Canais
Entidades
publicado em 16 de outubro de 2018 -  2h34

54% dos profissionais de vendas e marketing acreditam que as condições da economia pioraram

Pesquisa ADVB/FIPE aponta queda na confiança na economia brasileira e aumento do pessimismo no 2º trimestre.

Da Redação

A Sondagem de Confiança e Expectativa dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil, realizada em parceria pela ADVB (Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil) com apoio técnico da FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), referente ao segundo trimestre de 2018, aponta que houve queda na confiança na economia brasileira e aumento do pessimismo dos profissionais de vendas e marketing em comparação ao primeiro trimestre.

Para 53,9% dos entrevistados, as condições da economia brasileira pioraram ou pioraram muito no segundo trimestre – na pesquisa anterior esse percentual era de 18,7%. Para 29,7% as condições não se alteraram e 16,4% afirmaram que o cenário melhorou /melhorou muito. No primeiro trimestre, 27,1% disseram que não se alteraram e para 54,2% melhoraram ou melhoram muito.

Em relação ao futuro dos negócios, os profissionais ainda se mostram otimistas, embora os percentuais tenham caído significativamente entre um período e outro: no primeiro trimestre, 61,9% estavam com esperança de melhora no setor de atuação, agora apenas 36,9% estão otimistas.

O estudo tem como objetivos avaliar a opinião de ocupantes de cargos de vendas e marketing, bem como de outras áreas estratégicas de empresas e outras organizações, com respeito à situação atual e expectativa de evolução da economia, setores e empresas; avaliar a expectativa dos agentes em relação ao comportamento das vendas e da verba de marketing disponibilizada pelas suas respectivas empresas; Identificar áreas prioritárias para pautar as próximas atividades da entidade.

Segundo a sondagem, 47,5% dos profissionais estão otimistas em relação à empresa em que atuam, contra 68,1% na última pesquisa. Quanto ao setor de atuação da empresa, as condições pioraram/pioraram muito para 37,6% dos profissionais, contra 23,5% da pesquisa anterior. E sobre o andamento dos negócios, 36,4% dos participantes também apontaram piora.

A respeito das expectativas em relação ao futuro da economia do país, 38,8% se mostraram pessimistas ou muito pessimistas, 32,5% se mostraram neutros e 28,7% estavam otimistas ou muito otimistas. No estudo anterior, 16,9% afirmaram pessimismo, 25,6% estavam neutros e 57,6% se mostraram otimistas ou muito otimistas.

Ainda, o estudo revelou que 71,6% dos profissionais esperam um incremento no valor das vendas nos 12 meses seguintes à pesquisa, e 35,7% têm perspectiva de aumento na verba destinada ao marketing.

Fonte: assessoria

Veja também:

18/09/2019
Presidente da ABAV-SP mostra como economizar 30% em viagens de férias
A Associação Brasileira de Agências de Viagens de São Paulo (ABAV-SP) destaca a importância do planejamento para a redução de custos nos passeios.
12/09/2019
ABAV Expo lança ingressos para Black Friday de Viagens
Ação inédita promove vendas de pacotes nacionais e internacionais, com descontos entre 5% e 50%, vendidos por agências de viagens associadas à ABAV.
12/09/2019
Oficina de Projetos busca atrair mais visitantes a Guarujá
Iniciativa é conduzida pela Aquarius Consulting, com apoio da Unedestinos e da Aceg.
12/09/2019
Com ponte aérea, AZUL reforça presença no corporativo e na Abracorp
Os temas discutidos foram dos mais variados, desde estratégias de distribuição, projetos de incremento de malha à renovação de frota.
Newsletter
Receba as novidades