DIVERSIDADE CRIATIVA
Ronaldo Ferreira Júnior
O final feliz vem depois que você fez o seu trabalho
Viola Davis
22
abril
2021

O poder de inclusão das imagens

Todos nós sabemos que uma imagem vale mais do que mil palavras. E em uma agência de live marketing ou de comunicação, as imagens podem ser ainda mais poderosas. Por isso, nossos Diretores de Arte (DA´s) estão sempre presentes e atuantes em todo o processo de criação, desde a concepção da ideia até a interpretação, desenho ou foto das soluções desenvolvidas para os nossos clientes.

Mesmo porque, pensar num conceito visual de uma campanha ou evento hoje em dia, vai além das qualidades técnicas e criativas aprendidas em uma universidade. E a percepção de como a comunicação será transmitida através de símbolos, que são os signos encontrados em estudos de semiótica, é apenas um dos fatores acadêmicos que devemos considerar.

Cada vez mais, ganham importância as nossas percepções sobre a realidade que nos cerca. Nossas reações, ditadas pela cultura organizacional da época em que vivemos, das dores reais que sentimos, das necessidades e dos desejos das diferentes pessoas que habitam o nosso mundo, seja ele o trabalho, entre amigos ou na sociedade. Porque as imagens criadas a partir desta conexão com a realidade, sem vieses ou filtros, têm o verdadeiro poder de conexão com as pessoas e assim acelerar transformações e ditar as tendências de comportamento que podem criar um futuro mais igual e melhor para as pessoas e consequentemente para os negócios.

 O poder das imagens
“O público, que hoje é abastecido com inúmeros estímulos e distrações, apesar de viver em suas bolhas, tem acesso a todo e qualquer tipo de informação. Um jovem que nasceu em uma cidade pequena no interior do Norte do Brasil, por exemplo, pode ter acesso a uma cultura longínqua como a japonesa, conhecendo bem o universo e até mesmo a língua daquele país. Por isso, é preciso estar ligado não somente aos detalhes do layout que estamos produzindo, mas aos detalhes de quem irá consumir essa criação. “Deus mora nos detalhes”, afirma Diego Molina, um dos gestores do time de DA´s da um.a.

“Precisamos conhecer as pessoas e a cultura do tempo que vivemos – este é só um passo importante, mas é só um dos lados do processo. Devemos também entender, como a empresa ou marca quer ser reconhecida no mercado através de seu posicionamento social: se ela quer continuar sendo vista como uma companhia que explora o antigo visual conhecido na publicidade até os anos 80 e 90 como a "família convencional", ou se prefere adotar o que já é tendência mundial e atual, como a inclusão das minorias, mostrando que sua marca ou produto é para todos, e que todos são bem-vindos e potenciais consumidores.” reforça, Daverson Marcel (Dadá), que em dupla com o Diego, lidera o time criativo da um.a.

 O poder das imagens
Segundo Diego Molina, “Através da imagem, uma empresa se mostra para o mundo. Tendo isso em vista, o processo de curadoria de imagem para expressar visualmente uma ideia é um processo que deve necessariamente levar em consideração a inclusão. A imagem pode ser uma poderosa possibilidade de inclusão e visibilidade de todas as pessoas ou grupos – de trazer para a comunicação corporativa uma maior conexão com as pessoas reais que frequentam o mundo. Nossas imagens têm o poder de dar visibilidade às pessoas. E isso é muito valioso, pois ser invisível na mídia é um sentimento amargo, e ainda experimentado por diversos grupos sociais minorizados.”

Claro que esta consciência deve ser fruto de um esforço coletivo de toda a empresa. É um trabalho de informação, vivência e aprendizado sobre diversidade e inclusão, que a companhia precisa começar "de dentro pra fora”, quando o primeiro esforço de inclusão acontece com os colaboradores, para depois desaguar em boa influência com os parceiros, os clientes e o mercado.

Dadá acrescenta que “Um bom exemplo que mostra essa nova realidade vem da Pixar, que acabou de disponibilizar dois curtas-metragens em seu canal do YouTube e os lançou simultaneamente na Disney+. Chamados "Flutuar" e "Vento”, os vídeos incentivam a discussão sobre a representação asiática, e posicionam o estúdio contra crimes de ódio nos EUA. Esse tipo de atitude corporativa mostra como as empresas podem dar o exemplo e ajudar na busca por uma sociedade mais inclusiva e justa, na qual nós acreditamos”.

Então, enquanto profissionais da área de criação, podemos agir de forma afirmativa e liderar o processo de transformação a partir de nosso ambiente de trabalho, nosso mercado, nossos clientes e suas marcas. Vamos juntos?

Sobre a www.uma.ag

Fundada em 1996, a um.a #diversidadeCriativa está entre as mais estruturadas agências de live marketing do Brasil, especializada em eventos, incentivos e trade. Entre seus principais clientes estão Anbima, Atento, BMG, Bristol, B3, Carrefour, Corteva, Cielo, Motorola, Mapfre, Pandora, Sanofi, Tigre, Via Varejo, e Visa entre outras. Ao longo de sua história, ganhou mais de 40 “jacarés” do Prêmio Caio, um dos mais importantes da área de eventos.

Informações à Imprensa

NB Press Comunicação

Tel.: 55 11 3254 6464 l 55 11 98213-9517 l 55 11 99937-3715

E-mail: uma@nbpress.com

Arquivos
Buscar nos Blogs
O que deseja procurar?
Escritores
Newsletter
Receba as novidades