Canais
Tendências e Estudos
publicado em 15 de janeiro de 2018 - 23h28

Resultados do turismo internacional em 2017: os mais altos em sete anos

Incremento em 2017 foi de cerca de 7%, bem superior à tendência sustentável e constante de 4% registrada desde 2010.

Da Redação

As chegadas de turistas internacionais registraram um notável aumento de 7% em 2017, alcançando um total de 1.322 milhões, segundo o último Barômetro OMT do Turismo Mundial. As previsões apontam que este forte impulso se manterá em 2018, com um ritmo entre 4 e 5%.

A partir dos dados comunicados pelos destinos de todo mundo, se estima que as chegadas de turistas internacionais (visitantes que pernoitam) em todo o mundo se incrementaram cerca de 7% em 2017. É uma taxa muito superior à tendência sustentável e constante de 4% ou mais que se havia registrado desde 2010 e representa o melhor resultado em sete anos.

Liderada pelos destinos do Mediterrâneo, a Europa obteve resultados extraordinários para uma região tão grande e mais madura, registrando um crescimento de 8% de chegadas internacionais que em 2016. África consolidou sua posição de 2016 com um crescimento de 8%. A região da Ásia e Pacifico registrou crescimento de 6%, Oriente Médio de 5% e as Américas de 3%.

O ano 2017 se caracterizou por um crescimento sustentável em muitos destinos e a firme recuperação dos destinos que sofreram queda em anos passados. Os resultados se devem em parte à recuperação econômica e à forte demanda de numerosos mercados emissores tradicionais e emergentes, assim como, em particular, a retomada do gasto turístico no Brasil e na Rússia, depois de vários anos de queda.

“As viagens internacionais seguem crescendo com força, consolidando o setor turístico como um motor chave do desenvolvimento econômico. Como terceiro setor exportador do mundo, o turismo é essencial para a criação de emprego e prosperidade das comunidades de todo o mundo”, disse o secretário geral da OMT, Zurab Pololikashvili. “No entanto, uma vez que continuamos crescendo, devemos estreitar a colaboração para assegurarmos que esse crescimento beneficie a todos os membros de todas as comunidades receptoras e que seja um crescimento conforme os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU”, ponderou.

O crescimento continuará em 2018

As previsões indicam que este forte impulso atual se manterá em 2018, ainda que num ritmo mais sustentável depois de oito anos de expansão constante, depois da crise econômica de 2009. Baseando-se nas tendências atuais, as perspectivas econômicas e a previsão do Grupo de Expertos da OMT, a Organização antecipa que as chegadas de turistas internacionais no mundo crescerão a um ritmo de 4% a 5% em 2018. É uma taxa ligeiramente superior aos 3,8% de crescimento médio previsto pela OMT para o período 2010/2020 em seu informe Tourism Towards 2030, uma previsão de longo prazo. Se antecipa que a Europa e as Américas crescerão entre 3,5% e 4,5%, Ásia e o Pacífico entre5% e 6%, África entre 5% e 7% e Oriente Médio entre 4% e 6%.

Os resultados de 2017 por regiões da OMT

As Américas (+3%) receberam 207 milhões de chegadas de turistas internacionais em 2017, havendo desfrutado de resultados positivos quase todos os destinos. América do Sul (+7%) liderou o crescimento, seguida da América Central e Caribe (ambas +4%), havendo mostrado esta última claros sinais de recuperação depois dos furacões Irma e Maria. Na América do Norte (+2%), os bons resultados do México e Canadá contrastam com a queda dos Estados Unidos, o maior destino da região.

As chegadas de turistas internacionais na Europa alcançaram 671 milhões em 2017, registrando-se um notável crescimento de 8% depois de um 2016 comparativamente mais débil. O crescimento foi impulsado pelos extraordinários resultados da Europa Meridional e Mediterrânea (+13%). A Europa Ocidental (+7%), a Europa Setentrional e a Europa Central e do Este (ambas +5%)também registraram crescimento sólido.

A região da Ásia e o Pacifico (+6%) contabilizou 324 milhões de chegadas de turistas internacionais em 2017. As chegadas à Ásia Meridional cresceram 10%, o Sudeste Asiático 8% e a Oceania 7%. As chegadas no Noroeste Asiático se incrementam 3%.

A partir dos dados disponíveis para África, foi estimando um crescimento em 2017 de 8%. A região consolidou a retomada de 2016 e alcançou um recorde de 62 milhões de chegadas internacionais. O Norte da África experimentou uma clara recuperação, incrementando-se as chegadas em 13%, enquanto as chegadas na África Subsaariana cresceram 5%.

Oriente Médio (+5) recebeu 58 milhões de chegadas de turistas internacionais em 2017, com um crescimento sustentável em alguns destinos e uma forte recuperação em outros.

Nota: todos os resultados que figuram nesta notícia estão baseados em dados preliminares fornecidos pelos diversos destinos mundiais e em estimativas que a OMT fez dos dados que faltaram. A OMT seguirá compilando informações para apresentar um informe mais exaustivo por países no Barômetro OMT do Turismo Mundial do mês de abril. Os resultados para África e Oriente Médio devem ser lidos com cautela, posto que se baseiam em limitados dados que se dispõem até o momento.

Fonte: Assessoria

Veja também:

26/05/2018
Gastos de estrangeiros no Brasil crescem 19,6% em abril
No primeiro quadrimestre, os visitantes de fora injetaram US$ 2,43 bilhões, aumento de 7,52% na comparação com o mesmo período do ano passado.
19/05/2018
Turismo internacional: 9 em cada 10 turistas aprovam viagem ao Brasil
Resultado faz parte de pesquisa encomendada pelo Ministério do Turismo com mais de 35 mil visitantes internacionais em 2017.
19/05/2018
Amadeus revela avanço das agências de viagens nos canais digitais
As agências de viagens estão se organizando internamente, a começar pela estruturação dos mailings, CRMs e websites.
15/05/2018
Aeroportos registram dois milhões de passageiros a mais em 2018
No total, foram 53,3 milhões transportados no trimestre contra 51,4 milhões no ano passado.
Newsletter
Receba as novidades