso em nosso dia a dia.

Veja também:

18/03/2018
Avantgarde São Paulo destaca o melhor do SXSW 2018
Inspiração e conexão. Essas são as palavras que a Avantgarde São Paulo, agência de comunicação global focada em proporcionar experiências entre marcas e consumidores, aposta para futuro.
13/03/2018
Blues Idea participa do SXSW 2018, em Austin, no Texas (EUA)
Agência de Campinas, vencedora do prêmio Profissionais do Ano, vai em busca de inovações
13/03/2018
Hypeness e Google realizam parceria inédita e inovadora para cobertura do SXSW 2018
Site do grupo Webedia tem equipe alocada em Austin, capital do Texas (EUA), para cobrir um dos maiores festivais De inovação do mundo; conteúdo está nos canais oficiais do Hypeness e no novo formato AMP Stories, do Google
11/03/2018
SXSW2018 - A desigualdade é nossa criptonita
Para a gente aqui da Hub Brasil, o SXSW 2018 começou bem animado.
Newsletter
Receba as novidades