Canais
Pesquisa
publicado em 26 de julho de 2018 -  2h27

FOHB apresenta resultados de junho 2018

Os resultados consolidados registraram acréscimos de 4,7% na taxa de ocupação; 1,7% na diária média; e 6,6% no RevPAR.

Da Redação

Apresentamos a 131ª Edição do InFOHB – informativo desenvolvido mensalmente pelo FOHB – que exibe e analisa os resultados estatísticos da hotelaria no país. Esta edição traz os dados de desempenho de junho de 2018 em comparação ao mesmo período de 2017. A análise contou com amostra de 448 hotéis de redes associadas, responsáveis pela oferta de 70.157 unidades habitacionais (UHs).

No mês de junho, os resultados consolidados registraram acréscimos nos três indicadores, sendo: 4,7% na taxa de ocupação; 1,7% na diária média; e 6,6% no RevPAR.

Na performance por região, a taxa de ocupação revelou incrementos em todas elas: 3,1% no Sudeste; 3,2% no Sul; 7,7% no Nordeste; 8,5% no Centro-Oeste e 24,3% no Norte. Na diária média, houve queda apenas no Sul (-1,1%), mas aumento em todas as outras: 1% no Norte; 1,7% no Sudeste; 6% no Nordeste; e 6,5% no Centro-Oeste. Por fim, o RevPAR revelou resultados positivos em todas as regiões: 2% no Sul; 4,8% no Sudeste; 14,2% no Nordeste; 15,5% no Centro-Oeste; e 25,5% no Norte.

Na análise de desempenho por categoria hoteleira, resultados positivos em todas as categorias. Na taxa de ocupação, aumentos de 3,2% no Econômico, 6,7% no Midscale e 4,2% no Upscale. Na diária média, acréscimos de 2% no Econômico, 1,3% no Midscale e 1,7% no Upscale. No RevPAR, incrementos de 5,3% no Econômico, 8,1% no Midscale e 6% no Upscale.

ACUMULADO DO ANO - JANEIRO A JUNHO DE 2018

Analisando o primeiro semestre do ano, o InFOHB considera para o estudo 425 hotéis das redes associadas, responsáveis por 67.053 unidades habitacionais (UHs). Nos resultados consolidados em comparação com 2017, incrementos nos três indicadores: 5,8% na taxa de ocupação; 1,2% na diária média; e 7,1% no RevPAR.

Quanto à análise por região, a taxa de ocupação registrou acréscimos em todas as regiões, variando entre 3,9% no Sul e 21,9% no Norte. Para a diária média, somente a região Norte expressou variação negativa, com queda de -5,6% em relação a 2017. As demais regiões oscilaram positivamente entre 0,8% no Sudeste e 4,3% no Nordeste. Já no RevPAR, variações positivas em todas as regiões: 4,8% no Sul; 6,3% no Sudeste; 9,5% no Centro-Oeste; 12,1% no Nordeste; e 15,1% no Norte.

Na análise de desempenho por categoria hoteleira, resultados positivos em todas as categorias. Na taxa de ocupação, aumentos de 4,4% no Econômico, 7,8% no Midscale e 4,8% no Upscale. Na diária média, acréscimos de 1,2% no Econômico, 0,3% no Midscale e 2,9% no Upscale. No RevPAR, incrementos de 5,7% no Econômico, 8,2% no Midscale e 7,9% no Upscale.


Fonte: Assessoria

Veja também:

12/01/2019
Tendências futuras dos eventos
A jornalista Lauren Arena, da Biz Events Asia, resumiu as conclusões do estudo realizado pela PCMA e a Marriott Internacional que descreve cinco macrotendências que vão impactar a indústria de eventos de maneira significativa nos próximos anos, com alto potencial de mudar a face da indústria.
11/01/2019
Rio já tem 62% dos quartos reservados para o Carnaval
Centro é a região mais procurada para hospedagens, segundo o SindHotéis Rio.
10/01/2019
Mini Meeting em alta no segmento corporativo
Aumento de 30% é condizente com resultado da pesquisa "O Mercado de Eventos" da Revista Eventos. Segundo Mateus Passos, 95% dos clientes já adotaram a estratégia.
18/12/2018
Associadas à BRAZTOA acreditam que 2019 será um ano de crescimento
Um ano otimista e de muito trabalho. Isso é o que mostra a pesquisa feita pela BRAZTOA com suas associadas, responsáveis por cerca de 90% das viagens de lazer comercializadas no Brasil.
Newsletter
Receba as novidades