Marketing de Relacionamento e Incentivo
Edmundo Monteiro de Almeida
"A arte da comunicação não se resume apenas em saber falar e escrever, mas principalmente em saber se fazer entender.”
GUTEMBERG LAND
14
maio
2021

Direita Esquerda! Uma palavra um conceito ou uma orientação?

Temos varias considerações. Pró e contra, esquerda do que sou contra direita do que acredito.

Na verdade estamos lidando com um “Eufemismo” um rotulo para designar opções políticas à esquerda ou à direita do que professamos ou apoiamos.

No mundo global que vivemos a definição primaria da esquerda define e está associada a prática política do socialismo, a direita o lado democrático, ou radicalmente ao fascismo.

Ainda que a palavra socialismo possa ser definida de varias maneiras, inclusive nos países de regime comunista onde a palavra democracia socialista é utilizada.

É óbvio que não podemos generalizar nem ser tão simplistas para determinar como a retórica de um simples eixo ou lado, pode determinar uma definição tão complexa quanto a política.

Realmente no cotidiano a palavra é simples; virar à direita, virar à esquerda, a mão direita a mão esquerda, até a marcha dos soldados, “esquerda direita”, uma ordem aparentemente simples que determina ritmo das marchas militares.

Talvez para ilustrar o fato de como tudo começou, a ideologia “esquerda e direita” surgiu nas comunas e assembleias na França do século XVIII. Primeira fase da Revolução Francesa (1789-1799).

Os burgueses, hoje chamados de classe media procuravam o apoio da classe operaria e da população, especialmente os "sans-culotte" (tipo de vestimenta associado à nobreza), diminuindo os poderes da nobreza e do clero.

Finalmente a monarquia caiu, a Republica Francesa através de uma revolução que não mudou as diferenças sociais continuou não abrindo mão das suas prerrogativas, inclusive não se misturando física e socialmente Por isso, o lado esquerdo foi associado à luta pelos direitos dos trabalhadores, e o direito ao conservadorismo e à elite.

Nas varias historias que tentam demonstrar a raiz dessas manifestações, alguns afirmam que a origem do termo direita esquerda vem da Roma antiga que descreve na frase “In mediun itos”, a virtude está no meio.

Porem, o cenário político não é tão simples assim, o que realmente fica à esquerda e a direita, são de fato antagônicos?

Comunismo Anarquismo fascismo ficam à direita ou à esquerda de quê?

É neste cenário de raiva e ódio que o antagonismo e a polarização política se manifesta.

Pior, na falácia do “ Nós somos democráticos” ou o “eu sou democrático”.

Simplificando, quem não concorda comigo ou com os meus ideais políticos está sempre à minha direita ou esquerda, dependendo do que se acredita e não da realidade concreta.

Um rotulo demagógico que determina todas as avaliações e considerações políticas, defendidas ou praticadas por quem se utiliza deste tipo de argumento primário.

Para complicar este cenário caótico ainda temos o adjetivo conceitual, extrema esquerda ou extrema direita”, muito utilizados pelos intolerantes e parciais sempre atentos às falácias e oportunidades ideológicas.

Neste cenário de multiplicidade de ideias e conceitos políticos nas suas praticas exige, cultura conhecimento e muita informação, principalmente, sem preconceitos.

Talvez para ilustrar!

Exige e significa abrir mão de pseudo verdades que ilustram os mitos da esquerda e da direita e muito bem utilizados pela politização das massas.

Arquivos
Buscar nos Blogs
O que deseja procurar?
Escritores
Newsletter
Receba as novidades