Canais
Tendências e Estudos
publicado em 15 de maio de 2018 -  0h44

Aeroportos registram dois milhões de passageiros a mais em 2018

No total, foram 53,3 milhões transportados no trimestre contra 51,4 milhões no ano passado.

Da Redação

Os três primeiros meses de 2018 apresentaram um crescimento acumulado de 3,71% na movimentação de passageiros do setor aéreo brasileiro. Os embarques e desembarques domésticos e internacionais somados representam quase dois milhões a mais de passageiros, de janeiro a março deste ano, em relação ao 1º trimestre de 2017. No total, foram 53,3 milhões transportados no trimestre contra 51,4 milhões no ano passado.

“Essa reação do setor aéreo se reflete diretamente no turismo. O mercado ganha com mais brasileiros viajando e a economia do turismo cresce com entrada de turistas do exterior. A promoção do Brasil lá fora e ações positivas, como a facilitação de visto eletrônico para mercados estratégicos resultaram no aumento de passageiros vindos do exterior”, destacou o ministro do Turismo, Vinícius Lummertz.

Segundo dados do Ministério dos Transportes, fevereiro foi o mês que apresentou o melhor desempenho com a maior variação positiva do trimestre, de 5,55%. A alta de janeiro foi de 3,96% e a de março ficou em 1,76%, na comparação com o ano passado. O crescimento do mercado doméstico no período foi de 3%. Já o fluxo de viajantes estrangeiros foi ainda mais positivo, de 14%.

O levantamento nos 15 aeroportos brasileiros mais movimentados mostra que a maior variação positiva de passageiros domésticos foi no aeroporto de Recife, com 13,1%; passando de 1,75 milhão de embarques e desembarques para 1,96 milhão. No aeroporto de Guarulhos (SP) o crescimento foi de 11,0%, de 5,72 milhões para 6,34 milhões.

O aeroporto de Belo Horizonte, em Confins (MG), que teve um aumento de 3,9% no fluxo doméstico, disparou na movimentação de estrangeiros com um crescimento de 111,6% no trimestre, em relação ao ano passado. Foram cerca de 160,3 mil viajantes internacionais embarcados e desembarcados, contra 75,7 mil registrados em 2017. Curitiba (PR) também mais do que dobrou o fluxo de passageiros internacionais, de 11 mil no ano passado para 22,6 mil de janeiro a março de 2018.

No fluxo internacional também apresentaram bom desempenho os aeroportos de Recife (69,8%), Natal (31,0%), Porto Alegre (29,7%), Salvador (26,5%), Campinas (19,1%), Galeão (16,7%), Brasília (15%), Fortaleza (13%) e Guarulhos (7,0%).

Florianópolis em alta

Pelo terceiro mês consecutivo, os visitantes internacionais se destacaram e chegaram a 39.963, representando um crescimento de 50% em relação ao mesmo período do ano anterior no aeroporto Hercílio Luz. O total de passageiros foi de 324.438 em março deste ano. Em fevereiro, foram 338.155 embarques e desembarques. O crescimento foi de 5% em relação ao mesmo mês de 2017 com 321.147 passageiros. A alta se deve, especialmente, aos passageiros internacionais que cresceram 30%, pulando de 50 mil, em fevereiro do ano passado para 65 mil em fevereiro deste ano. Em janeiro de 2018 foram 438.164 mil passageiros. O número representa um crescimento de 10% em relação ao mesmo período de 2017. Deste total, 16% dos passageiros foram internacionais e 84% oriundos de voos domésticos.

Fonte: Assessoria

Veja também:

15/02/2019
80,9% dos profissionais de vendas e marketing estão otimistas com futuro da economia
Pesquisa ADVB/FIPE do 4º trimestre de 2018 destaca melhora expressiva da confiança em relação à economia brasileira e ao setor econômico, além do otimismo com as condições futuras da empresa e do setor de atuação.
14/02/2019
FOHB e FGV-CELOG apresentam estudo pioneiro e inédito sobre hotelaria e economia brasileira
Trata-se da primeira publicação brasileira abordando o assunto e foi elaborado durante todo o ano de 2018.
12/01/2019
Destaque na CES 2019, assistentes virtuais mudarão relações de consumo e estratégias de vendas e marketing
Marcelo Trevisani, CMO da CI&T, afirma que em um futuro não muito distante conversaremos muito com nossas máquinas e a voz vai nos salvar dos celulares.
16/10/2018
54% dos profissionais de vendas e marketing acreditam que as condições da economia pioraram
Pesquisa ADVB/FIPE aponta queda na confiança na economia brasileira e aumento do pessimismo no 2º trimestre.
Newsletter
Receba as novidades