Canais
Sustentabilidade
publicado em 03 de março de 2021 -  0h14

O que inovação tem a ver com diversidade e inclusão?

Vivemos tempos de mudança e empoderamento de classes sociais menos favorecidas até então. No entanto, cada vez mais vemos o combate ao preconceito contra pessoas com diferenças do chamado “padrão social”. E o que essa diversidade e inclusão têm a ver com inovação nas corporações?

Da Redação

Por Ronaldo Ferreira Júnior*

 Ronaldo Ferreira Junior
Vivemos tempos de mudança e empoderamento de classes sociais menos favorecidas até então. No entanto, cada vez mais vemos o combate ao preconceito contra pessoas com diferenças do chamado “padrão social”. E o que essa diversidade e inclusão têm a ver com inovação nas corporações?

Para criar um time completo, é necessário haver habilidades diferentes e, especialmente, experiências, inclusive de vida, também diferentes. Isso porque experiências de vida trazem mais “jogo de cintura” para dentro da empresa – o que é extremamente considerável em tempos de dificuldade, como este que estamos vivendo, em plena pandemia do novo coronavírus.

Esse é um dos motivos pelos quais diversidade e inclusão são, sim, sinônimos de “inovação” nos tempos atuais. Pobres, negros, a comunidade LGBTQIA+, pessoas de outras localidades que não do grande centro corporativo que é o estado de São Paulo e outros devem fazer parte do time em uma cultura de inclusão social, pois as experiências de vida deles, além da competência profissional, conta pontos para as corporações.

Essas pessoas, comumente, enfrentaram (e ainda enfrentam) muito mais dificuldades em suas vidas do que os hoje chamados “privilegiados” – brancos, heterossexuais, de classe média-alta. E, durante um período conturbado para as empresas como este, são essas pessoas que podem se destacar e inovar, gerindo crises e criando oportunidades, como criaram em suas próprias vidas até aqui.

A tendência corporativa é cada vez mais a inclusão e diversidade nas equipes. Porque as empresas estão aprendendo que boas experiências de vida contam, às vezes, mais do que a própria experiência profissional – o que se aprende na vida não se aprende em nenhuma empresa, e características como resiliência, empatia e paciência são as mais difíceis de se encontrar.

Agora vá em frente e inove você também, por meio da diversidade e inclusão!

*Ronaldo Ferreira Júnior é conselheiro da Ampro–Associação das Agências de Live Marketing, CEO da um.a #diversidadeCriativa – empresa especializada em eventos, campanhas de incentivo e trade, e sócio-fundador com a Pearson Educacional do programa de capacitação MDI – Mestre Diversidade Inclusiva – uma@nbpress.com.

Sobre a um.a

Fundada em 1996, a um.a #diversidadeCriativaestá entre as mais estruturadas agências de live marketing do Brasil, especializada em eventos, incentivos e trade. Entre seus principais clientes estão Anbima, Atento, Bristol,B3, Citi, Carrefour, Corteva, Cielo, Motorola, Nextel, Mapfre, Pandora, Sanofi, Sumup, Tigre, Via Varejo, Visa e Motorola entre outras. Ao longo de sua história, ganhou mais de 40“jacarés”do Prêmio Caio, um dos mais importantes da área de eventos.

Veja também:

09/12/2020
Iberostar define metas para alcançar neutralidade nas emissões de carbono até 2030
A empresa visa compensar o equivalente a 75% de suas emissões por meio de soluções de carbono azul
18/11/2020
Meliá conquista Selo de Direitos Humanos e Diversidade junto à prefeitura de SP
Reconhecimento foi obtido devido ao programa "Eu Também Sou Meliá", que promove a inclusão de jovens parentes dos colaboradores do grupo.
05/06/2020
Projeto arquitetônico de Gustavo Penna vence concurso para construção de memorial em Brumadinho
Espaço irá honrar memória das pessoas que tiveram suas vidas interrompidas pelo desastre, estimulando o convívio entre a comunidade.
07/03/2020
Gramado Summit anuncia bandeira sustentável e firma parceria com a Greenpeace
Evento de inovação sediado na Serra Gaúcha anuncia ações ecológicas para a edição de 2020.
Newsletter
Receba as novidades