Canais
Tendências e Estudos
publicado em 24 de setembro de 2018 - 16h46

Avanços na tecnologia digital oferecem vantagens aos aeroportos

Novo relatório da Arthur D. Little destaca necessidade de colocar a transformação digital como prioridade estratégica para reduzir custos.

Da Redação

O aumento do tráfego aéreo em escala global, das restrições quanto à infraestrutura e as maiores expectativas dos viajantes têm gerado um novo desafio para os aeroportos: como fazer o melhor uso das instalações atuais e gerar valor para todas as partes interessadas. Neste verão, a Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) alertou que é cada vez maior o número de aeroportos que não têm capacidade de gerenciar todos os voos que as companhias aéreas desejam oferecer. Além disso, considerando que se espera que o número global de passageiros duplique nos próximos 20 anos, os aeroportos estão enfrentando uma pressão crescente para se adaptarem a um novo ambiente [1].

Diante deste cenário, a Amadeus solicitou à Arthur D. Little que avaliasse o potencial das tecnologias digitais no ambiente aeroportuário. O estudo destaca não só como as novas tecnologias ajudarão os aeroportos a melhorar sua eficiência e reduzir os custos, mas também como a adoção do conceito de transformação digital permitirá responder às cada vez maiores expectativas dos viajantes, companhias aéreas e partes interessadas.

O relatório também identifica uma série de barreiras ao investimento digital, como a falta de clareza estratégica para a transformação digital, a falta de colaboração entre aeroportos e companhias aéreas, e os problemas que podem surgir por pessoas que não estão familiarizadas com o uso de ferramentas digitais em ambientes aeroportuários.

O relatório define três grupos de tecnologias em que os aeroportos provavelmente irão se centrar:

- Tecnologias facilitadoras essenciais, como big data e tecnologia na nuvem.

- Integração e automatização de processos, como a Internet das Coisas, tecnologias mobile e sistemas de energia inteligentes.

- Tecnologias emergentes, como modelagem virtual e blockchain.

John Jarrell, Head of Airport IT Amadeus, disse: “Diante das maiores expectativas de viajantes, companhias aéreas e acionistas, os aeroportos precisam otimizar sua infraestrutura existente, melhorar a eficiência e garantir que sua proposta agregue valor para todas as partes interessadas. Este relatório mostra que a tecnologia digital está permitindo atingir esses objetivos. O caminho para a transformação digital dos aeroportos pode ter obstáculos, mas todos os aeroportos que participaram neste estudo já tinham começado sua evolução digital - em maior ou menor medida - e reconhecem que os esforços para a transformação digital podem dar suporte para mudanças significativas”.

Russell Pell, sócio-diretor da Arthur D. Little, explicou: “Este relatório destaca o verdadeiro potencial transformador da tecnologia digital para os aeroportos, oferecendo vantagens concretas que vão muito além da redução de custos. Embora um grande número de aeroportos tenha começado a utilizar ferramentas digitais para agilizar o processamento de passageiros, aeroportos de todos os tamanhos precisam superar uma série de barreiras culturais e de organização que impedem a mudança, além de estabelecer um compromisso contínuo com a transformação digital”.

A Arthur D. Little entrevistou Diretores Seniores em mais de 15 aeroportos de grande relevância em todo o mundo para elaborar o estudo, que inclui também as opiniões de vários especialistas da indústria.

Para fazer download do relatório, acesse aqui.

Fonte: assessoria

Veja também:

24/06/2019
Lei de Proteção de Dados é foco de debate na ISC Brasil
Lei deve entrar em vigor em fevereiro do próximo ano. Tema contará com palestra no dia 26 durante o Congresso ISC e também terá espaço na programação da Infosecurity.
14/06/2019
Presidente da ABAV-SP comemora crescimento do Turismo Nacional
Hoje (13 de junho) é celebrado o Dia do Turista.
10/06/2019
Estudo apresentado pela ABA no ENA 2019 demonstra a fortaleza das mídias tradicionais.
As mídias Televisão, Impressa e Rádio, revela estudo da Thinkbox apresentado no evento, são as que proporcionam maior resultado a curto, médio e longo prazos.
08/03/2019
InFOHB apresenta dados de desempenho das redes de hotelaria associadas
Na 138º edição do InFOHB foram analisados os resultados de hotelaria do mês de janeiro de 2019.
Newsletter
Receba as novidades