08
dezembro
2020

Quem tem medo do Turismo?

escrito por


Me pergunto infindáveis vezes sobre o porquê de o Turismo, no Brasil, não ter o status econômico, respeito e consideração que tem em outros Países do mundo, onde provocou crescimento econômico, empregos, impostos etc, como em Portugal, Tailândia e México, por exemplo.

Aqui, nossos Ministros de Turismo não tem cacife, alguns, conhecimento, outros, interesse político, ou mesmo espaço, para se fazer ouvirem e ser entendidos pelas áreas econômicas e de decisão estratégica do governo.

Podia incluir, sem nenhum medo, nesse texto, as Indústrias de Eventos e Entretenimento que vivem a mesma situação por total falta de percepção real da grandeza dessas três indústrias ou pela falta de representantes dignos no Congresso ou grupos de Lobby precisos.

Estamos sempre perdendo espaço, sendo culpabilizados e ignorados ao invés de chamados a compor mesas, Grupos de Decisão que nos envolvem, sem nenhum especialista que pudesse explicar o que fazemos, de fato.

Apesar, é justo dizer, de intervenções, empenho, denodo de representantes de destaque de nossos mercados, em Brasília, como a querida Fátima Facuri, da ABEOC e os esforços incansáveis de nosso decano, Sergio Junqueira, em contatos, reuniões, Lives, telefonemas e mesmo viagens, em tempos difíceis como esses, para mostrar o quanto somos fortes e importantes para as mudanças necessárias.

Às vezes, me parece que tem gente com medo da gente.

Medo da felicidade, da experiência, do lazer, das belas paisagens e belos eventos pelo País afora, todos mais seguros que reuniões em Brasília ou eleições, porque sempre tomamos cuidados com saúde, higienização, limpeza e segurança com nosso cliente, faz tempo, porque eles nunca são obrigados a estar em nossos lindos e premiados Hotéis e Eventos, como acontece em alguns lugares e eventos de governo, eles voltam sempre. Por quê? Porque se sentem felizes e SEGUROS.

Então, fica a pergunta, se alguém quiser me responder: QUEM TEM MEDO DO TURISMO?

Dos Eventos e Hotéis com protocolos rígidos?

E das soluções e recursos que trariam para um País que, mais que nunca, precisa deles?

Arquivos
Buscar nos Blogs
O que deseja procurar?
Escritores
Newsletter
Receba as novidades