Canais
Tendências e Estudos
publicado em 14 de agosto de 2018 - 12h 5

Conheça o Índice Confiança Digital (ICD)

O ICD busca ilustrar a perspectiva do brasileiro em relação à tecnologia ao longo do tempo, frente a diversas variáveis externas, como mudanças políticas, sociais, econômicas, ambientais ou mesmo tecnológicas.

Da Redação

O Índice Confiança Digital procura, ainda, padrões de comportamento entre grupos de segmento como idade, sexo, região ou renda. É uma pesquisa contínua cujo os resultados serão publicados semestralmente comparando a variação do indicador com desempenhos de mercado, além de mapear qualitativamente os possíveis fatores que levaram a essa variação.

Entre seus objetivos destaca-se:

- Criar um indicador que demonstre a relação do brasileiro com a tecnologia.

- Acompanhar a variação deste indicador ao longo do tempo e buscar possíveis causas externas (política, economia, crimes digitais, social, ambiental entre outros).

- Identificar variações e similaridades comportamentais de determinados grupos.

- Buscar relação do ICD com outros indicadores de desempenho do mercado.

Highlights dos resultados


Fonte: assessoria

Veja também:

08/03/2019
InFOHB apresenta dados de desempenho das redes de hotelaria associadas
Na 138º edição do InFOHB foram analisados os resultados de hotelaria do mês de janeiro de 2019.
15/02/2019
80,9% dos profissionais de vendas e marketing estão otimistas com futuro da economia
Pesquisa ADVB/FIPE do 4º trimestre de 2018 destaca melhora expressiva da confiança em relação à economia brasileira e ao setor econômico, além do otimismo com as condições futuras da empresa e do setor de atuação.
14/02/2019
FOHB e FGV-CELOG apresentam estudo pioneiro e inédito sobre hotelaria e economia brasileira
Trata-se da primeira publicação brasileira abordando o assunto e foi elaborado durante todo o ano de 2018.
12/01/2019
Destaque na CES 2019, assistentes virtuais mudarão relações de consumo e estratégias de vendas e marketing
Marcelo Trevisani, CMO da CI&T, afirma que em um futuro não muito distante conversaremos muito com nossas máquinas e a voz vai nos salvar dos celulares.
Newsletter
Receba as novidades