20
novembro
2015

O Turismo na agenda econômica

escrito por
         

Como bem afirmou o presidente e CEO do World Travel & Tourism Council (WTTC), David Scowsill nesta semana, durante o Fall Board Meeting em Washington, EUA, “países que decidem investir coordenadamente no desenvolvimento do setor de Viagens & Turismo são aqueles considerados os mais bem-sucedidos em maximizar o potencial econômico e social da indústria turística”. De fato, só no Brasil o turismo movimenta 52 segmentos da cadeia produtiva, tem condições de faturar mais de R$ 200 bilhões/ano e gerar 7,5 milhões de empregos. Só em eventos, da qual a Eventpool/Brasil é integrante com agentes operadores em 18 estados, o país gera 590 mil eventos, conforme o II Dimensionamento Econômico da Indústria de Eventos (2013).

Para David Scowsill, “o turismo é responsável por guiar o crescimento econômico, responsável pela criação de empregos e sustenta grandes investimentos por todo o planeta. O setor é responsável por cerca de 10% do PIB mundial e tem o poder de sustentar um a cada 11 postos de trabalho no mundo. Para ele, muitos governantes, porém, ainda não adotaram uma aproximação necessária para a maximizar o potencial deste setor. Os governos precisam colocar o setor de Viagens & Turismo integrado na agenda econômica nacional e coordenar o desenvolvimento do setor público e privado ligado ao segmento", concluiu. Estudos do WTTC mostram, também, que certos governos precisam adotar estratégias para desenvolver ainda mais o segmento turístico, e acredita que os países que já receberam e encorajaram o investimento do setor privado nos planos estratégicos políticos, são aqueles que planejarão de forma certa o crescimento futuro da economia e a formulação de políticas voltadas para o setor. "Para diversos líderes do mercado, o ponto inicial é reconhecer que nosso setor é um ponto-chave no desenvolvimento econômico de qualquer país", finalizou o CEO do WTTC.

Arquivos
Buscar nos Blogs
O que deseja procurar?
Escritores
Newsletter
Receba as novidades