Canais
Tendências e Estudos
publicado em 26 de setembro de 2018 - 13h10

Pesquisa de vendas da Abracorp mostra crescimento de 11,9% no 2º trimestre

Movimentação foi processada, medida e apurada pelo BI- Inteligência de Dados Abracorp.

Da Redação

A Abracorp – Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas divulga relatório consolidado das vendas das TMCs associadas, referentes ao 2º trimestre de 1018, na comparação com o mesmo período de 2017. Movimentação foi processada, medida e apurada pelo BI- Inteligência de Dados Abracorp, que confere ao documento elevado grau de precisão e confiabilidade. No cômputo geral, verificou-se um crescimento de 11,9% nos valores de vendas, em reais, considerando os 16 itens avaliados. O volume saltou de R$ 2.228.779.250 para R$ 2.495.870.814.

Entre os destaques, a hotelaria. O segmento nacional cresceu 20,8% (de R$ 340.277.133 para R$ 411.124.205), na comparação entre os trimestres. Já o internacional evoluiu 23,1% (de R$ 77.917.929 para R$ 95.934.913). O aéreo nacional subiu 1,8% (de R$ 837.678.492 para R$ 852.742.440). E o internacional alcançou 9,0% (de R$ 687.777.127 para R$ 749.887.870).

Enquanto a locação nacional teve crescimento de 13,5% (de R$ 32.974.181 para R$ 37.440.832), a internacional despencou 32,5% (caiu de R$ 4.453.636 para R$ 3.002.886). Discrepância parecida se deu no segmento de transfer. O nacional cresceu 117,7% (de R$ 2.952.215 para R$ 6.428.873). Já o internacional recuou 59,6% (de R$ 2.971.065 para R$ 1.198.337). Outro resultado expressivo foi do seguro viagem nacional, que cresceu 554,4% - saltou de R$ 1.348.952 para R$ 8.628.639. Mas o internacional caiu 9,0% (de R$ 997.772 para 907.362).

Cruzeiros marítimos em alta. O segmento nacional cresceu 487,1% (de R$ 304.713 para R$ 1.789.065); enquanto o internacional avançou 96,6% (de R$ 106.818 para 210.071). O segmento de pacotes nacional subiu 52,9% (de R$ 14.226.911 para R$ 21.755.724). No internacional, crescimento ficou em 9,8% (de R$ 2.895.363 para R$ 3.180.156). O conjunto dos chamados ‘demais serviços’, no plano nacional, avançou 33,9% (de R$ 179.825.126). Já no internacional, caiu 4,4% (de R$ 15.685.906 para R$ 14.984.949).

Outros recortes

No segmento aéreo nacional, destaque para o resultado de vendas da Azul e Gol (cresceram, respectivamente, 12,1% e 5,7%, na comparação dos trimestres). No aéreo internacional, a Avianca cresceu 23,8%; a American Airlines evoluiu 15,3%; a Gol 13,7% e a LATAM 0,6%.

Na hotelaria nacional, a Accor cresceu 27.5%; a Atlantica 22,7%; a Blue Tree Hotels 41,1% e Grand Hyatt 59,7% em volume de vendas. A tarifa média mais baixa é do BHG (R$ 196) e a mais alta do Grand Hyatt (R$ 481). O índice médio Abracorp ficou em R$ 225.

Na locação nacional, liderança da Localiza na comparação dos trimestres: subiu 38,1% em vendas. Já a Movida sofreu retração de 17.7%.

A partir do dia 1º de outubro os dados detalhados estarão disponíveis na página Estatísticas do website.

Segue link para download do PDF.

Fonte: assessoria

Veja também:

24/06/2019
Lei de Proteção de Dados é foco de debate na ISC Brasil
Lei deve entrar em vigor em fevereiro do próximo ano. Tema contará com palestra no dia 26 durante o Congresso ISC e também terá espaço na programação da Infosecurity.
14/06/2019
Presidente da ABAV-SP comemora crescimento do Turismo Nacional
Hoje (13 de junho) é celebrado o Dia do Turista.
10/06/2019
Estudo apresentado pela ABA no ENA 2019 demonstra a fortaleza das mídias tradicionais.
As mídias Televisão, Impressa e Rádio, revela estudo da Thinkbox apresentado no evento, são as que proporcionam maior resultado a curto, médio e longo prazos.
08/03/2019
InFOHB apresenta dados de desempenho das redes de hotelaria associadas
Na 138º edição do InFOHB foram analisados os resultados de hotelaria do mês de janeiro de 2019.
Newsletter
Receba as novidades