Diversidade e Turismo
Bayard Boiteux
"Turismo é aprender a conhecer outras culturas, respeitá-las e sobretudo fazer de cada morador um aliado no desenvolvimento turistico"
Bayard Boiteux
30
setembro
2019

Os impactos positivos e negativos do Rock in Rio

escrito por Bayard Boiteux

Hoje,quero conversar com vocês  sobre os impactos positivos e negativos do Rock in Rio


O Rock in Rio entrou sem dúvida alguma,para o calendário da cidade maravilhosa e sua organização interna vem se aprimorando nos últimos anos e levando uma imagem positiva do Rio,como capital de grandes eventos.Em 2019,segundo a Associação dos Embaixadores de Turismo do RJ devem circular pelo Parque Olimpico nas duas semanas de evento,aproximadamente 500 mil pessoas,das quais 45./. é oriunda do Rio e municípios adjacentes e o restante vem de outros Estados brasileiros e sobretudo do Mercosul.Verificou-se um incremento,mesmo que pequeno na ocupação hoteleira e na circulação pelos atrativos turísticos.Ele acarreta ,por outro lado,uma utilização efetiva das instalações construídas para as Olimpiadas e inclusive fez uso do Parque dos Atletas,que estava completamente abandonado para estacionamento dos carros do aplicativo Uber.Tomara que como contrapartida devolvam o mesmo totalmente recuperado e que a Prefeitura volte a se ocupar do mesmo,com a presença pelo menos de guardas municipais.

Há também uma divulgação nacional e internacional das atrações do festival de Rock que ajudam num posicionamento mercadológico do Rio,em mercados emissores de forma espontânea.No fundo,ele se junta a grandes eventos como o Art Rio ,CASACOR 2019 para um calendário que possa melhorar o problema da sazonalidade ,que hoje ainda traz problemas para o Rio.

No entanto,temos que avaliar os impactos que o mesmo traz ,para a população anfitriã,sobretudo aquela que vive nos lindos condomínios da Abelardo Bueno e adjacências ,como a Aroazes,a Queiroz Junior ,entre outras.Apesar de um adesivo para os moradores que tem carro,a vida daqueles que ali moram se transforma num calvário.Nos dias do evento( e são duas semanas de um evento privado),não podem receber convidados em suas casas,a parada do brt Centro Olimpico fica com horário restrito,impedindo quie os moradores se utilizem de um dos poucos transportes públicos da região,inclusive em seus deslocamento para o trabalho e causando transtornos para todos os que trabalham nos mais de 12 condominios com infraestrutura de lazer e segurança ,meios de hospedagem,restaurantes ,lojas,para citar apenas alguns prestadores de serviço.Como se depreende do exposto moradores ficam ,de certa forma,assim como aqueles que ali prestam serviço sem seu direito de ir e vir .

Outro problema grave é a quantidade enorme de ambulantes ,que se concentra nos arredores sem nem uma ação do Poder Publico,para buscar uma solução para disciplinar tal comercio.O terminal Olimpico onde os ônibus chegam virou ,devo confessar um amontoado de vendedores e de pessoas disputando espaço em horários de entrada e saída dos shows.O esquema de utilização do espaço geográfico não mereceu um estudo mais aprimorado,levando moradores a gastarem mais de uma hora para chegarem em suas residências.

Num evento de tal porte,que traz uma receita para a cidade mas também expressiva para seus organizadores,é ´preciso avaliar o horário dos shows ,cujo som atravessa o parque e entra em algumas residências no chamado horário do silencio e que a limpeza dos logradouros públicos em todo o entorno seja feita com mais assiduidade e afinco.É sempre bom lembrar que os moradores não tem nenhuma contrapartida nos ingressos do RIR,como por exemplo um desconto ou ainda uma melhoria no entorno,já que hoje são as próprias associações de moradores da área que cuidam da segurança e do tratamento paisagístico.

Reconheço e valorizo muito os esforços dos dois Embaixadores do Rio Roberto e Rubem Medina,que estão ajudando a cidade,hoje tão descuidada mas penso muito também em todos que moram no entorno ou ali trabalham e que merecem respeito e sobretudo poder viver durante as duas semanas dio evento,uma vida normal,com restrições mas que não impeçam deslocamentos essenciais.

Tenho certeza que no próximo Rock In Rio,os organizadores e a Prefeitura irão buscar soluções para esta parte da Cidade,que hoje se vê invadida sem o devido respeito,ermbora entenda a importância de eventos para uma melhoria de qualidade do Rio,como um todo.

Arquivos
Buscar nos Blogs
O que deseja procurar?
Escritores
Newsletter
Receba as novidades