Canais
Pesquisa
publicado em 01 de outubro de 2018 - 23h21

Confira o relatório 133 do InFOHB

No mês de agosto, os resultados consolidados registraram acréscimos nos três indicadores.

Da Redação

O FHB apresentou ontem a 133ª Edição do InFOHB – informativo desenvolvido mensalmente pelo FOHB – que exibe e analisa os resultados estatísticos da hotelaria no país. Esta edição traz os dados de desempenho de agosto de 2018 em comparação ao mesmo período de 2017. A análise contou com amostra de 467 hotéis de redes associadas, responsáveis pela oferta de 73.047 unidades habitacionais (UHs).

No mês de agosto, os resultados consolidados registraram acréscimos nos três indicadores, sendo: 8,2% na taxa de ocupação; 1,5% na diária média; e 9,9% no RevPAR.

Na performance por região, a taxa de ocupação revelou leva queda no Nordeste (-0,2%), mas incrementos em todas as restantes: 7,4% no Sul; 9,4% no Sudeste; 9% no Centro-Oeste; e 16,3% no Norte. Na diária média, houve queda apenas no Sul (-2,7%), mas aumentos em todas as outras: 0,5% no Norte; 1,8% no Centro-Oeste; 2,1% no Sudeste; e 4,8% no Nordeste. Por fim, o RevPAR revelou resultados positivos em todas as regiões: 4,5% no Sul; 4,6% no Nordeste; 11% no Centro-Oeste; 11,7% no Sudeste; e 16,9% no Norte.

Na análise de desempenho por categoria hoteleira, resultados positivos em todas as categorias. Na taxa de ocupação, aumentos de 7,9% no Econômico, 8% no Midscale e 9,5% no Upscale. Na diária média, acréscimos de 0,8% no Econômico, 1% no Midscale e 2,7% no Upscale. No RevPAR, incrementos de 8,8% no Econômico, 9,1% no Midscale e 12,4% no Upscale.


ACUMULADO DO ANO

Janeiro a Agosto de 2018

Para o acumulado de janeiro a agosto, o InFOHB considera para o estudo 422 hotéis das redes associadas, responsáveis por 66.534 unidades habitacionais (UHs). Nos resultados consolidados em comparação com 2017, incrementos nos três indicadores: 5,9% na taxa de ocupação; 1,6% na diária média; e 7,6% no RevPAR.

Quanto à análise por região, a taxa de ocupação registrou acréscimos em todas as regiões, variando entre 4% no Sul e 21,1% no Norte. Para a diária média, somente a região Norte expressou variação negativa, com queda de -2,7% em relação a 2017. As demais regiões oscilaram positivamente entre 0,4% no Sudeste e 4,8% no Nordeste. Já no RevPAR, variações positivas em todas as regiões: 4,4% no Sul; 7,5% no Sudeste; 9,2% no Centro-Oeste; 10,3% no Nordeste; e 17,8% no Norte.

Na análise de desempenho por categoria hoteleira, resultados positivos em todas as categorias. Na taxa de ocupação, aumentos de 4,5% no Econômico, 1,4% no Midscale e 6% no Upscale. Na diária média, acréscimos de 7,7% no Econômico, 0,8% no Midscale e 8,6% no Upscale. No RevPAR, incrementos de 5,3% no Econômico, 3,1% no Midscale e 8,6% no Upscale.


Fonte: assessoria

Veja também:

13/08/2019
Quem é o turista estrangeiro que visitou o Rio em julho de 2019?
Pesquisa foi realizada em parceria da Associação dos Embaixadores de Turismo do Rio de Janeiro e do Portal Consultoria em Turismo, entre 5 a 25 de julho de 2019.
09/08/2019
Os CMOS podem tomar a frente à medida que os negócios se transformam?
As pressões de curto prazo continuam, mas os profissionais de marketing estão mudando o foco para fazer a transformação digital acontecer.
17/07/2019
FOHB divulga sua Pesquisa de Canais de Distribuição
O estudo traz estatísticas e resultados relevantes para análise do cenário hoteleiro no Brasil.
12/07/2019
Pesquisa da CWT revela que 71% dos viajantes corporativos são favoráveis às inovações na área
Em uma viagem a negócios, os três dispositivos mais importantes são os telefones celulares (81%), computadores (52%) e carregadores portáteis de bateria (41%).
Newsletter
Receba as novidades